Fotojet (2)

Mãe que viralizou após mostrar corte de cabelo do filho desabafa sobre ameaças e revela desfecho da história

A influenciadora Thielly Souza viralizou depois de post indignado com resultado do novo visual do filho

Nesta quinta-feira (26), a influenciadora digital Thielly Souza viralizou na web, após compartilhar um vídeo indignada com o corte de cabelo que foi feito em seu filho de cinco anos. A expectativa era alta, já que as madeixas da criança cresceram nos últimos quatro anos. Embora muitas pessoas tenham encarado a gravação com certo bom humor, a história tomou outra proporção quando a mãe do pequeno passou a receber ameaças na web.

No vídeo, que já reúne milhões de visualizações, Thielly registrou toda a jornada, desde a empolgação com o corte junto da foto que era a referência que o cabeleireiro deveria imitar, até o momento em que tudo deu errado em sua perspectiva. A influencer alegou que o profissional do salão Glamour Kids, localizado em Porto Alegre, decidiu fazer outro modelo de corte por conta própria. Além disso, ela teria sido tratada com desrespeito quando reclamou e, posteriormente, pediu os dados do estabelecimento para tomar medidas judiciais.

“Pedi um corte e simplesmente detonaram o cabelo do menino. O cabeleireiro achou que era melhor, com a experiência dele, cortar uma franja. […] Ele disse que tem 25 anos de experiência e preferiu cortar a franja curta para não atrapalhar na escola, sem me perguntar”, diz em um trecho do post viral.

Assista a uma parte do vídeo com as devidas edições para preservar a criança:

Continua depois da Publicidade

Em entrevista ao portal G1 hoje, Thielly Souza contou que a situação ganhou outra proporção. “As pessoas são cruéis, se acham no direito de xingar e humilhar. Fiz o que achava ser a única saída para conseguir resposta do salão. Estão atacando, falando do meu corpo. A internet sempre tem os dois lados, tem que aprender a relevar”, lamentou a influenciadora digital, acrescentando que jamais pensou que o compartilhamento viralizaria dessa maneira.

A mãe da criança detalhou ainda que na ocasião pediu o código do consumidor para fazer uma reclamação contra o estabelecimento. Como não obteve e também não foi cobrada ou emitida nota fiscal alguma pelo trabalho feito, decidiu registrar na polícia a ocorrência para ter um documento oficial do atendimento. “Deram respostas muito irônicas, de que o cabelo cresce, que não tem máquina do tempo. Não foram humildes. Realmente me exaltei, porque queriam que fossem responsáveis. Foram negligentes”, falou.

Continua depois da Publicidade

Quanto ao seu filho, nesta sexta-feira ele conseguiu renovar o visual mais uma vez em um salão do município de Canoas, e ficou satisfeito com o resultado — assim como a mãe. “Um cabeleireiro maravilhoso conseguiu, com o que tinha, fazer algo bonito. Vi ele feliz”, comemorou Thielly, destacando que se o resultado no Glamour Kids tivesse sido positivo, ela teria publicado também.

Whatsapp Image 2022 05 27 At 14.44.03
Thielly Souza conseguiu que o filho cortasse o cabelo em outro estabelecimento. Foto: Reprodução/Instagram

Posicionamento do salão de beleza

Em longa nota enviada ao hugogloss.com, o salão Glamour Kids relatou seu lado da história, contando que ofereceu que a cliente não pagasse pelo corte no cabelo do filho que a desagradou, e que a equipe de segurança do shoppping precisou ser acionada. Ainda, o estabelecimento lamentou a grande repercussão do caso nas redes sociais. Confira na íntegra:

“Vale a presente nota para esclarecer os fatos ocorridos no estabelecimento comercial Glamour Kids, situado no Shopping Iguatemi, localizado na zona norte da cidade de Porto Alegre que vem tomando dimensão desproporcional na imprensa e
nas redes sociais, acarretando danos de significativa monta, de natureza material e moral para a empresa.

Na manhã do dia 25 de maio de 2022, a Sra. Thielly Souza (cliente), se encaminhou ao estabelecimento comercial em questão, visando a realização de um corte de cabelo em seu filho, de 8 anos de idade, apresentando, na ocasião, uma foto de um modelo/protótipo, em relação ao qual gostaria que o corte do cabelo fosse inspirado. Ressalta-se, que a Sra. Thielly Souza já era cliente da loja, tendo realizado serviços estéticos, como corte de cabelo, por três ocasiões.

Continua depois da Publicidade

Prestado o serviço, demonstrou descontentamento com o resultado, pois, pelo seu entendimento, o corte não teria ficado a seu gosto, uma vez que possuía a expectativa de que ficasse “igual” ao da foto. Destaca-se que se trata de cabelos diferentes em volume e outras condições (a foto era de um adulto, e a solicitação que fosse adaptada para um corte em uma criança).

Diante dos fatos, e por não se encontrar no estabelecimento naquele momento específico, a proprietária propôs que a cliente Sra. Thielly Souza não pagasse pelo serviço prestado tendo em vista o seu descontentamento e, posteriormente lhe seria dado um retorno (sendo esta inclusive a razão pela qual não lhe foi fornecida nota fiscal, pela não ocorrência do pagamento).

Apresentando postura de absoluto inconformismo com a impossibilidade de retorno imediato, passou a atribuir conteúdo verbal ofensivo, agravando-se a situação, de tal forma, que foram acionados a supervisão de segurança do Shopping e a Brigada Militar, mobilizando grande público no entorno do estabelecimento. Ato contínuo, no exato momento do ocorrido, a cliente, que se apresenta no ambiente virtual como “criadora de conteúdo digital”, passou a postar inúmeros seguidos vídeos de conteúdo extremamente ofensivo ao estabelecimento, utilizando as diversas mídias sociais (instagram, twitter e tiktok) com um único intuito, o de alargar o alcance do número de destinatários, haja vista sua condição de influencer digital.

Continua depois da Publicidade

As publicações, dos variados vídeos gravados pela Sra. Thielly Souza e os comentários disseminatórios de suposta imperícia, dentre outras acusações a estética, alcançaram, no instagram até o dia 27.05 às 14hs40min., o número de 117 mil
seguidores (de 87.000, em 24 horas, aumentou para 117.000), e no tik tok 19,8 milhões de seguidores (5 vídeos que totalizaram 7,6 milhões de visualizações), acarretando a mobilidade pública em torno do assunto, com incontáveis comentários, inclusive via twitter.

Em preservação ao seu bom nome e conduta irretocável no mercado de consumo, e pelo respeito que tem por todos os seus clientes, a Glamour Kids esclarece que se tratar de estabelecimento comercial que oferece serviços de estética, e atua no mercado há mais de 30 (trinta) anos, de forma comprometida e com inegável credibilidade junto aos destinatários de seus serviços, vinculados há tanto tempo, exatamente pela forma fidelizada, pessoalizada e perita com que desempenha suas atividades.

Continua depois da Publicidade

A Glamour Kids afirmar e atesta que em nenhum momento furtou-se ou furtar- se-á em atender as demandas de seus clientes, e que tal inércia jamais aconteceu no presente caso, que restou com retorno impossibilitado, devido ao fato da situação ter tomado proporções inimagináveis, de forma instantânea, por meio de difamações seguidas em ambiente virtual.

Em era contemporânea, como é de conhecimento de todos, a internet se torna instrumento a democratizar a informação, mas, de outra banda, pode ser a via para o exercício de condutas ilícitas, que se propagam de forma veloz, atingindo um número estratosférico de destinatários.

Por este motivo, e visando a minimização dos danos já ocorridos, a proprietária Aline Namba, presta esclarecimentos no sentido de reforçar todo o compromisso ético e com a qualidade dos seus serviços junto aos seus clientes, sendo esta sua marca, e que por meio de seus procuradores, está tomando todas as medidas jurídicas e regulares cabíveis para a cessação dos danos e preservação de seus direitos”.