Fotojet (15)

Idosa tem escada de sua casa demolida por vizinho, e está há quase um ano sem poder sair; assista

Gente?! Essa história faz parte da série: “ver para crer“! Eneide Bahia de Souza, de 62 anos, não sai de sua casa, em Itacaré (BA), há quase um ano. Acredite se puder, mas a razão disso é o fato de seu vizinho ter demolido a única escada que dava acesso à residência. Em entrevista ao telejornal “Bahia Meio Dia”, da TV Globo, na quarta-feira (28), a idosa não conseguiu conter as lágrimas ao revelar o drama que tem vivido no confinamento forçado.

O noticiário acompanha o caso desde o mês de janeiro, e contextualizou que o terreno onde ficava a escada é alvo de uma ação judicial. O pai de Eneide, que é falecido e não teve o nome divulgado, e Sergio Luiz Alves Santiago, brigavam por uma espécie de beco que dá acesso à casa do primeiro andar e um imóvel comercial que fica embaixo. No entanto, após vencer uma ordem de reintegração de posse, em 2019, o vizinho simplesmente apareceu no local e demoliu a escada.

E7jbkxlxeagvjko
O local onde, anteriormente, havia uma escada. Foto: Reprodução

Segundo Juraci Falcão, advogado de Santiago, o acesso ao sobrado era feito pela frente da casa e a escada foi construída de forma irregular, aproveitando a ausência de seu cliente, que mora em Jequié, cerca de 167 km de Itacaré. Com o ato surpreendente, os familiares de Eneide prestaram queixa na delegacia e no Conselho Regional de Engenharia da Bahia após a demolição. A Justiça também foi acionada e determinou a reconstrução da escada. No entanto, segundo a família, a decisão foi derrubada por uma liminar.

A2
O momento da demolição da escada foi registrado por Eneide e seus familiares. Foto: Reprodução

Continua depois da Publicidade

Com todo esse impasse, Eneide não consegue mais sair de casa, pois o único acesso é uma escada de alumínio, sem estabilidade e segurança o suficiente para que ela possa descer. Além disso, ela precisou contar com a empatia de uma vizinha, que atualmente cede um espaço para que a família possa acessar a residência pela janela. “Para descer essa escada é um pouco difícil. Eu arrisco minha vida todos os dias”, lamentou Tâmara Bahia, filha de Eneide. Além de sair para trabalhar, ela demonstrou que as compras são feitas e transportadas para a casa utilizando uma corda.

Além de cercear o direito de ir e vir de Eneide, a atitude de Sergio Luiz impossibilitou que a idosa votasse na eleição municipal do último ano e recebesse a vacina contra a Covid-19. “O problema é que esse processo era de meu pai, meu nome nem citado em processo é. Essa escada foi feita, se for analisar, dentro do meu próprio terreno”, defendeu-se a idosa, acrescentando que foi ameaçada pelo vizinho e a esposa diversas vezes.

Whatsapp Image 2021 07 30 At 19.55.28
Atualmente, para acessar a casa é preciso usar escada de alumínio colocada na casa de uma vizinha. Foto: Reprodução

Continua depois da Publicidade

Sem conter as lágrimas, Souza desabafou: “Isso pra mim é tristeza, ver a Justiça deixar uma idosa, de 62 anos, viver nesse cárcere. Os donos nem aqui moram. Isso é doloroso”. O advogado da idosa, Joni Rehem, declarou que irá entrar com um recurso para conquistar o direito de reconstruir a escada. “Isso [a reconstrução] vai atender a função social da propriedade. Vai atender tanto a ela quanto ele, porque volto a repetir, a escada não traz nenhum prejuízo a ele, trata-se de um beco”, afirmou. Assista à matéria completa, clicando aqui!