Polícia do Paraná se confunde e anuncia falsa prisão de Paulo Cupertino, acusado pelo assassinato do ator Rafael Miguel

Nessa quarta-feira (28), a Polícia Militar do Paraná divulgou a suposta prisão de Paulo Cupertino Matias, acusado de matar a tiros o ator Rafael Miguel e os pais do jovem, em junho de 2019. Entretanto, em entrevista ao “Balanço Geral”, da Record TV, o diretor do Departamento de Operações Policiais, Osvaldo Nico Gonçalves não confirmou a captura do criminoso.

Segundo as informações divulgadas inicialmente, as autoridades teriam reconhecido Cupertino ao passar por uma blitz de trânsito, em Centenário do Sul. Assim que a Polícia Civil de São Paulo emitiu o mandato de prisão para a PMPR, foi descoberto o equívoco.

Continua depois da Publicidade

“Parece que houve uma contrainformação e a pessoa que foi detida não se tratava do Cupertino. Então continua a caçada. Não vamos parar. É questão de honra para a Polícia Civil. Estamos atrás dele”, ressaltou o delegado. Foragido há um ano e quatro meses, Paulo Cupertino segue na lista de criminosos mais procurados da cidade de São Paulo.

Na segunda-feira (26), foi descoberto pelas autoridades que o criminoso criou certidão de nascimento e documentos de identidade falsos, e vinha atendendo pelo codinome “Manoel Machado da Silva”. Segundo o UOL, os papeis foram emitidos no Posto do IIPR (Instituto de Identificação do Paraná), conveniado com a Prefeitura do município de Jataizinho.

A investigação em busca dos documentos falsificados começou após uma denúncia feita à Polícia Civil de SP, em agosto, e ambos já foram invalidados. Além do RG registrado no Paraná, Cupertino também teria tirado um novo CPF na cidade de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul.

“Como o indivíduo não tinha, até então, Registro Geral no Estado do Paraná, o sistema não tinha como detectar duplicidade de digitais. Posteriormente à denúncia e a suspeita da Polícia Civil de São Paulo, nós detectamos a realização dessa fraude. Agora, além do cancelamento do RG, nós pedimos à delegacia local para a realização de inquérito policial contra Paulo Cupertino por crime de falsidade ideológica”, afirmou o diretor do IIPR, o delegado Marcus Vinicius Michelotto, ao UOL.

Cupertino é acusado de homicídio triplamente qualificado. (Foto: Reprodução/G1)

Relembre o caso

O ator Rafael Henrique Miguel, de 22 anos, e seus pais morreram em junho de 2019, após serem baleados no bairro da Pedreira, zona sul da capital paulista. De acordo com informações da Secretaria da Segurança Pública, Rafael teria ido com os pais João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, de 50, conversar com a família da namorada dele sobre o relacionamento.

Continua depois da Publicidade

Na residência de Isabela Tibcherani, de 18 anos, os três foram recebidos pela jovem e pela mãe dela. Enquanto conversavam, o pai da menina, o comerciante Paulo Curpertino Matias, de 48 anos, chegou em casa armado e atirou 13 vezes nas três vítimas, que morreram no local. O caso foi registrado como homicídio consumado no 98º DP.

De acordo com o jornalista Luiz Bacci, apresentador do Cidade Alerta, da RecordTV, Paulo teria cometido o crime por ciúmes da própria filha e fugido, na sequência.

Rafael ficou conhecido, ainda criança, quando estrelou um popular comercial no qual fazia birra ao pedir brócolis para a mãe no supermercado. Anos depois, deu vida ao personagem Paçoca, no último remake de “Chiquititas”, no SBT. Na TV Globo, chegou a atuar em “Pé na Jaca”, como o Percival, em 2007.

A última publicação feita no Instagram do jovem, é justamente uma foto dele com a então namorada. “Feliz primeiro ano! Eu te amo demais, mulher maravilhosa“, escreveu.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Feliz primeiro ano! Eu te amo demais, mulher maravilhosa! ❤☀?

Uma publicação compartilhada por Rafael Miguel (@rafaelmiguelreal) em

A notícia gerou grande comoção nas redes sociais. A atriz Sophia Valverde, que trabalhou com Rafael em ‘Chiquititas’ lamentou: “Muito triste! Ele sempre foi um querido com todos nas gravações da novela“. Larissa Manoela, estrela de tramas do SBT, comentou: “Inacreditável! Quanta tristeza perder um menino tão jovem, tão talentoso e tão amado!“.

Apresentadora do canal, Maisa também disse não acreditar na tragédia. “Bizarro saber que uma crueldade dessas aconteceu, ainda mais com uma pessoa que eu conhecia. Mais vidas foram interrompidas pelas mãos de um homem. Rafael e família, descansem em paz. Que Deus conforte todos os corações. Que a justiça seja feita“, desejou.

Chocante, o caminho que a humanidade está tomando“, comentou Alinne Rosa. Luan Santana também reagiu: “Que mundo é esse, meu Deus?!“. “Triste demais essa notícia… e ainda querem liberar as armas“, pontuou Samantha Schmutz. “Conheço essa família há mais de 10 anos. Não mereciam isso! Que Deus abençoe!“, publicou a atriz Caroline Macedo.