Porco Entregador

Eita! Entregador é atacado por porco, cai de moto e tem de ser socorrido após ferimentos; cenas inusitadas viralizam — assista

Uma cena muito inusitada aconteceu nesta segunda-feira (19), na cidade de Franca (SP). Um entregador foi atacado por um porco e saiu ferido após o “conflito” com o animal. As imagens surpreendentes foram registradas por testemunhas e viralizaram na web. Passado o ocorrido, Willian de Souza Rodrigues, de 43 anos, lamentou a situação hoje (20) e deu detalhes de seu estado.

No vídeo, é possível ver o porco solto entre os carros e avançando no entregador, que é derrubado de sua moto. Willian até tentou correr, mas foi perseguido pelo bicho. Por mais que ele tenha até usado a bolsa de entregas para se esquivar, o animal ainda conseguiu mordê-lo. O homem foi socorrido pelo SAMU e encaminhado até uma UPA. Após uma perfuração profunda nas nádegas, ele teve de levar 14 pontos.

Continua depois da Publicidade

“Foi uma situação que nunca imaginei passar. Estava voltando de uma entrega, quando o animal saiu de uma mata próxima e veio para cima de mim. Tentei correr, mas caí. O que mais me chateia é que diversas pessoas estavam vendo o porco me atacar e não fizeram nada para me ajudar. Se fosse uma criança, tinha morrido”, desabafou o entregador, em entrevista ao UOL. Ele se referiu às risadas de quem presenciou e gravou a cena, mas não interviu para ajudá-lo. Assista ao vídeo:

Em decorrência de tudo o que aconteceu, Willian terá de ficar 30 dias sem trabalhar. “Eu estou há oito meses trabalhando como entregador justamente porque não posso exercer a minha atividade principal, professor de dança, devido à pandemia. Agora sem conseguir sair para trabalhar as coisas ficam difíceis, tenho um filho de ano que depende de mim”, contou ele. Entretanto, alguns amigos criaram uma vaquinha para arrecadar R$ 3 mil e tentar ajudá-lo nesse período.

Continua depois da Publicidade

Um homem chegou a oferecer ajuda no dia do ataque, após recolher o porco, dizendo que arcaria com os custos. Porém, a pessoa não deu mais sinal de vida… “Ele pegou meu contato e disse que arcaria com as despesas, mas até agora nada. A minha moto vai ficar em quase R$ 800 e não sei como vou pagar”, afirmou Rodrigues.

Em entrevista ao “Balanço Geral”, Willian se disse muito assustado pelo que passou, e assumiu que estava chateado pelo deboche e as risadas com o ataque. “É um fato até triste, né? Porque eu tava vendo sobre esses animais, se pega numa artéria, no pescoço, ou numa virilha, pode cortar porque a profundidade do furo aqui foi sete centímetros. E as pessoas tavam rindo, né? Zombando. Ninguém desceu pra me ajudar, naquele momento, não”, lamentou.