Fotojet (3)

Fotógrafa viraliza ao revelar atitude drástica que tomou após ouvir absurdo de noivo durante casamento: “É de deixar chocado”; confira!

Casamentos mexem com os nervos das pessoas, né? A história de uma fotógrafa anônima viralizou na internet, após ela revelar a atitude drástica que tomou quando seu amigo — o noivo do casamento — a destratou. Contratada por um preço baixíssimo para fotografar a cerimônia, a mulher foi proibida até mesmo de beber e comer depois de quase nove horas de trabalho. Oi? Com um amigo desses…

O relato foi publicado no Reddit, em um sub-fórum em que as pessoas perguntam se elas são a parte errada da situação, e já conta com mais de dois mil comentários. Segundo a mulher, ela trabalha no dia a dia como uma tosadora de cachorros, e muitas vezes ela tira fotos dos pets de seus clientes para colocar as imagens nas redes sociais, como forma de promover seu negócio. A princípio, ela foi convidada para o casamento de seu amigo, mas logo ele perguntou se ela podia ocupar o posto de fotógrafa da cerimônia. Ela aceitou ajudar e cobrar um preço “camarada”, que a grande maioria dos fotógrafos de casamentos jamais aceitaria.

Continua depois da Publicidade

“Um amigo se casou alguns dias atrás e, para economizar dinheiro, perguntou se eu podia tirar as fotos da cerimônia. Eu disse a ele que não era o meu forte, mas ele me convenceu dizendo que ele não se importava que ficasse perfeito: eles estavam com um orçamento apertado e eu concordei em fazer as fotos por 250 dólares, o que não é nada para um evento de dez horas”, revelou a fotógrafa.

(Foto: Olivia Bauso/ Unsplash)
Tem gente que perde a linha no casamento… (Foto: Olivia Bauso/ Unsplash – *Imagem ilustrativa)

No dia do casamento, a mulher acompanhou a noiva a várias locações para documentar os preparativos antes de chegar ao local do evento, e cobrir a cerimônia e a recepção. No entanto, foi durante a recepção dos convidados que as expectativas do noivo para o trabalho dela começaram a ficar cada vez mais absurdas. “Eu comecei a trabalhar às 11h e devia encerrar em torno de 19h30. Quando era 17h, a comida estava sendo servida, e eu fui avisada que não podia parar para comer porque eu precisava ser a fotógrafa; de fato, eles não reservaram um lugar para mim em nenhuma das mesas”, relembrou.

“Eu estou ficando cansada e, nesse ponto, me arrependendo de fazer isso por [um valor tão baixo]. Também estava inacreditavelmente quente, fazia 43 graus, o lugar era abafado e não havia ar condicionado”, disse a mulher. Então, ela finalmente tomou a iniciativa de falar com o noivo, e foi aí que as coisas saíram dos trilhos de vez. “Eu disse ao noivo que eu precisava tirar 20 minutos para comer e beber algo. A festa não é open bar, eu não posso nem pegar água e minhas duas garrafas d’água estão vazias. Ele me disse que eu precisava ou continuar fotografando, ou ir embora sem receber o pagamento”, afirmou. A audácia!

Natilyn Hicks Abprovbldaw Unsplash
Imagina trabalhar por horas e horas e não ganhar nem água? (Foto: Natilyn Hicks/ Unsplash – Imagem ilustrativa)

Ela finalmente perdeu a paciência com seu amigo e com a situação e tomou uma atitude drástica. “Com o calor, a fome e estar incomodada no geral com as circunstâncias, eu perguntei se ele tinha certeza, e ele disse que sim. Então, eu deletei na frente dele todas as fotos que tinha tirado e fui embora dizendo que não era mais a fotógrafa dele”, revelou. A fotógrafa também contou que, originalmente, ela tinha confirmado sua presença no casamento como convidada e tinha escolhido a refeição que comeria, mas o noivo aparentemente “tirou ela da lista do jantar, porque ela não era mais uma convidada, e sim funcionária contratada”. 

Continua depois da Publicidade

No fórum, muitas pessoas demonstraram apoio à fotógrafa. “Por esse preço, eu nem consideraria isso um trabalho, estava mais para um favor”, disse um usuário. E acrescentou: “O fato de você ser uma convidada do casamento e aí ser desconvidada por fazer a eles um favor é de deixar chocado”. 

Um fotógrafo profissional de casamentos opinou: “250 dólares não é nada para o número de horas que você trabalhou. Infelizmente, as pessoas que pagam menos são as que costumam exigir mais. Quando eu fotografei casamentos, eu fui literalmente forçado a sentar, comer e beber pelos noivos, não apenas porque estava no meu contrato, mas porque eles me respeitavam como um ser humano. Eu sinto muito que esse seu ‘amigo’ tirou proveito de você”. É cada coisa…