Famosos

Jennifer Lawrence não perdoa Weinstein: “Quero vê-lo na cadeia”

Livia Forte - Publicado em 26/02/2018 às 20:46

Jennifer Lawrence não pretende deixar de lado as denúncias de suas colegas feitas contra o produtor Harvey Weinstein.

Durante sua participação recente no programa 60 Minutes, a vencedora do Oscar mostrou todo seu desgosto pelo produtor depois das acusações de assédio. “Não, ele nunca foi inapropriado comigo. Mas o que ele fez é criminoso e deplorável “, disse ela na entrevista. “E quando isso veio à tona e eu ouvi sobre isso, eu queria matá-lo. A maneira como ele destruiu tantas vidas de mulheres – eu quero vê-lo na cadeia”.

Lawrence recentemente falou contra Weinstein depois que ele citou seu nome, o de Gwyneth Paltrow e Meryl Streep, na tentativa de provar que nem todas as atrizes com as quais trabalhava tiveram uma experiência negativa. Weinstein produziu “O Lado Bom da Vida”, filme com o qual Lawrence ganhou o Oscar de melhor atriz.

“Harvey Weinstein e sua empresa continuam a fazer o que sempre fizeram, que é tirar as coisas do contexto e usá-las para seu próprio benefício”, afirmou Lawrence em um comunicado. “Isto é o que os predadores fazem, e isso tem que parar”.

Ela continuou: “Para o registro, enquanto eu não fui vítima de Harvey Weinstein, eu apoio as mulheres que sobreviveram a seus terríveis abusos e as aplaudo usando todos os meios necessários para levá-lo à justiça, seja por meio de ações criminais ou civis. Acabou o tempo.”

Mais tarde, Weinstein pediu desculpas por ter citado Jennifer e Meryl Streep.

“O Sr. Weinstein reconhece a valiosa contribuição que Meryl Streep e Jennifer Lawrence deram para este debate e pede desculpas “, disse um porta-voz do produtor em um comunicado na última quinta-feira.

Weinstein  foi denunciado pelo The New York Times e a revista The New Yorker, que alegaram décadas de assédio sexual praticado pelo produtor, numa edição de outubro de 2017. Desde então, mais de 60 mulheres se apresentaram para acusar o produtor de má conduta sexual.

Weinstein admitiu fazer avanços em atrizes, mas nega veemente denúncias de assédio e assédio sexual. Um porta-voz do produtor disse anteriormente para a Revista People em uma declaração que “Qualquer acusação de sexo não consensual é inequivocamente negada pelo Sr. Weinstein. O Sr. Weinstein confirmou ainda que nunca houve atos de retaliação contra qualquer mulher por recusar seus avanços “.