Idosos Mortos Facadas

Casal de idosos é morto a facadas na Zona Sul do RJ; assassino agiu por ciúmes

O filho do casal ficou em desespero ao chegar em casa e se deparar com a cena do crime

Um condomínio no Jardim Botânico, Zona Sul do Rio de Janeiro, foi cenário de um crime brutal. Um casal de idosos foi morto a facadas na madrugada deste sábado (25). De acordo com o G1, as vítimas eram Geraldo Coelho, de 73 anos, e Osélia Coelho, de 72. Segundo informações preliminares da Divisão de Homicídios da Polícia Civil, o suspeito seria o ex-namorado do filho do casal, que teria sido supostamente motivado por ciúmes.

Pouco depois da meia-noite, o Corpo de Bombeiros recebeu o pedido de socorro, que foi atendido pelo Quartel do Humaitá. Geraldo e Osélia já estavam mortos quando os bombeiros chegaram ao apartamento, com os corpos em cima de um sofá-cama na sala. Eles foram levados para o Instituto Médico-Legal, no Centro do Rio. Além do casal, no imóvel ainda havia um homem inconsciente, que foi apontado como suspeito do crime pela polícia. Era o oficial da Marinha, capitão de fragata, Cristiano Lacerda, de 40 anos.

Continua depois da Publicidade

O suspeito e a motivação

Segundo a Secretaria da Polícia Militar, Cristiano estava deitado e dopado dentro do baú aberto de uma cama box. Ao seu lado, foram encontrados uma faca ensanguentada, uma garrafa de bebida alcoólica, além de diversas caixas e blisters de remédios, seringas e receitas de medicamentos controlados. O militar também tinha um ferimento na mão. Ele foi preso em flagrante e, sob custódia policial, levado ainda inconsciente ao Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea. Seu estado é considerado estável, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde.

Idosos Mortos Facadas Suspeito Cristiano
Cristiano Lacerda foi preso em flagrante, suspeito de matar o casal de idosos – que seriam seus sogros. (Foto: Reprodução/Facebook)

Investigadores da Divisão de Homicídios informaram que Cristiano estava se separando do namorado, o influencer e professor de inglês Felipe Coelho. No entanto, os dois ainda moravam juntos naquele apartamento. Mais cedo, na noite de sexta-feira (24), Felipe teria deixado os pais em casa com Cristiano para ir sozinho a uma festa. O suspeito, por sua vez, teria atacado os idosos devido ao seu ciúme do influenciador.

Filho das vítimas se desespera

Após retornar para casa, Felipe Coelho se deparou com seus pais mortos no sofá-cama e entrou em desespero. Testemunhas relataram ao G1 que o rapaz queria pular da janela do apartamento quando viu a cena do crime. A família é natural de Fortaleza, e os pais estavam de visita na cidade desde o dia 17 de junho, mas já tinham passagens para voltar para o Ceará na próxima terça-feira (28). O influencer, por sua vez, havia se mudado para a capital fluminense para morar com o namorado.

Continua depois da Publicidade

Na manhã deste sábado (25), Felipe publicou uma homenagem aos pais no Instagram, postando uma foto na qual aparece ao lado de Geraldo e Osélia e declarando seu amor a eles. “Pra sempre juntos, nos braços do Pai. Meus amores eternos. Nada vai apagar esse amor. Te amo, pai. Te amo mãe”, escreveu o professor de inglês, que recebeu centenas de comentários de apoio nesse momento tão delicado.

Comportamento violento motivou separação

Após a morte dos pais e prisão de seu ex, Felipe Coelho falou sobre o caso em entrevista ao jornal “O Globo”. O influenciador revelou que decidiu terminar o relacionamento com Cristiano devido ao comportamento violento do militar. No último Carnaval, em abril, ele teria sido agredido pelo então namorado. Apesar da separação, eles continuaram morando juntos durante a busca de um novo lugar para morar.

De acordo com Felipe, enquanto estava num evento em Ipanema ontem, Cristiano começou a mandar mensagens dizendo a ele que voltasse para casa porque sua mãe estaria passando mal. “Ele me mandou mensagem, falou que minha mãe não estava bem e que era para eu voltar. Na mesma hora eu pedi um Uber. Ele seguiu mandando outras mensagens, perguntando se eu voltaria ou ficaria com meus amigos. E também me ofendeu”, relatou.

Continua depois da Publicidade

Felipe contou que já encontrou os pais mortos no sofá em que estavam dormindo. Ele começou a gritar, pediu ajuda para os vizinhos, e chegou a falar com a administradora do condomínio. No entanto, a mulher disse não ter ouvido nenhum barulho de briga ou discussão. Para o professor, é provável que os pais já estavam dormindo quando foram mortos, até pelo fato de dormirem cedo. “Eu só espero que ele pague por tudo que ele fez. Estou sofrendo demais com isso”, disse o rapaz sobre o suspeito.

Os corpos foram levados ao IML na manhã deste sábado. O sepultamento deve acontecer em Fortaleza, mas ainda sem data marcada. Deixamos aqui nossos sentimentos aos familiares e amigos, diante dessa tragédia de partir o coração…