Abordagem Policial

Polícia tranca homem em ‘câmara de gás’ dentro de viatura em Sergipe, e vítima morre; vídeo causa revolta

Segundo familiares, Genivaldo de Jesus Santos sofria com transtornos mentais

Nesta quarta-feira (25), um homem de 38 anos morreu sufocado após uma abordagem policial em Umbaúba, Sergipe. Identificado pelo g1 como Genivaldo de Jesus Santos, ele foi colocado no porta-malas de uma viatura da Polícia Rodoviária Federal, onde inalou muita fumaça e não resistiu.

Os moradores da cidade flagraram e registraram a ação, que mostram os agentes imobilizando Genivaldo no chão e depois o colocando dentro do veículo. No vídeo, um dos policiais segura a porta, impedindo que Santos, aos berros, tente sair. “Vai matar o cara”, diz uma voz ao fundo das imagens.

No momento seguinte, a fumaça já tomou conta do carro e, quando o compartimento é aberto novamente, o homem já não se mexe mais. De acordo com laudo do Instituto Médico Legal de Sergipe, a vítima morreu por asfixia mecânica e insuficiência respiratória aguda.

Continua depois da Publicidade

Em entrevista, o sobrinho de Genivaldo, Wallyson de Jesus, contou que o tio foi abordado enquanto pilotava uma motocicleta. Ainda, o jovem afirmou que o homem sofria com “transtorno mental”. “Eu estava próximo e vi tudo. Informei aos agentes que o meu tio tinha transtorno mental. Eles pediram para que ele levantasse as mãos e encontraram no bolso dele cartelas de medicamentos. Meu tio ficou nervoso e perguntou o que tinha feito. Eu pedi que ele se acalmasse e que me ouvisse”, disse.

Segundo Wallyson, mesmo após a conversa, os policiais fizeram uso de spray de pimenta e levaram o homem para o carro: “Eles jogaram um tipo de gás dentro da mala, foram para delegacia, mas meu tio estava desacordado. Diante disso, os policiais levaram ele para o hospital, mas já era tarde”.

Atenção: Imagens Fortes!

Após a repercussão das imagens, a PRF iniciou um procedimento disciplinar para averiguar a conduta dos policiais envolvidos no caso. A Polícia Civil também confirmou que já está coletando depoimentos de familiares e pessoas que testemunharam a ação dos agentes.

Em nota obtida pelo G1, a Polícia Rodoviária Federal afirmou que Genivaldo “resistiu ativamente à abordagem de uma equipe”. Em razão da suposta agressividade, “foram empregadas técnicas de imobilização e instrumentos de menor potencial ofensivo para sua contenção”. No entanto, “durante o deslocamento para a delegacia, ele passou mal, foi socorrido e levado para o hospital, onde foi constatado o óbito”.

Continua depois da Publicidade

Leia a nota da PRF na íntegra:

Na data de hoje, 25 de maio de 2022, durante ação policial na BR-101, em Umbaúba-SE, um homem de 38 anos resistiu ativamente a uma abordagem de uma equipe PRF. Em razão da sua agressividade, foram empregados técnicas de imobilização e instrumentos de menor potencial ofensivo para sua contenção e o indivíduo foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil em Umbaúba.

Durante o deslocamento, o abordado veio a passar mal e socorrido de imediato ao Hospital José Nailson Moura, onde posteriormente foi atendido e constatado o óbito.

A equipe registrou a ocorrência na Polícia Judiciária, que irá apurar o caso. A Polícia Rodoviária Federal em Sergipe lamenta o ocorrido e informa que foi aberto procedimento disciplinar para averiguar a conduta dos policiais envolvidos”.