Música

#DeFrenteComGloss: Dulce Maria

por Diogo Alcantara
há 5 anos

Olha, vou falar pra vocês: eu não fui ou sou fã do RBD. Eu assisti a novela (não inteira), sei algumas músicas, mas vou confessar que não achei maravilhooosa, como tanta gente achou. Mas eu entendo, quem achava, porque foi realmente a marca de uma geração, em várias partes do mundo. O sucesso é incontestável. Anahí, Christopher, Poncho delícia, Maitê fofa, Christian Bee e Dulce babadeira foram responsáveis por multidões em estádios no Brasil… Lembro que chegou até a ter morte de tão desesperados que eram os fãs pra chegar perto deles. A novela acabou, a banda também e cada foi pro seu canto. O sucesso, porém, continua, guardadas as devidas proporções, claro. Quando me falaram de fazer uma entrevista com a Dulce Maria, eu topei de cara. Sempre achei ela um sucesso, a Rebelde que mais tinha cara de Rebelde… Cabelo colorido, olho todo pintado… Óbvio que ia fazer. Eu amo estrelas internacionais, especialmente mexicanas. Todo mundo sabe que adoro um drama, rs.. Mas eu não sabia que seria tão dificil. Vou explicar. A entrevista foi marcada com um mês de antecedência. Com algumas semanas, marcaram a data e HORÁRIO… Eu tinha quinze minutos a princípio, mas como eu faço sempre entrevistas longas no #DeFrenteComGloss (porque não gosto de perguntar tudo aquilo que todo mundo pergunta, né) eu pedi mais tempo. A assessoria brasileira negociou com o povo lá do México e ficou de me dar retorno… Acontece que o meu horário com Dulce estava marcado para as 18:30. Às 14:30 recebo um email dizendo que ela conseguiu meia hora para mim, mas que teria que ser às 15:30. O problema é que eu estava do outro lado da cidade, Brasil. Tive que sair correndo desembestado, como se fosse pra uma liquidação da Prada, devo ter tomado umas multas no caminho, e cheguei em casa atrasado, porque o trânsito no RJ está pior que a fila do SUS. Enfim, liguei o PC esbaforido e liguei pra Dulce do Skype porque ainda tinha que gravar tudo pra transcrever e traduzir…. Nisso, a assessoria mandando mil mensagens pra me apressar, porque ela tinha umas 300 entrevistas agendadas com revistas e rádios brasileiras e não poderia passar do horário combinado, ou seja, o meu tempo estava sendo reduzido, rs…. Uffa… Vou te falar… Eu tive que rezar para Nossa Senhora da Novela Mexicana Thalia para me dar ya mucha honra… Até esqueci meu espanhol de tão tenso que fiquei com tantas mudanças e confusões. A entrevista acabou ficando inferior ao que eu tinha planejado, mas está aí, de coração para todos os Dulcetes!!! Espero que gostem… e se não gostarem, deixem de ser rebeldes… é que talvez ninguém me conheça bemmmmmm!!!! Com vocês, La Dulce Maríaaaa!

Uma vez rebelde, sempre rebelde!!

Uma vez rebelde, sempre rebelde!!

HG – Dulce, eu soube que no seu disco novo tem a participação de um produtor brasileiro, é verdade?
Dulce – É isso mesmo. É o Dudu, não sei se você conhece. Ele é um produtor brasileiro e vai fazer duas músicas do disco

HG – Eu vi também você falando que vai fazer uma produção mais mexicana…. Vai ter música ranchera, mariachis, uma coisa Maria do Bairro?
Dulce – Vai ter nessa linha, de música ranchera e típica do méxico, algo parecido, mas é interessante porque tem a ver com o Brasil também. Por exemplo, o acordeon e tudo isso que usam bastante no Brasil também vamos usar. Vai ser como uma mistura, porque, na verdade, uma das músicas que o produtor brasileiro vai produzir é uma música que realmente soa mexicana. Vão fazê-la mexicana, mas também para o Brasil. Vai ficar muito muito legal o que está sendo feito, o que está sendo planejado para esse novo álbum. Tem muitas composições minhas, também tem uma música de Axel Duperon, aquele que fez “Inevitable” e outras músicas do meu disco “Extranjera”. Foi uma honra trabalhar com Coti, gravei a metade, bem, algumas músicas na Espanha, em Madri.

HG – É verdade que vai ter uma musica em português?
Dulce – Sim, é verdade. Gravei uma música em português. Foi um agradecimento a todos meus fãs do Brasil que tanto carinho me deram e que tanto apoio deram ao meu disco “Extranjera”. Então, tem sim, uma música em português. Na verdade, também terá, provavelmente, uma colaboração, mas estamos vendo isso daí. Não deixam que eu conte, porque ainda tem duas músicas pra gravar.

HG – Com um artista brasileiro? Pode me dizer quem? Homem ou mulher?
Dulce – Sim! Mas ainda não deixam que eu revele o nome….. é…. é com uma mulher. Estou muito feliz com tudo isso. Com muita fé no disco, que acho que meus fãs vão gostar. É um trabalho muito honesto.

Produtor musical de Dulce citou Manu Gavassi no Twitter. Será ela?

Produtor musical de Dulce citou Manu Gavassi no Twitter. Será ela?

HG – Você já escolheu o nome do disco?
Dulce – O disco ainda não está pronto. Assim que terminar, vamos poder saber que nome pôr, qual será o conceito e tudo o que for necessário.

HG – Além desse dueto com a artista brasileira, haverá algum outro?
Dulce – Sim, mas também ainda não está pronto. Acho que daqui uns dois meses tudo vai ficar pronto e daí poderei soltar mais informações. Agora, por causa do processo todo, não posso falar muito para que saibam mais ou menos em que pé está, para que fiquem imaginando um pouco como vai ser . Acho que em dois meses já vai sair o primeiro single, que aliás, ainda não sei qual será. Mas agora estamos indo com tudo nesse novo disco.

Dulce, devolve o violão da Paula Fernandes, sua loucaaa!

Dulce, devolve o violão da Paula Fernandes, sua loucaaa!

HG-  Na sua música com o DJ Basshunter você fez uma coisa super eletrônica e pop. Já pensou em fazer um projeto assim, mais bate cabelo?
Dulce – Então, gosto muito! Adorei, e pra mim foi uma grande honra porque ele é um DJ que tá indo muito muito bem na Espanha, bem, na Europa, de modo geral. E que ele tenha me convidado pra cantar com ele neste disco é uma grande honra. É um pouco diferente do que já ouviram de mim, então é uma boa opção.

HG – E Você vai gravar um clipe dessa música com ele?
Dulce – Não sei, porque é uma música pro disco dele, então cabe ao pessoal dele decidir se querem um clipe ou não…

HG – Você está indicada no Prêmio Juventude nas categorias – Meu Ringtone favorito; Música mais pegajosa, Meu artista Pop e Clipe favorito. Então eu quero saber, qual o seu ringtone atual, ou qual seria, se fosse uma música. Qual a música mais pegajosa que você tem escutado ultimamente e qual foi o último clipe de outro artista que você mais gostou.
Dulce – Adorei o vídeo de Taylor Swift, o Twenty two. E de ringtone… ai, não sei! O meu telefone fica sempre no silencioso porque eu não gosto que ele toque! Ele tá sempre no silencioso. Ah! Já sei! Gosto da música do Psy, a Gentleman. Morro de rir com essa! Acho que serve para música mais pegajosa também!

HG – Quais as possibilidades de você voltar a cantar com algum integrante do RBD? Já pensou em chamar algum deles para alguma participação nos seus discos ou já não tem mais nada a ver?
Dulce – Por agora, não. Porque cada um tá muito na sua, fazendo suas coisas. Seria complicado dizer, porque o disco está praticamente pronto e cada um tá muito focado na sua vida, na sua carreira. Neste momento acho que é muito cedo pra fazer alguma coisa assim.

HG –  Ter sido parte do RBD foi muito bom pra sua carreira, mas o título de EX-RBD não te incomoda? 
Dulce – Não, não me incomoda e acho que é inevitável que seja assim. Além disso, terei sempre muito orgulho de levantar a bandeira RBD. No fim das contas, é uma coisa com a qual vou viver pra sempre, e adoro ter isso como…. ai, não sei explicar… então, é mesmo como erguer a bandeira, e eu gosto! Apenas estou agora no meu caminho solitário. Mas, não. Não me incomoda, nem pretendo tirar.

Dizem que ela pegou o Christopher e o Poncho! Dulce destruidora!!

Dizem que ela pegou o Christopher e o Poncho! Dulce destruidora!!

HG – Você assiste Rebelde quando passam as reprises ou já não aguenta mais?
Dulce – Às vezes. Tem um canal no México que transmite, e às vezes consigo assistir, e morro de rir! Porque não é a mesma coisa atuar e assistir. É estranho, engraçado, é lindo de lembrar, mas é estranho. Sinto que é uma etapa que ainda tá bem próxima, não é uma coisa que eu veja como antiga. Pra mim ainda é recente, porque justamente as pessoas, os fãs deram conta de manter isso tudo muito presente, de manter o RBD muito presente por meio das redes sociais. Pra mim é ainda muito recente, então é meio estranho.

HG – Você ainda lembra as letras das músicas do RBD em português? Consegue lembrar um pedacinho?
Dulce – Se ainda sei? Mais ou menos…. é, não sei não…. não lembro…. (risos)

HG – Você ainda tem contato com os outros RBD? Se ligam, são amigos, ou eram só companheiros de trabalho?
Sim. Cada um está bem focado na sua vida, na sua carreira, e estão todos se realizando nas suas áreas. Mas a gente se gosta muito e sempre estamos presentes nas datas importantes, com muito carinho.

HG – Eu sei que você tem recusado muitos papéis em novelas no México ultimamente. Isso que dizer que não vamos mais te ver em nenhuma novela?
Dulce – Não sei se nunca mais. Acontece que o que tá rolando agora é que tô muito focada na música, e fazer uma novela te consome, digamos assim. Você tem que dar tudo numa novela, por uns 8 meses, pelo menos! E se eu dou esse tempo, teria que abrir mão de toda minha energia e atenção pro disco. E agora não quero fazer isso. Se eu receber um personagem fantástico, que eu adore e que seja bom pra mim, é claro que poderia fazer, mas até agora isso não aconteceu.

HG – Eu ví numa revista que você ia fazer uma das protagonistas juvenis da última novela da Televisa “Amores Verdaderos” que foi um sucesso Enorme no México. Por que você desistiu do papel?
Dulce – Sim, me ligaram, mas foi muito complicado porque naquela época eu ia fazer um reality. Tinha contrato com a MTV, e era muito difícil, porque a produção da novela precisava saber que podia contar 100% comigo, e eu dizia pra eles que queira, mas ao mesmo tempo tinha contrato lá e não sabia se poderia fazer. As coisas se complicaram, e no fim das contas não fiz a novela.

http://www.youtube.com/watch?v=d3Quw4b8r1w

HG – E por fim não aconteceu o reality? Por que?
Dulce – Não, não rolou por problemas entre canais, eu acho. Mas no fim eles cumpriram o contrato comigo, e, no fim, não rolou. Mas acho que tudo acontece como tem que ser. É sempre pra melhor e tá tudo bem!

HG – Dulce você está solteira? Como você leva faz para conseguir manter a relação e a vida com tantos compromissos ao mesmo tempo? Seu namorado anda com você o tempo todo? Como faz?
Dulce – Não! Tenho namorado! Pois então, é que agora minha agenda não tá tão pesada, porque estive apenas compondo, gravando… Mas de qualquer forma, acho que numa relação você tem que se entender e se adaptar à vida da outra pessoa. Tento sempre levar a vida o mais normal possível e ele também tenta me apoiar.

Dulce y seu boy magya. Prefiro o Poncho! Rs...

Dulce y seu boy magya. Prefiro o Poncho! Rs…

HG – Há algumas semanas o Christian Acha passou por um episódio complicado com o ex namorado. Você falou com ele?
Dulce – Escrevi pra ele, mas não fiquei sabendo muito. Acho que temos que respeitá-lo e dar espaço. Na verdade, a única coisa que sei é o que sai na mídia. Como não falei com ele, não posso dar minha opinião.

Christian Chavez e seu boy aproveitador tiveram um #CasosDeFamiliaGay

Christian Chavez e seu boy aproveitador tiveram um #CasosDeFamiliaGay

HG – Você continua viciada em Candy Crush? O que o povo pode fazer para diminuir o vício?
Dulce – Sim, kkkkk eu odeio! Tô presa numa fase. Estou na 161! Eu acho que tem muita coisa melhor pra se fazer. De noite eu gosto de ler, de escrever, gostava de fazer muitas coisas e de repente me dou conta e digo: quantas horas da minha vida desperdicei jogando Candy Crush? Eu acho sim que tem que haver um limite, porque é uma coisa que distrai, e assim ficamos jogando, mas temos que priorizar coisas mais importantes, alguma coisa que nos faça bem, como ler, estudar, escrever, ou outra coisa qualquer que você goste, e não ficar aí, jogando.

Viciadinha, mas manda você não se viciar. #FaçaOqueEuDigo

Viciadinha, mas manda você não se viciar. #FaçaOqueEuDigo

HG – A Paulina Rubio é a nova jurada do X-Factor Americano. Você já pensou em ser jurada de um programa desse tipo? The Voice, X-Factor…
Dulce – Adoraria, mas ainda não recebi convite.

HG – Onde você se imagina daqui há 10 anos?
Dulce – Nossa! Com uma filha, talvez (rs). Não sei se é muito cedo, mas não sei… talvez assim na música…

HG – Manda um recadinho pros seus fãs brasileiros!
Dulce – Queria dizer que os amo, que sinto muita saudade, que sempre lembro deles, que neste disco vai vir uma coisa especial pra eles e que tomara que eu possa ir em breve prai!E quero agradecer mais uma vez pelo apoio e pelo amor.

*Obrigado fã clube Dulcetes BR