Tiktoker Mario Jr. desabafa sobre polêmica entrevista no “Pânico” e revela o que mais o deixou constrangido; saiba detalhes

Na última semana, o recente fenômeno das redes sociais, Mario Junior – ou “lzmaario” – foi humilhado e passou por um enorme constrangimento em entrevista com o programa “Pânico”. Nesta quarta (22), o tiktoker falou sobre o assunto em uma nova entrevista com a revista Veja São Paulo, relatando como se sentiu na embaraçosa ocasião.

“Eu estava nervoso porque era minha primeira entrevista em uma mídia tão grande, mas sabia que o programa era de zoeira”, iniciou ele. Mario lamentou não ter conseguido se defender quando os apresentadores menosprezaram seu conteúdo e recomendaram que ele estudasse – sem saberem que ele estudava jornalismo numa universidade particular em Santa Catarina, mas que precisou interromper o curso por questões financeiras.

Mario Junior, que virou uma febre no TikTok, estudava jornalismo mas não pôde prosseguir no curso por questões financeiras. (Foto: Reprodução/Instagram)

“O que me deixou constrangido foi o fato de não ter oportunidade de falar e contar que não consegui pagar a faculdade e por isso fui para a Inglaterra trabalhar para juntar dinheiro. Parece que eles não quiseram me dar ouvidos e saber o que eu faço”, desabafou o rapaz, de apenas 20 anos.

Mario contou que tem dupla cidadania portuguesa e, em 2017, resolveu se mudar para a casa de uma tia em Bristol, na Inglatera. Nas terras da rainha Elizabeth II, o jovem decidiu estudar inglês e trabalhar num hotel para garantir seu sustento – ficando na recepção e fazendo serviços como barman.

Apoio de Neymar e mais celebridades

Após a pesarosa entrevista com o programa da rádio Jovem Pan, Mario recebeu apoio de diversas celebridades, como o jogador Neymar. Quanto a isso, o influencer foi só alegria… “Eu quase tive um infarto quando vi o vídeo do Neymar”, confessou. O “galã” do TikTok também ficou grato por muitos terem demonstrado solidariedade por ele. “A galera viu o que aconteceu e ficou do meu lado. Fiquei muito feliz”, completou.

Sobre sua fama repentina, “Izmaario” tem se divertido muito com os vídeos produzidos a partir de seus memes. “No começo fiquei assustado. Não é normal sair de um anonimato e saber que há pessoas falando bem e também me ‘zoando’. Encarei da melhor forma e sou eu quem mais dou risada dos duetos que a galera faz comigo. Levo na esportiva e sei que para algumas pessoas é engraçado. A cada 100 mensagens positivas, só duas são negativas, então não me importo. O importante é ter cabeça para filtrar o que é bom e não se abalar“, declarou.

Depois da temporada na Inglaterra, Mario espera voltar e dar um “Roi” ao Brasil em agosto, com várias propostas de trabalho aqui. “Estou analisando com meu empresário a melhor decisão, sem me precipitar”, explicou o tiktoker, que revelou que pretende fazer um curso de atuação. Passado o episódio delicado, ele ainda deixou seu incentivo: “Um recado para minha geração é que, por mais que pareça clichê, não deixe se abalar pelas críticas”.

Relembre o caso

Após viralizar por causar constrangimento em uma entrevista com Bianca Andrade, o “Pânico” entrou novamente em uma polêmica horrível ao humilhar e debochar de Mario Junior, fenômeno do “TikTok”, durante a participação dele no programa.

Mario Junior ficou visivelmente constrangido no “Pânico”, da Jovem Pan. (Foto: Reprodução/Youtube)

Mario foi convidado do show na o último dia 14, mas a entrevista alcançou diversas pessoas nas redes sociais apenas no fim de semana passado, após uma conta no Twitter se revoltar com o modo com que o jovem de 20 anos foi tratado. Durante cerca de 15 minutos de entrevista, o tiktoker foi interrompido diversas vezes e a equipe de Emílio Surita debochou de seu trabalho, enquanto imitava os vídeos que deixaram Mario famoso nas redes sociais. O ápice do desconforto, no entanto, aconteceu no último minuto, quando Samy Dana o desencorajou a continuar o trabalho online.

“Não tenho o que falar. Eu não tenho TikTok, eu não acho graça. Minha dica pro Mario Junior é: estude”, disparou o economista, que recentemente promoveu um estudo desastrado, e não concretizado, para determinar o pico da pandemia do coronavírus em São Paulo. “Ó o preconceito. Deixa o menino”, ainda tentou defender Adrilles Jorge, que foi cortado por Emílio.

“É a opinião dele, respeite”, disse o apresentador. “O menino tá com uma atividade legal, as meninas gostam dele”, justificou Adrilles novamente. “Não, pode continuar no Tiktok, mas estude porque essas coisas são momentâneas”, cutucou Samy novamente.

Neste momento, fica claro o constrangimento causado a Mario, que aparentou extremo desconforto com a situação e nem recebeu a oportunidade de se despedir do público antes da entrevista ser cortada. Assista ao trecho e à entrevista completa:

Na web, o vídeo gerou uma onda de solidariedade a Mario, que incluiu até algumas celebridades e outras personalidades das redes sociais. “Sim, eu já zoei o Mario, mas quem acompanha meus vídeos sabe do carinho que desenvolvi por ele e vou defendê-lo de todo o mal!”, declarou Felipe Neto. “Bom dia pra ninguém nessa p*rra. Só pro Mário. Bom dia Mário, esteja bem onde você tiver, bb”, escreveu Whindersson Nunes.

Até Neymar entrou na onda! Através de um Story no Instagram, o jogador incorporou o tiktoker em um de seus vídeos e mandou uma mensagem para ele. “Fala Mario, tudo bem? Espero que você esteja bem, viu, meu parceiro. Liga pra isso aí, não. Críticas nos fazem crescer. Tamo junto”, disse o atleta, que ainda escreveu “Cabeça erguida sempre” e marcou o jovem.