Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani De São Thiago (3)

Homem diz que bebê se enforcou com cabo de celular no MT, mas polícia desvenda caso, e ele acaba preso

Pai da criança foi preso em flagrante horas depois de levar o filho à UPA de sua cidade

Na segunda-feira (20), um homem foi preso na cidade de Primavera do Leste, no Mato Grosso, suspeito de matar o próprio filho, um bebê de um ano e oito meses. Ao ser acusado, o pai da criança – que não teve sua identidade revelada – alegou que o menino teria se enforcado acidentalmente com um cabo de carregador de celular.

Os pais chegaram a levar a criança a uma Unidade de Pronto Atendimento de Primavera do Leste, onde foi confirmada sua morte. Inicialmente, o homem alegou que, às 3h30, havia dado mamadeira ao bebê e o colocado para dormir em um berço ao lado de sua cama. No local, estaria também um celular conectado ao carregador.

De acordo com sua versão, ele teria acordado para deixar a criança na creche e se surpreendido ao encontrá-la com a boca roxa, sem pulso ou respiração, e com o cabo enrolado ao pescoço.

A Polícia Civil de Mato Grosso afirmou que, após perícia, foram encontradas marcas de que alguém teria feito força para tapar a boca do bebê. A análise ainda mostrou marcas de asfixia por obstrução das vias aéreas, além de lesões na parte interna da cabeça e hemorragia cerebrais. Os ferimentos podem ter sido causado por uma pancada ou por uma “movimentação retida drasticamente da cabeça da vítima“, informaram as autoridades.

Continua depois da Publicidade

Depois de encontradas as lesões, o homem foi preso em flagrante poucas horas após a chegada ao local. Agora, ele deve responder pelo crime de homicídio qualificado. Já a mãe da criança foi liberada pela polícia. Quando questionada, ela contou que viu o marido alimentar o filho e o colocar para dormir.