Carr

Funcionário do Carrefour fica preso em elevador do mercado por 36h, sem água ou comida, e preocupa família

Que desespero! Um funcionário do Carrefour, que estava desaparecido desde o último sábado (25), foi encontrado na manhã desta segunda, dia 27, preso em um dos elevadores do mercado. O estabelecimento abriu normalmente no domingo (26), mas, ninguém teria notado que o rapaz estava no equipamento. Preso desde o término do seu expediente do final de semana, ele ficou sem comer e sem beber durante esse tempo.

O funcionário trabalha há aproximadamente 7 anos no Carrefour, em uma unidade de Santos, litoral de São Paulo, segundo informações do G1. Ele deveria ter voltado para casa no sábado após o trabalho, mas não apareceu e nem deu notícias. Familiares, preocupados, começaram a divulgar imagens do rapaz pedindo por informações sobre onde ele poderia estar.

Nas redes sociais, a mãe do funcionário afirmou que “ele toma remédio controlado” e que nunca tinha passado a noite fora sem avisar dessa maneira. Mesmo com o mercado aberto no domingo, outros funcionários não perceberam que o homem estava preso no elevador. Ele só foi liberado ontem, quando trabalhadores do primeiro turno chegaram no estabelecimento.

Desaparecido3
Mãe se desesperou com o sumiço do filho. (Foto: Reprodução)

Continua depois da Publicidade

Ele passou cerca de 36 horas esperando pelo resgate, sem comida ou bebida. A mãe não chegou a registrar um boletim de ocorrência, pois foi orientada a esperar 24 horas depois do desaparecimento, considerando que o filho é maior de idade.

O Carrefour se pronunciou, afirmando que o funcionário ficou preso em um elevador de carga que parou de funcionar, ainda por motivos desconhecidos. Esse equipamento fica localizado em uma parte restrita aos trabalhadores do estabelecimento, por isso não seria uma área vista com frequência. O supermercado declarou que uma investigação interna foi aberta para entender o motivo do rapaz, aparentemente, não ter pedido ajuda.

Continua depois da Publicidade

Uma equipe ainda está apurando a razão para a pane no equipamento. Em nota, a empresa disse que o funcionário passa bem e que já está em casa, com a família, depois de se submeter a exames no hospital da cidade. “Estamos junto aos familiares para prestar todo o suporte necessário, incluindo apoio psicológico. Ficamos consternados com o ocorrido e estamos apurando o fato internamente“, pontuou o Carrefour, que disponibilizou uma assistente social para tomar conta do rapaz e seus familiares próximos.