Dj Ivis Charles

Caso DJ Ivis: Funcionário que presenciou agressões a Pamella presta depoimento, recorda briga do casal e tenta explicar postura: “Travei”

Desde a divulgação das imagens de agressões praticadas por DJ Ivis contra a ex-mulher, Pamella Holanda, muitos se perguntaram por que um funcionário do músico não interferiu nas cenas que presenciou. Nesta quarta-feira (14), Charles Barbosa de Oliveira, o homem que aparece nos vídeos, prestou depoimento à polícia e tentou esclarecer sua postura estática diante dos ataques.

De acordo com a TV Verdes Mares, afiliada da TV Globo, Charles alegou ter “travado” ao assistir às cenas de violência doméstica. “Eu fiquei simplesmente abismado com a situação que estava passando. Eu travei, eu fiquei parado sem acreditar no que estava vendo. Eu fiquei sem saber o que fazer”, alegou o rapaz, que teve uma conversa com a imprensa ao deixar a delegacia.

Dj Ivis Charles1
Mesmo diante do embate físico entre DJ Ivis e Pamella, Charles não interferiu. (Foto: Reprodução)

O funcionário do DJ declarou não saber o que causou a briga física do casal, registrada pelas câmeras. “Eu não sei informar porque eu não estava […] Assim, o apartamento são três quartos. Eu estava dentro do estúdio, que eu sempre estava no estúdio. Inclusive eu estava dormindo quando começou aquela confusão. Eu simplesmente acordei e quando eu cheguei, não acreditei no que estava acontecendo”, afirmou.

Continua depois da Publicidade

Segundo o próprio Ivis, o funcionário foi levado a Fortaleza justamente após os problemas do relacionamento do casal. “Eu trouxe ele da Paraíba para cá porque eu não aguentava mais sofrer sozinho”, alegou o artista, numa série de vídeos em que tentava justificar seus atos. Charles, por sua vez, disse ser “braço direito” do DJ: “E eu sou o braço direito dele, sou o amigo que não deu as costas e tô aqui dando a cara a tapa, inclusive sendo chamado por muitos ‘disso e daquilo’”.

Dj Ivis Prisao2
DJ Ivis foi detido após sua prisão preventiva ser decretada nesta quarta (14). (Foto: Reprodução/Record TV)

No entanto, Charles jura que não tinha noção da crise que Pamella e Ivis enfrentavam dentro de casa. “Eu tenho a minha vida particular. Quando o cara veio me chamar pra trabalhar com ele, eu não fazia ideia do que tava se passando”, relatou Oliveira. O funcionário ainda reforçou já ter visto outros conflitos tão intensos quanto aqueles. “Teve confusões que eu já chamei a polícia. A polícia veio e nunca resolveu nada. Quando vinha ou ele ou ela mandava voltar porque não queria, porque não era assunto de polícia, era briga de casal. Entre eles dois”, defendeu-se ele.

Nas imagens que vieram à tona, outra mulher aparece nas imagens e presencia Ivis batendo em Pamella. Segundo Pamella, aquela é sua mãe, que teria ficado com medo de intervir.

Continua depois da Publicidade

Áudios de Charles confirmam histórico de agressões

Dias atrás, em áudios obtidos pela coluna de Leo Dias, do Metrópoles, Charles abordou as críticas frente à sua omissão, e relatou que as cenas mostradas nas gravações eram uma rotina entre o artista e a esposa. “Uma coisa que eu digo a você sem medo de errar e o que eu vou falar quando for chamado lá (na delegacia). Se não fosse primeiramente Deus e eu, de fevereiro para cá alguém já tinha morrido“, declarou. Na sequência, ele comenta o ataque de Ivis contra Pamella na sala do apartamento.

Pamella Holanda Dj Ivis
Pamella Holanda vinha sofrendo agressões de DJ Ivis há muito tempo, segundo Charles e a própria influencer. (Fotos: Reprodução/Instagram)

Aquela confusão ali não começou ali não, começou dentro do quarto. Um moído grande. Estou falando das que eu apareço, né?! As outras foram em janeiro ou fevereiro. Não sei bem ao certo. Mas as que eu participei eu lembro de tudo, sei de tudo e muita coisa ali eu me meti, senão a merda tinha sido maior. Agora é fácil apontar, criticar e dizer que eu nunca fiz nada ou que fui omisso. Beleza, fui omisso, tranquilo! Vou responder pela minha omissão“, analisou.

Continua depois da Publicidade

Por fim, Charles exemplifica episódios em que teve de intervir, mas ao final minimiza o caso como uma “briga de marido e mulher“. “E das vezes que eu me meti? E tesoura que eu tomei? E faca que eu tomei? E objeto que eu não deixei jogar um no outro? Ninguém vê isso! Isso aí é briga de marido e mulher, só tá na mídia porque o cara é famoso. Se fosse uma Maria ou um João morria nisso aí mesmo. Já foi, né?!”, concluiu. Ouça a íntegra:

Relembre o caso

No domingo (11), o nome do DJ Ivis ficou entre os assuntos mais comentados da internet, após vir à tona vídeos dele agredindo violentamente sua esposa, Pamella Gomes de Holanda, na frente da filha deles, Mel, um bebê de apenas nove meses. De acordo com informações do jornalista Leo Dias, do jornal Metrópoles, as gravações foram feitas no dia 1º de julho. No dia seguinte, ele teria repetido a agressão, após ameaçá-la com uma faca e, durante o embate físico, ter quebrado o telefone da mulher.

Continua depois da Publicidade

Ainda segundo os relatos divulgados por Dias, Pamella só conseguiu chamar a polícia com a ajuda do chefe de segurança do condomínio em que ela e o DJ moram, na Grande Fortaleza. Os dois foram encaminhados à delegacia metropolitana de Eusébio, no Ceará. Enquanto Ivis recebeu apoio de sua equipe de advogados, Pamella permaneceu no local sozinha. Com medo de alguma retaliação, ela foi embora sem fazer o exame de corpo de delito e terminar seu depoimento.

[Atenção! Imagens fortes!]

As informações ainda constam que os oficiais foram atrás de Holanda, e ela confessou estar com medo de ser agredida mais uma vez, solicitou que eles apenas retirassem Ivis de casa e o impedissem de chegar perto dela – pedido que foi atendido pela equipe policial. No dia seguinte, Pamella entrou em contato com a polícia — agora com o apoio necessário numa situação delicada como essa —, pois desejava fazer os trâmites que pudessem dar prisão ao marido. Mas, apesar da realização dos procedimentos, a denúncia contra DJ Ivis já não se configurava como flagrante.

Continua depois da Publicidade

Após o episódio no dia 4 de julho, a Justiça do Ceará emitiu uma medida protetiva em caráter de urgência à favor de Pamella e de sua filha, Mel, de apenas nove meses. Instruído por seus advogados, Ivis retirou todos os seus pertences de casa, inclusive todo o dinheiro guardado, deixando a mulher sem recursos financeiros – apenas com R$ 8 na conta e sem telefone celular. As informações divulgadas pelo jornal Metrópoles foram confirmadas por Pamella Holanda e pessoas próximas à família, que revelaram, ainda, que esse não foi o primeiro ataque à jovem.

[Atenção! Imagens fortes!]

Prisão de DJ Ivis

Já nesta quarta-feira (14), DJ Ivis foi preso em Fortaleza (CE). A notícia foi confirmada pelo governador do estado, Camilo Santana, pelas redes sociais.  “Acabo de ser informado pelo nosso secretário de Segurança da prisão do DJ Ivis, no caso das agressões a Pamella Holanda. A prisão preventiva havia sido solicitada ontem pela nossa Polícia Civil e decretada há pouco pela Justiça. Que responda pelo crime cometido”, escreveu Santana através do Twitter.

Confira a publicação abaixo:

Continua depois da Publicidade

O “Cidade Alerta”, da Record TV, acompanhou o momento em que Ivis chegou à delegacia após sua prisão. O DJ foi cercado e interrogado pela imprensa, mas permaneceu calado. Em outro vídeo, divulgado pelo Jornal O Povo, o músico é vaiado antes antes mesmo de entrar no prédio, por pessoas que estavam presentes no local. Confira: