TV / Séries

‘O Outro Lado do Paraíso’: Sophia prova da Lei do Retorno e é surpreendida por visita em hospício

por Pedro Hosken
há 8 dias

Os últimos capítulos de “O Outro Lado do Paraíso” serão movimentados com o julgamento de Sophia que acabará internada em um manicômio judiciário. Segundo o site “Notícias da TV”, a personagem de Marieta Severo passará por uma avaliação psiquiátrica conduzida por Samuel (Eriberto Leão) e deixará evidente, a premeditação de um de seus crimes.

Foi considerada culpada de quatro crimes cometidos a tesouradas. Foram cometidos por premeditação ou aconteceram no impulso do momento?“, questionará o filho de Adinéia (Ana Lúcia Torre), acompanhando de outros dois psiquiatras. Sophia então recordará o assassinato de Laerte (Raphael Viana): “Eu estava com ele num quarto, havia uma tesoura à mão, deixada sobre um móvel. Nem pensei. Simplesmente me defendi, eu matei o Laerte no impulso. E com a prostituta que foi me chantagear, também reagi motivada pelo momento. Eu tinha a tesoura na bolsa. Caso contrário, teria escolhido lugar melhor que a mina para matar aquela vagabunda“.

Samuel conduzirá os trabalhos de avaliação psiquiatra de Dona DemoNenê Mãos de Tesoura

Em seguida, ela tentará explicar o porquê de ter tentado tirar a vida do seu amado Mariano. “Ele me desafiou. Tem que entender que o Mariano sempre me pertenceu. Ele estava disposto a me abandonar pela Lívia [Grazi Massafera]. Ainda queria dinheiro pra ficar quieto. A fúria subiu dentro de mim, enfiei a tesoura nele sem pensar nas conseqüências. Mas sempre encontrei quem me ajudasse a me livrar dos corpos“, ressaltará. “A única morte premeditada foi a do Rato? Estou certo?“, perguntará Samuel. “O Rato tinha muitas provas contra mim. Eu teria ficado nas mãos dele pelo resto da vida. Era um amigo, era útil. Foi uma lástima matá-lo“, ‘lamentará’ a megera.

Nesse caso, admite que sente remorso?“, indagará o diretor do hospital. “Era preciso. Samuel. Doutor Samuel, precisa entender. Eu tive que fazer isso. Tudo o que fiz foi por minha família!“, jurará Sophia. A conclusão da junta médica será anunciada no dia seguinte no tribunal. “A ré não demonstra nenhum remorso, nenhum sentimento pelos crimes que cometeu, pelas vidas que ceifou. Tem uma personalidade impulsiva. E transtorno de controle dos impulsos assassinos“, diagnosticará o psiquiatra. “Dos quatro crimes que estão sendo julgados, três, incluindo a tentativa de assassinato de Mariano, ela cometeu no puro impulso do momento. Oferece perigo à sociedade. Minha orientação e de meus colegas psiquiatras é que seja enviada ao manicômio judiciário“, aconselhará ele.

Tudo o que você faz um dia volta pra você: Sophia será internada!

Raquel (Erika Januza), juíza responsável pelo caso, se reunirá com o júri para depois voltar e dar a sentença. “O júri decidiu seguir a avaliação psiquiátrica. Segundo a deliberação do júri, a ré não está em plena posse de suas faculdades mentais e é incapaz de controlar seus impulsos assassinos. Diante disso, este tribunal determina que Sophia Montserrat seja transferida a um manicômio judiciário. E só sairá quando tiver alta médica, dada por uma junta de psiquiatras“, anunciará a magistrada. Será a partir daí que Sophia finalmente provará da Lei do Retorno, passando por tudo o que fez Clara (Bianca Bin) enfrentar na primeira fase da trama. A vilã será trancada num manicômio e levará eletrochoques.

Segundo informações da colunista Carla Bittencourt do “Jornal Extra”, Sophia receberá uma visita inesperada quando estiver internada no local. Estela (Juliana Caldas) – rejeitada pela víbora durante toda a trama – surgirá no hospício acompanhada de Amaro (Pedro Carvalho). Eles levarão frutas, chocolates e um bolo feito por Rosalinda. “Eu tenho saudades até dos bolos da Rosalinda“, reconhecerá Sophia. “Queremos te dar algum conforto, mãe“, dirá Estela. “Eu sei. Só vocês vêm me visitar. Só vocês“, responderá a vilã, deixando evidente que foi esquecida por Lívia e Gael (Sergio Guizé). “Entre meus filhos, você é quem eu mais amo!”, se declarará ela, colocando a mão sobre a mão de Estela, emocionada.

Mesmo após sofrer tanto nas mãos da mãe, Estela a visitará!

A sequência lembra muito o desfecho de outra novela de Walcyr Carrasco. Em “Amor à Vida”, o homofóbico César (Antônio Fagundes), cego, apareceu no último capítulo, sendo cuidado por Félix (Mateus Solano), filho que ele sempre rejeitou por conta da sexualidade.