Fotojet (2)

Rafael Miguel: Repórter do “Brasil Urgente” bate boca com acusado por mortes na chegada à delegacia: “Tá dando risada?”; assista

Marcelo Moreira, do “Brasil Urgente”, questionou Paulo Cupertino sobre as motivações que o levaram a matar ator e os pais

Nesta segunda-feira (16), a Polícia Civil prendeu o comerciante Paulo Cupertino Matias, apontado como responsável pela morte do ator Rafael Miguel e seus pais, João Alcisio e Miriam Selma Miguel. Durante a cobertura do “Brasil Urgente” com a chegada do acusado ao 98º Distrito Policial de São Paulo, o repórter Marcelo Moreira acabou se desentendendo com Cupertino ao vivo, especialmente depois de ter identificado que o homem estaria rindo de toda a situação.

Enquanto o delegado responsável pelo caso abria o porta-malas da viatura, o jornalista ia narrando o caso e a “nova” aparência física de Paulo, em relação às fotos de 2019. “Ele que matou pai, filho e a mãe. Olha só, ele estava de barba, cabeludo, sendo trazido aqui. Deixa a gente mostrar”, pede Marcelo ao oficial em meio ao caos que se instalou no local com a presença de vários veículos da imprensa.

Na sequência, o repórter questionou por qual motivo Cupertino cometeu o assassinato, e é possível ver que ele franze a testa e aperta os olhos. Como o suspeito estava usando máscara de proteção, não é possível confirmar ao certo se ele estava sorrindo, conclusão tirada por Moreira, que estava lá pessoalmente. “Por que você dá risada agora do crime? Tá dando risada em frente da família que vive enlutada?”, indagou.

Continua depois da Publicidade

O comerciante então conseguiu puxar a máscara para baixo e se defendeu. “Não tô rindo! Não matei nada!”, afirma o acusado, enquanto o repórter do “Brasil Urgente” o chama de “frio” e segue perguntando a respeito das motivações. “Deu risada! Matou uma família, acabou com um jovem de 18 anos. Aí está, Datena, ele deu risada na frente das câmeras”, reforçou Marcelo ao narrar tudo. Em meio ao caos, Paulo Cupertino fez questão de se voltar para a emissora: “Sou inocente, Marcelo!”.

O jornalista, porém, continuou os questionamentos, agora envolvendo o nome de Isabela Tibcherani, filha do comerciante e namorada de Rafael Miguel na época do crime. “Tua filha te condena!”, repetiu Marcelo. “Minha filha me condena? Vamos esperar a Justiça agora pra saber a verdade! Olha minha filha ontem e olha ela hoje! Olha o que ela vivia ontem e o que vive hoje”, respondeu Paulo. “Têm várias testemunhas. Ela vivia aterrorizada”, rebateu Moreira, enquanto o acusado repetia que “nunca” tinha feito mal para a jovem. A transmissão caiu e Datena assumiu o programa novamente, comentando as cenas já registradas.

Assista ao momento a partir de 2’37:

Continua depois da Publicidade

Relembre o caso

O ator Rafael Henrique Miguel, de 22 anos, e seus pais morreram em junho de 2019, após serem baleados no bairro da Pedreira, zona sul da capital paulista. De acordo com informações da Secretaria da Segurança Pública, Rafael teria ido com os pais João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, de 50, conversar com a família da namorada dele sobre o relacionamento.

Na residência de Isabela Tibcherani, os três foram recebidos pela jovem e a mãe dela. Enquanto conversavam, o pai da menina, o comerciante Paulo Curpertino Matias chegou em casa armado e atirou 13 vezes nas três vítimas, que morreram no local. O momento foi registrado pelas câmeras de segurança da residência. O caso foi registrado como homicídio consumado no 98º DP.

Continua depois da Publicidade

O patriarca fugiu logo em seguida e era procurado pelas autoridades, sendo incluído na lista Difusão Vermelha da Interpol. O Ministério Público declarou que a motivação do assassinato foi ciúmes do relacionamento da filha, que tinha 18 anos na época, com Rafael Miguel. A jovem, inclusive, chegou a desabafar sobre o caso em entrevista ao “Balanço Geral”, definindo o pai como “possessivo e doentio”.

Cupertino Preso
Paulo Cupertino foi encontrado em São Paulo após denúncia anônima. Foto: Divulgação/Polícia Civil

Até junho de 2021, os canais de denúncia da Polícia Civil receberam quase 90 endereços onde Cupertino poderia estar localizado. O Instituto São Paulo Contra a Violência divulgou que as pessoas afirmaram tê-lo visto em 25 cidades paulistas, oito municípios de sete outros estados, em uma cidade argentina e em outros cinco locais não identificados. 300 prováveis esconderijos foram visitados em dez estados do Brasil e no Paraguai. Indícios apontaram que Paulo passou por pelo menos oito cidades, sendo sete delas em três estados, e uma em território paraguaio.

O Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) de São Paulo revelou que o comerciante contou com a ajuda direta de pelo menos quatro amigos, que são investigados pela suspeita de esconderem o criminoso. Eduardo Jose Machado, o “Eduardo da Pizzaria”, dono de uma pizzaria na Zona Sul de São Paulo; e Wanderley Antunes Ribeiro Senhora, que mora em Sorocaba, se tornaram réus por supostamente terem ajudado Cupertino. Eles respondem em liberdade pelo crime de favorecimento pessoal.

Continua depois da Publicidade

Após uma denúncia anônima, Paulo Cupertino foi preso pela Polícia Civil em São Paulo. Ele é acusado de triplo homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e recurso que impossibilitou a defesa das vítimas. Hoje com 50 anos, o comerciante nunca constituiu um advogado para defendê-lo. Isabela Tibcherani se manifestou brevemente nas redes sociais após a prisão. “Fui informada do ocorrido. Não consigo falar muito a respeito agora, mas quero agradecer todas as mensagens e todo apoio. É uma mistura muito grande de sentimentos e agora preciso de espaço”, escreveu.

Whatsapp Image 2022 05 16 At 18.08.27
Isabela compartilhou mensagem em seu perfil no Instagram. Foto: Reprodução

Rafael Miguel ficou conhecido, ainda criança, quando estrelou um popular comercial no qual fazia birra ao pedir brócolis para a mãe no supermercado. Anos depois, deu vida ao personagem Paçoca, no último remake de “Chiquititas”, no SBT. Na TV Globo, chegou a atuar em “Pé na Jaca”, como o Percival, em 2007. A última publicação feita no Instagram do jovem, é justamente uma foto dele com a então namorada. “Feliz primeiro ano! Eu te amo demais, mulher maravilhosa“, escreveu.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Feliz primeiro ano! Eu te amo demais, mulher maravilhosa! ❤☀?

Uma publicação compartilhada por Rafael Miguel (@rafaelmiguelreal) em