Fotojet (1)

Arquiteto carioca troca de noivo na véspera do casamento e surpreende convidados: “Uma loucura, teve gente desmaiada”

O casamento do arquiteto e decorador Eder Meneghine, realizado terça-feira (7) na Ilha da Gigóia, Rio de Janeiro, foi marcado por uma grande reviravolta… Os 120 convidados presentes no restaurante Solar das Palmeiras Rio esperavam ver o mineiro Dyl Reis, de 23 anos, subindo ao altar com o carioca… Mas não foi isso que ocorreu!

Acontece que quem apareceu para trocar votos com Eder foi o antigo namorado dele, o chef de cozinha Hugo Oliveira, de 44 anos. “Ninguém ali nunca vai esquecer aquela noite, isso eu tenho certeza. Mas não vai ser pela beleza do lugar ou pela qualidade da comida e bebida. Mas sim pela surpresa, pela experiência que eles vivenciaram naquele momento”, contou Meneghine, que também é dono de restaurantes e casas de eventos, ao G1.

Continua depois da Publicidade

Por mais de dois meses, o decorador organizou a festa dos seus sonhos. E ele desembolsou uma bolada pra isso — foram mais de R$ 250 mil gastos em decoração, estrutura e serviços: “Eu fiz questão de contratar o melhor bolo, de colocar a melhor decoração, fazer o melhor salmão, a melhor paella, o melhor camarão, colocar 20 garçons servindo os melhores uísques e champanhes, dois DJs, tudo da melhor qualidade. Fiz o que pude e montei a festa mais deslumbrante possível. Eu estava feliz da vida”.

Na véspera da cerimônia, entretanto, Eder e Dyl tiveram um desentendimento que culminou na separação repentina do casal. “Eu o conhecia relativamente muito pouco. A gente se gostava e eu o levei para morar comigo na minha casa. Com o tempo, tive vontade de fazer essa festa de casamento, como já fiz para muitas pessoas, vários artistas. E eu falei com ele: ‘Vamos casar?’. Só que ele tem 23 anos e eu tenho 60. Eu tinha a intenção de ser feliz. E eu achava que fosse ser”, comentou o carioca, que em nenhum momento pensou em desistir de dar sua sonhada festa.

Ele, inclusive, encontrou a saída perfeita para o problema: arranjar outro noivo! Foi aí que Eder procurou por Hugo, ex com quem mantinha contato como amigo. “Vivi por quase 20 anos com meu grande companheiro, um chefe de cozinha fabuloso. A pessoa responsável até por encaminhar o que eu consegui construir com meus restaurantes. Eu pensei em dar a esse homem, que sempre foi correto comigo, a oportunidade que eu ia dar para uma pessoa que nunca fez nada por mim”, refletiu o empresário.

“Por que não casar com essa pessoa que sempre foi correta comigo e garantir para ele direitos civis que ele merece? Por que não garantir um futuro de qualidade? Na verdade, não é que ele seja o grande amor da minha vida, mas eu descobri naquele momento de dificuldade que eu tinha na figura do Hugo Oliveira, o maior amigo e parceiro de toda minha vida. E eu nunca dei pra ele a oportunidade que ele merecia”, continuou.

Whatsapp Image 2021 09 08 At 17.39.34 3
Entre os convidados, estavam figuras conhecidas da high society carioca, como a socialite Vera Loyola, o cineasta Neville D’Almeida, a baronesa Bete Suzano e a drag Isabelita dos Patins, responsável por levar as alianças do casal. (Foto: Arquivo Pessoal)

E o convite foi feito assim, de supetão mesmo. “Você é o cara da minha vida. Quer casar comigo amanhã?”, perguntou Meneghine, que recebeu uma resposta imediata e afirmativa do chef, cheia de muita emoção. Assim como para Oliveira, a surpresa também foi grande para os convidados, quando o viram subindo ao altar ao som da canção italiana “Con te Partirò”.

“Nessa hora foi uma loucura. Teve gente desmaiada, mais de 20 minutos de aplausos, uma vibração com chapéus para o alto. Um êxtase total. A festa foi 10 vezes melhor do que seria. Foram oito horas de evento e 150 garrafas de espumante italiano”, recordou o arquiteto, que quer inspirar outras pessoas com sua história.

Continua depois da Publicidade

“Se eu puder fazer isso, vou ser realizado. Nunca passem pelo que eu passei. Porque eu fui bom, honesto, carinhoso, companheiro e, na verdade, encontrei uma pessoa que não teve a visão como a minha. As pessoas às vezes só pensam em se favorecer diante de uma relação com o outro”, disse.

“Eu fiquei feliz com a adesão dos amigos, com a festa, com a decisão do Hugo. Eu não sou uma pessoa que acredita em Deus, mas eu vou dizer do fundo do coração: mesmo que você queira desenhar o seu caminho, o seu destino, você não é nada se não tiver nas mãos de uma força superior. Nenhum escritor de novela escreveu um enredo como esse”, encerrou o mais novo casado do Rio de Janeiro.