Cool

‘Yanny’ ou ‘Laurel’? Após polêmica do vestido, áudio confunde internautas! Vem entender esse ‘mistério’

por Pedro Hosken
há 10 dias

Passados três anos do vestido – que dividiu os internautas entre aqueles que o enxergavam nas cores azul e preto e aqueles que viam branco e dourado – as redes sociais voltam a se debruçar sobre um novo dilema!

A história começou no site Reddit e ganhou força após a youtuber norte-americana Cloe Feldman divulgar no Twitter na noite desta segunda (14), um áudio, em que algumas pessoas escutam a palavra “Yanny” e outras, a palavra “Laurel”. O registro, a seguir, já foi ouvido mais de 8,6 milhões de vezes desde então. Confiram:

E aí… o que você escutou?! Alguém que você conhece entendeu algo diferente?! O áudio possui na verdade, “duas vozes” que dizem simultaneamente, duas palavras distintas… Mas porque algumas pessoas escutam uma e outras entendem a outra?!

Calma… existe uma explicação. Em conversa com o The Verge, Lars Riecke, professor de audição e neurociência cognitiva da Universidade de Maastricht, na Holanda, revelou que o segredo está na frequência. “A informação acústica que nos faz ouvir Yanny é mais alta que a informação acústica que nos faz ouvir Laurel Algumas das variações podem ser devidas ao sistema de áudio que está tocando o som, mas a mecânica dos seus ouvidos também pode interferir“, explicou.

Segundo Riecke, adultos mais velhos tendem a começar a perder a audição das frequências mais altas, o que explica a possibilidade desses ouvirem melhor a palavra ‘Laurel’, enquanto crianças escutam mais facilmente a palavra “Yanny”. “É um fenômeno que você pode imitar em um computador. Se você remover todas as freqüências baixas, você ouvirá Yanny. Se você remover as altas freqüências, você ouvirá Laurel“, reforçou.

Também entrevistado pelo site, Bharath Chandrasekaran, professor do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Texas, em Austin, apontou outras duas questões importantes: a qualidade do áudio e o aviso visual que o acompanha. “É um pouco barulhento, então isso faz com que a percepção seja um pouco mais ambígua. Esse ruído faz com que o seu cérebro preencha com o que acha que deveria ser“, explicou. Sobre o aviso visual com as palavras “Yanny” e “Laurel” já destacadas, ele ressalta que o mesmo pode moldar o que as pessoas ouvem.

Isso não diz respeito apenas aos ouvidos ou aos alto-falantes, diz respeito também sobre os cérebros. O que você ouve – tudo o que você ouve – é moldado de alguma forma por suas experiências anteriores“, concluiu.

A Polêmica do Vestido

Em fevereiro de 2015, a foto de um vestido postada por uma internauta em seu Tumblr virou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais. Na ocasião, as pessoas se dividiram entre aquelas que enxergavam a peça nas cores azul e preto e aquelas que viam as cores branco e dourado.

(Foto: Reprodução / Tumblr)

Tratava-se de uma ilusão de luminosidade. Em resumo, as pessoas podem enxergar uma cor num tom diferente dependendo das características da luminosidade à qual elas estão expostas e das cores do entorno da imagem visualizada.

Na época, a BBC chegou a usar um software de edição de imagens para examinar os tons do vestido e chegou à conclusão de que o mesmo era azul e preto. “Ao aumentar a saturação – tornando as cores existentes mais fortes, mas sem acrescentar novas cores – o vestido aparece azul para todos“, explicou a editora de fotografia da BBC, Emma Lynch. Mais tarde, a usuária do Tumblr postou uma nova foto do vestido, essa com as cores azul e preto mais definidas.

(Reprodução / Tumblr)