Fotojet (9)

Adolescente mata a mãe e o irmão de 7 anos, e atira contra o pai na PB, saiba detalhes

Pais do jovem tinham tirado celular do filho, depois que ele apresentou notas baixas na escola

Neste domingo (20), um adolescente de apenas 13 anos foi apreendido, após matar a própria mãe e o irmão mais novo, de 7 anos, a tiros. O pai do garoto também foi atingido por um disparo no peito, mas sobreviveu e levado a um hospital para receber o devido atendimento médico. O caso aconteceu na tarde deste sábado (19), no município de Patos, cerca de 308 quilômetros de distância de João Pessoa (PB).

De acordo com informações coletadas pelo UOL junto à Polícia Militar, assim que o patriarca foi socorrido, ele declarou que o filho tinha sido o responsável pelo crime. O homem, que também é policial militar reformado, guardava a arma do trabalho em casa. A motivação para o crime teria sido a revolta do adolescente depois que os pais tiraram seu celular e o proibiram de brincar com um jogo online chamado “Roblox”, já que suas notas na escola estavam muito baixas.

“Ele estava tirando notas baixas porque em casa só queria saber de estar jogando esse jogo. O menino, quando era cobrado pra arrumar uma cama ou então enxugar uma louça, disse ele que se sentia pressionado. E por esse motivo hoje foi a gota d’água. E ele se armou com a arma do pai e fez o que fez, infelizmente”, lamentou o delegado responsável pelo caso, Renato Leite, depois de ter confirmado que o jovem confessou o crime.

Continua depois da Publicidade

Ainda segundo o oficial, quando o pai saiu ontem para ir na farmácia comprar um remédio, o garoto colocou o irmão mais novo em um quarto, depois pegou a arma no escritório dentro de um armário. Ele entrou no quarto do casal e disparou contra a cabeça da mãe, que estava deitada na cama.

Patos Paraiba
Caso deixou vizinhança de Patos em choque. Foto: Reprodução

“Quando isso aconteceu, o irmão mais novo escutou, veio em direção à mãe, e começou a brigar com o adolescente. Foi quando o pai chegou, tentou desarmá-lo, mas foi atingido pelo filho. Ao ver a cena, a criança de 7 anos se abraçou ao pai, desesperada, e também foi morta pelo irmão”, detalhou Leite.

As primeiras informações coletadas pela investigação ainda relataram que o próprio adolescente ligou para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), após guardar a arma no mesmo lugar que pegou. A intenção dele seria tentar simular que aconteceu um assalto na casa. “Depois das diligências, conseguimos desvendar o que houve. É uma situação complicada, infelizmente uma família que foi destruída por conta da virtualização da vida, vamos falar dessa forma”, disse o delegado.

Continua depois da Publicidade

O jovem teve sua internação provisória decretada e será encaminhado para o Centro Educacional Do Adolescente da Paraíba. Enquanto isso, ele aguarda numa sala reservada para menores de idade na carceragem da Polícia Civil da Paraíba. “Eu percebi que ele, quando soube que o pai ainda estava vivo, se assustou. Acho que ele estava mais satisfeito se todos os três tivessem falecido”, ressaltou o delegado ao jornal O Globo.

9919d675 Ae88 5e32 7c6d 9db79893a117
Adolescente foi proibido de jogar o “Roblox”, após apresentar notas baixas na escola. Foto: Divulgação

O pai passou por uma cirurgia de emergência no Hospital Regional de Patos, mas por conta da gravidade do ferimento, foi transferido para o Hospital de Trauma de Campina Grande. “Os corpos das vítimas fatais já foram liberados para a família fazer o enterro. O pai continua em estado grave”, apontou Renato Leite no início da tarde deste domingo.