Novela da vida real! Adolescentes descobrem que são irmãs gêmeas pelo Twitter; Pais revelam segredo CHOCANTE sobre a história das duas — saiba os detalhes!

Tá sentado?! Então senta, porque essa é babado! Graças ao poder de conectar pessoas no mundo todo, as redes sociais reuniram novamente irmãs gêmeas que foram separadas ainda bebês. E sabe o melhor?! Elas nem sabiam da existência uma da outra!

No início de janeiro, a jovem Nabila Az-Zahra, de Gowa, na Indonésia, foi alertada que uma outra adolescente usava fotos que se pareciam muito com ela. A princípio, a estudante desconfiou que se tratava de um perfil fake, mas com o tempo a coisa foi ficando ainda mais curiosa…

De acordo com o jornal The Jakarta Post, Nadya também ficou sabendo sobre seu “clone” e foi atrás dela para entender o que estava acontecendo, já que começou a achar que realmente havia uma semelhança muito grande entre as duas. “Nesse momento, disse a ela que seria melhor fazer uma videochamada para não perder tempo”, contou a garota.

Na ligação, as duas perceberam que era como se olhar no espelho na conversa. E não foi apenas semelhanças físicas que as duas encontraram em comum, não. “Fizemos perguntas pessoais durante a videochamada, como peso, altura, cor favorita e bebida favorita. Nossas respostas foram 90% semelhantes!”, publicou Nabila em sua conta no Twitter. “Nadya me perguntou: ‘E se formos gêmeas?’ Eu disse que ficaria muito feliz, seria como um sonho tornado realidade. Eu considerei a possibilidade e decidi perguntar à minha mãe sobre isso”, completou.

É aí que a história fica mais impressionante (e triste também!). Os pais revelaram que a menina era adotada e que, na verdade, ela e Nadya ainda têm um terceiro irmão gêmeo — trigêmeos! Tanto a mãe quanto o pai do trio não tinham condições financeiras para criá-los e os colocaram para adoção. “Ela me disse que eu pesava apenas 1,4 kg quando recém-nascida. Eu estava morrendo”, contou a adolescente.

Agora, as duas irmãs decidiram que vão unir forças para encontrar o irmão. “Fiquei triste e feliz ao mesmo tempo quando soube a verdade. Feliz porque conheci minha irmã gêmea, triste porque não esperava uma história dessas. Sou grata por ter minha família que me criou até hoje”, disse.