Absurdo! Pai espanca filha de 9 anos após ela dizer que gosta de amiga, e irmão relata descaso da polícia com denúncia – assista

Que absurdo! Uma menina de 9 anos foi espancada pelo próprio pai, após contar que estava “gostando de uma amiga”. A situação revoltante aconteceu na segunda-feira (7), na zona oeste do Rio de Janeiro, e foi denunciada pelo irmão da vítima, Igor do Valle Pedra. O vídeo da agressão, divulgado pelo jovem fotógrafo em seu Twitter, viralizou e já possui mais de um milhão de visualizações.

Nas imagens, é possível ver o pai da criança com um cinto na mão gritando com a filha, que está encurralada na parede. “Mais uma”, ameaça ele. Igor, então, entra no quarto com a câmera, implora para que seu pai não bata na irmã e é repreendido: “Se você filmar é pior”. Ao fim da gravação, a mãe dele aparece, manda o rapaz parar de filmar, fechando a porta em seguida.

Continua depois da Publicidade

“Eu passei por isso pelo fato de ser gay, apanhei muito desse cara (pai), até arma na minha cara ele colocou e agora ver minha irmã passar por isso eu não aceito. Ele bate na minha mãe e nos ameaça falando que se denunciá-lo, vai matar a gente. Eu não sei o que fazer, só quero paz e a liberdade da minha irmã ser quem ela quiser, não vou mais me calar diante desse psicopata”, desabafou em postagem na rede social.

Em entrevista ao portal Bhaz, Igor disse que sua orientação sexual era motivo de discórdia com seu pai e sempre sofreu com a homofobia dele. “Eu não poderia permitir que ele fizesse com a minha irmã o que fez comigo a vida toda”, afirmou, acrescentando que nunca teve coragem de denunciar os abusos, mas o episódio desta semana foi o estopim.

“Ele disse que tudo era culpa minha, que isso era um ‘efeito dominó’. Eu filmei uma parte porque precisava de provas. Nunca procurei ajuda por sofrer ameaças dele. Ele falava sempre que ia me matar, que ia fazer acontecer”, declarou.

Continua depois da Publicidade

O caso da menina começou quando ela revelou por telefone à cunhada que estava gostando de uma amiga. A conversa foi ouvida pelo irmão de Igor, que comentou com sua mãe. “A ideia era que a minha mãe orientasse ela, explicasse que ainda era criança e não tinha idade para namorar, mas que estava tudo bem”, explicou o fotógrafo. No entanto, nada disso aconteceu. A mãe acabou contando para o marido, que teve uma explosão de raiva em cima da criança. “Ela apoia meu pai em tudo. Na hora que ele estava batendo nela, mandou eu ir para a rua”, lamentou.

“Eu acabei saindo de casa, não dava para ficar mais lá. Minha mãe disse que vai por fogo em todas as minhas coisas, que não é mais para eu pisar lá. Saí com a roupa do corpo”, continuou. Até o momento, Igor está abrigado em casa de amigos, mas não tem lugar fixo para morar.

Quanto à situação de sua irmã, o jovem afirmou que tentou fazer uma denúncia na 34ª DP de Bangu, mas sem sucesso: “Mostrei o vídeo e os policiais disseram que não era uma prova, falaram que não registrariam boletim de ocorrência”. Com isso, ele foi até o Conselho Tutelar, que recebeu a denúncia.

Continua depois da Publicidade

Pelo Twitter, Igor deu mais detalhes: “Minha avó pegou a guarda da minha irmã e agora nesse momento minha irmã está com ela, fez o corpo de delito”. O jovem também disse que a garota “está bem e sendo observada pelo conselho tutelar”