Golpe

Brasileira de 59 anos perde cerca de R$ 880 mil ao pensar que namorava músico grego Yanni

Um rapaz nigeriano foi denunciado pelo Ministério Público de São Paulo sob a acusação de enganar uma mulher de 59 anos e fazê-la acreditar que estava namorando o músico grego Yanni. De acordo com o MP, ele teria se apropriado de cerca de R$ 880 mil da vítima. Essa não é a primeira acusação de estelionato contra o rapaz.

Segundo o UOL, os dois se conheceram pelas redes sociais e passaram a trocar mensagens no WhatsApp. Um pouco depois, a mulher combinou de se casar com o falso Yanni e acabou fazendo várias transações bancárias para o nigeriano, residente no Brasil.

Quem procurou a polícia foi a família da vítima, depois de uma situação em que ela ficou desesperada dizendo que o homem tinha sido sequestrado. Ela pediu, ainda, que o pai disponibilizasse 10 milhões de reais para pagar um suposto resgate.

Yanni Bookstore Appearance
Vítima acreditava que namorava o artista Yanni. (Foto: Getty)

Segundo o Ministério Público, o golpista faz parte de uma quadrilha internacional chamada “Yahoo Boys”, de origem nigeriana. Eles são especializados em estelionato sentimental e contam com mais de 200 integrantes no Brasil. Os criminosos agem se aproximando de pessoas solitárias por meio de perfis na internet.

O processo contra o nigeriano que enganou a brasileira de 59 anos, corre em segredo de Justiça na 10ª Vara Criminal do Foro Central da Barra Funda, em São Paulo. O acusado já tem outra condenação pelo crime de estelionato de um outro processo.

Continua depois da Publicidade

Caso de italiano enganado

O caso da brasileira lembra muito uma outra história de golpe, que vitimou um jogador de vôlei italiano. Roberto Cazzaniga caiu num esquema estelionatário por 15 anos, acreditando que namorava a modelo brasileira Alessandra Ambrósio.

De acordo com a reportagem produzida pelo canal italiano Mediaset, a pessoa se apresentou para Roberto com o nome de Maya e até disse que trabalhava como modelo, mas todas as fotos utilizadas eram de Alessandra Ambrósio. A golpista alegava para o jogador que precisava de dinheiro para tratar um suposto problema cardíaco, e com isso conseguiu arrecadar a quantia exorbitante de 700 mil euros. “Tenho tantas dívidas, não é fácil ‘acordar do coma'”, disse o homem aos prantos, em entrevista para o site Il Fatto Quotidiano.

Continua depois da Publicidade

O Mediaset ficou encarregado de produzir um “dossiê” para comprovar que a mulher com quem Roberto “se relacionava” não era a top model brasileira. O pedido partiu da própria família do jogador, que já não sabia mais o que fazer para ele acreditar que estava sendo enganado. “Um dia ele estava no quarto, no escuro. Eu o vejo chorar, pergunto o que ele tem e ele me diz que se apaixonou, mas essa mulher está na UTI para fazer uma operação cardíaca”, contou Danilo Cazzaniga, irmão do atleta.

Golpe
Roberto ficou bem abalado com revelação de golpe. Foto: Reprodução/Mediaset

A reportagem fez uma vasta investigação para descobrir todos os detalhes por trás do golpe, e revelou que Maya, na verdade, era uma mulher chamada Valeria que mora na Sardenha, também na Itália. E o pior: ela entrou na vida de Roberto Cazzaniga com a ajuda uma “amiga” em comum dele, identificada apenas como Manuela e apontada como uma das envolvidas no esquema fraudulento. O jogador e a falsa modelo foram apresentados por telefone e a partir daí, construíram o “relacionamento” sem nunca se verem ao vivo ou qualquer outro recurso tecnológico que pudesse mostrar que Maya não era Alessandra Ambrósio.

Continua depois da Publicidade

Quando a equipe entrou em contato com Valeria, ela negou que estivesse por trás do golpe e que era apenas amiga de Maya. “Enfim, seja o que for que eu fale, acho que você não acreditaria em mim”, respondeu a estelionatária ao ser questionada por que ela recebia os depósitos financeiros de Roberto. O esportista italiano prestou queixa para as autoridades e uma investigação oficial está em andamento.