LISTA: De Hebe a Michelle Obama: 10 biografias de artistas e personalidades marcantes para ler nesta quarentena; Confira!

Hora da leitura! Em tempos de quarentena por conta do coronavírus, ter mais de uma opção para curtir o tempo livre nunca é demais. Depois de reunir 15 grandes títulos de ficção, o hugogloss.com escolheu 10 biografias sobre artistas e personalidades que fizeram história no mundo. Essa é pra devorar as páginas num piscar de olhos! Espia só:

Minha História – Michelle Obama

Com uma vida repleta de realizações significativas, Michelle Obama se consolidou como uma das mulheres mais icônicas e cativantes de nosso tempo. Como primeira-dama dos Estados Unidos — a primeira afro-americana a ocupar essa posição —, se tornou uma poderosa porta-voz das mulheres e meninas no país e ao redor do mundo. Em suas memórias, um trabalho de profunda reflexão e com uma narrativa envolvente, a esposa de Barack Obama convida os leitores a conhecer seu mundo, recontando as experiências que a moldaram — da infância na região de South Side, em Chicago, e os seus anos como executiva tentando equilibrar as demandas da maternidade e do trabalho, ao período em que passou no endereço mais famoso do mundo. Com honestidade e uma inteligência aguçada, ela descreve seus triunfos e suas decepções, tanto públicas quanto privadas.

Foto: Reprodução

Hebe: A Biografia – Artur Xexéo

Hebe Camargo é um dos grandes nomes da história da televisão brasileira. A estrela, que começou sua carreira cantando no rádio, foi convidada para a primeira transmissão ao vivo da televisão brasileira e nela ficou até sua ultima gravação, em 2012, sendo conhecida por sua irreverência e autenticidade. Nesta obra, o jornalista Artur Xexéo se dedica a contar toda a trajetória da cantora e apresentadora que marcou a história do rádio e da televisão no Brasil. Com depoimentos de artistas que acompanharam de perto a carreira da comunicadora e relatos dos familiares da apresentadora, o livro é um prato cheio para os fãs da TV e do rádio.

Foto: Reprodução

Vale Tudo: O Som e a Fúria de Tim Maia – Nelson Motta

Transgressor, amoroso e debochado, o cantor que gostava de se definir como “preto, gordo e cafajeste” se consagrou como um dos artistas mais queridos e respeitados da música brasileira, rei do “samba-soul”. A história de Tim Maia foi resgata na obra por um de seus amigos mais próximos, o jornalista, compositor e produtor musical Nelson Motta.
A biografia é uma viagem pela vida do cantor, a começar pela infância e juventude, no bairro carioca da Tijuca. É o próprio Tim quem dá o tom bem-humorado da narrativa: “No dia 28 de setembro de 1942, na rua Afonso Pena 24, minha mãe, Maria Imaculada, concebeu o gordinho mais simpático da Tiju-ca. E recebi o nome de Sebastião Rodrigues Maia”.

Foto: Reprodução

Rita Lee: Uma Autobiografia – Rita Lee

A infância e os primeiros passos na vida artística; sua prisão em 1976; o encontro de almas com Roberto de Carvalho; o nascimento dos filhos, das músicas e dos discos clássicos; os tropeços e as glórias. A cantora não escondeu absolutamente nada e cuidou de tudo. Escreveu, escolheu as fotos e criou as legendas — e até decidiu a ordem das imagens —, fez a capa, pensou na contracapa, nas orelhas… Uma biografia raiz e sem defeitos!

Foto: Reprodução

O Anjo Pornográfico: A Vida de Nelson Rodrigues – Ruy Castro

A vida do escritor Nelson Rodrigues foi mais espantosa do que qualquer uma de suas histórias. E olhe que ele escreveu peças como “Vestido de Noiva” e “Boca de Ouro”, romances como “Asfalto Selvagem” e “O Casamento” e os milhares de contos de “A Vida Como Ela é…” Mas foi de sua vida, e da vida de sua trágica família, que ele extraiu a obsessão pelo sexo e pela morte. Gênio ou louco? Tarado ou santo? Reacionário ou revolucionário? Nenhum outro escritor brasileiro foi tão polêmico em seu tempo.Para escrever O anjo pornográfico, Ruy Castro, autor do consagrado Chega de saudade, realizou centenas de entrevistas com 125 pessoas que conheceram intimamente Nelson e sua família. Elas o ajudaram a reconstituir essa assombrosa história, capaz de arrancar risos e lágrimas.

Foto: Reprodução

Tina Fey: A Poderosa Chefona – Tina Fey

Antes de Liz Lemon, antes do “Weekend Update”, antes de Sarah Palin, Tina Fey era só uma jovem com um sonho: um pesadelo recorrente em que ela era perseguida em um aeroporto por seu antigo professor de educação física. Ela também tinha o sonho de, um dia, ser comediante na TV. Ela viu esses dois sonhos se tornarem realidade. Finalmente, a história da atriz foi contada. De seus dias de adolescente nerd depravada até se tornar chefe do icônico “Saturday Night Live”; de sua busca pouco entusiasmada pela beleza física até sua vida como mãe que come coisas do chão; de seu romance unilateral no colégio até sua lua de mel quase mortal.

Foto: Reprodução

Elza – Zeca Camargo

Na obra, o jornalista narra a história de Elza Soares, da infância pobre ao sucesso, consagrada em discos que marcaram a música brasileira e, mais recentemente, nos ovacionados e premiados “A mulher do Fim do Mundo” e “Deus é Mulher”. Nas palavras de Zeca: “Esta é a versão final, definitiva, contada por ela. Elaborada por mim, mas a matéria-prima é a memória da Elza – e isso é muito, muito fascinante. É como um mergulho nessa vida maravilhosa e nessa trajetória incrível”.

Foto: Reprodução

Eu sou Malala: A História da Garota que Defendeu o Direito à Educação e foi Baleada pelo Talibã – Malala Yousafzai

Quando o Talibã tomou controle do vale do Swat, uma menina levantou a voz. Malala Yousafzai recusou-se a permanecer em silêncio e lutou pelo seu direito à educação. Mas em 9 de outubro de 2012, uma terça-feira, ela quase pagou o preço com a vida. Foi atingida na cabeça por um tiro à queima-roupa dentro do ônibus no qual voltava da escola. Poucos acreditaram que ela sobreviveria. Mas a recuperação milagrosa de Malala a levou em uma viagem extraordinária de um vale remoto no norte do Paquistão para as salas das Nações Unidas em Nova York. Aos dezesseis anos, ela se tornou um símbolo global de protesto pacífico e a candidata mais jovem da história a receber o prêmio Nobel da Paz.

“Eu sou Malala” é a história de uma família exilada pelo terrorismo global, da luta pelo direito à educação feminina e dos obstáculos à valorização da mulher em uma sociedade que valoriza filhos homens.

Foto: Reprodução

A Autobiografia de Martin Luther King – Clayborne Carson

A voz única e incomparável de Martin Luther King em suas próprias palavras. Um dos maiores símbolos da luta por igualdade, justiça e paz da humanidade, ele liderou uma revolução que mudou os Estados Unidos e influenciou o mundo inteiro. Por sua política de resistência e transformação social através da não violência tornou-se a pessoa mais jovem a receber o Prêmio Nobel da Paz. Com base em arquivo inédito de textos autobiográficos do próprio King, incluindo cartas e diários não publicados, assim como filmes e gravações,o historiador Clayborne Carson criou um retrato em primeira pessoa do grande líder.

Foto: Reprodução

Prólogo, Ato, Epílogo: Memórias – Fernanda Montenegro

Na obra, a atriz narra suas memórias numa prosa afetiva, cheia de inteligência e sensibilidade. Com sua voz inconfundível, ela coloca no papel a saga de seus antepassados. Lidas hoje, são histórias que podem “parecer um folhetim ou uma tragédia” — gêneros que a artista domina com maestria. Ela conta também como encontrou o amor em Fernando Torres e o casal se entregou de corpo e alma à arte, paixão de uma vida. Constituíram uma família e realizaram juntos diversas peças ao lado dos principais nomes do teatro brasileiro. Em páginas de grande emoção, ela relembra os desafios de criar os filhos sobrevivendo como artistas; a busca permanente pela qualidade; a persistência combativa durante os anos de ditadura; a capacidade de constante reinvenção; o padecimento de Fernando; o inesperado sucesso internacional nos anos 1990; a crença na terra que acolheu seus antepassados imigrantes e a devoção pelo Brasil.

Foto: Reprodução