Após campanha na web, Katy Perry manda mensagem sobre jovem fã brasileiro que perdeu os movimentos por ataque homofóbico; Rapaz tem reação emocionante ao ver notícia – Assista

A corrente do bem deu certo! Nesta terça-feira (30), milhares de perfis nas redes sociais fizeram uma campanha para que Katy Perry assistisse ao vídeo de um jovem fã hospitalizado, que viralizou na web recentemente. Já na madrugada de hoje (1º), a diva soube da história de Jefferson Feijó e mandou um recadinho.

Nas imagens que emocionaram a web, Jefferson – que perdeu parte dos movimentos e está internado há dois anos, em decorrência de um ataque homofóbico brutal – ficou bastante alegre ao ouvir uma música de sua diva. O vídeo foi registrado pela mãe dele, que comemorou ao ver a reação do filho enquanto ele ouvia “Spirit”, de Katy. Olha só:

View this post on Instagram

Jefferson Feijó da Cruz sempre foi fã da @katyperry e antes de ele ser espacando a pauladas, estuprado e apedrejado aos 22 anos, em 7 de dezembro de 2018, por #hofomobia, ele amava ouvir e dançar as músicas da sua musa. Ontem, sua mãe colocou a música da @katyperry para tocar numa caixa de som e Jefferson esboçou reações de alegrias incomensuráveis. ********* Translation****** Jefferson Feijó was always a fan of @katyperry and before being beaten, raped and stoned at the age of 22, on December 7, 2018, by #homophobia, he loved to listen and dance to the songs of his muse. Yesterday, his mother put the song @katyperry on a speaker and Jefferson evoked reactions, reacting with immeasurable joy. A MÚSICA SALVA❤ Marquem bastante a @katyperry nesta publicação, com amor @robheriolimaof fundador do movimento lute como ele. ******* translation ****** Mark a lot @katyperry in this publication, with love @robheriolimaof founder of the movement fight like him. #pride #orgulho #lgbtq

A post shared by MOVIMENTO LUTE COMO ELE (@movimentolutecomoele) on

Com o vídeo, iniciou-se uma campanha para fazer com que a história de Jefferson chegasse até a musa inspiradora dele, num movimento que engajou até mesmo famosos e influencers, que tentaram usar de seu alcance para contribuir na empreitada. Um deles foi Whindersson Nunes. “Ei, Katy Perry, como você se sente sabendo que você torna esse cara mais forte a cada dia? Você pode ajudá-lo?”, escreveu o humorista.

Felizmente, o resultado foi positivo! Pelo Twitter, Katy Perry curtiu o tuíte de um fã que relatava a história de Jeff, e disse se alegrar ao vê-lo assim, contente. “Eu o amo, a força dele me faz sorrir”, escreveu a cantora. Confira:

Assim que a artista se manifestou sobre o caso, muitos fãs pediram para que ela gravasse um vídeo para o rapaz, que dois anos depois do acidente, parece começar a recuperar a capacidade de se lembrar das pessoas. “Por favor, mande uma mensagem em vídeo para o Jeff, ele ainda não consegue falar ou se levantar, mas lentamente ele está começando a reconhecer as pessoas“, escreveu um perfil.

No novo vídeo divulgado, Jefferson aparece feliz ao ver uma foto sua ao lado de Katy Perry, num post do hugogloss.com. É emocionante; assista:

Além disso, muitos também pediram que a cantora contribuísse financeiramente para o tratamento do fã. “A família está tentando levantar R$ 100 mil, porque ele precisa de uma estrutura de home care 24 horas por dia, como por exemplo: fraldas, uma dieta especial, diversos médicos, aparelhos hospitalares… Cada dólar conta para melhorar a vida dele”, incentivou outro usuário, citando o email para doações à família.

A corrente ultrapassou fronteiras também entre os fãs da artista. Um deles, do México, compartilhou sua doação e deixou uma mensagem fofa a Jeff e a sua família: “Um katycat nunca deixa outro katycat sozinho. Fique forte. Estamos todos muito orgulhosos de você. E todos sentimos muitíssimo pelo que aconteceu, sinto muito que isso tenha se passado com você”. Vem ver:

Em tempo… Ainda na madrugada desta quarta-feira, Katy Perry também lançou a versão acústica de “Daisies”. Vale lembrar que a faixa é o primeiro single do quinto álbum de estúdio da cantora, que está previsto para ser lançado em agosto. O resultado final ficou lindo! Ouça aqui:

Relembre a história de Jefferson Feijó

Há dois anos, em dezembro de 2018, Jefferson foi apedrejado, estuprado e espancado a pauladas num brutal ataque homofóbico, quando tinha apenas 22 anos. Desde então, o rapaz está hospitalizado e tem de lidar com as sequelas que a violência lhe causou – a perda dos movimentos, da fala e de algumas funções cognitivas, após os duros golpes em sua cabeça.

Jefferson Feijó, o Jeff, tinha apenas 22 anos quando foi vítima do ataque homofóbico brutal. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Foi só em agosto de 2019 que o suspeito pelo caso, Robson da Silva Alexandre, foi detido. Ele responde na Justiça pelo crime de tentativa de homicídio. Para o Ministério Público, as investigações apontam que o ataque realmente foi motivado por homofobia.

Reações pela web

O vídeo de Jefferson e sua história comoveram milhares de pessoas pelas redes sociais, que manifestaram a indignação com o caso de homofobia. “Eu tava chorando de soluçar nessa p*rra por causa do Jefferson Feijó da Cruz. Eu NUNCA vou entender homofobia”, comentou um perfil. Outros lamentaram que a homofobia ainda é uma realidade no país: “Lembro desde a época que aconteceu, e tipo tem dois anos, e a gente ainda vê os nossos passarem por esse tipo de violência, dói demais”.

Na tentativa de contribuir ainda mais para a os cuidados do garoto, outra campanha também se espalhou pela Internet, organizando uma rifa para ajudar em seu tratamento. “Após mais de um ano do ocorrido, continuamos engajados na causa para que ele tenha o direito de viver dignamente e para que possamos lhe oferecer a garantia de um tratamento eficaz, por meio de doações, as sessões de fisioterapia e fonoaudiologia que têm sido realizadas e cada dia que passa, têm obtido sucesso”, disse o site da campanha. Confira: