Assessoria de Gugu nega morte de apresentador e dá detalhes de quadro de saúde em novo comunicado: “Está na UTI”

Nesta quinta-feira (21), o comunicador Gugu Liberato foi internado em estado grave em um hospital de Orlando, nos Estados Unidos, após sofrer um acidente doméstico. Em meio a rumores sobre seu quadro de saúde, com veículos reportando até mesmo uma suposta morte do apresentador, a assessoria de Gugu divulgou um novo comunicado, afirmando que ele se encontra na UTI, vivo, e em observação pela equipe médica do hospital.

Em nota, a porta-voz de Gugu, Esther Rocha, garantiu que qualquer rumor circulando na internet sobre um possível óbito do apresentador é falso. “Nesta quarta-feira, 20, o apresentador Gugu Liberato sofreu um acidente (uma queda) em sua casa em Orlando e encontra-se internado em observação. Gugu está na Unidade de Terapia Intensiva e vivo, sendo acompanhado pela equipe médica local. As informações que circulam sobre uma suposta morte do apresentador são inverídicas”, afirmou.

Segundo o comunicado, os familiares de Gugu chegaram a Orlando por volta das 19h30 de hoje, e já estão em contato com a equipe médica. “De acordo com os procedimentos do hospital, somente amanhã, sexta-feira, um boletim médico será divulgado primeiramente à família. Assim como todos os familiares, amigos, fãs e profissionais de imprensa, estamos confiantes em sua recuperação e agradecemos as manifestação de apoio. Voltaremos a informá-los. Contamos com a compreensão de todos”, finalizou.

As primeiras informações sobre o caso chegaram no início da tarde, também através de um comunicado da assessoria de imprensa do apresentador. “Ele sofreu um acidente em sua casa em Orlando e encontra-se internado em observação por 48 horas”, resumia o texto, acrescentando que mais detalhes seriam repassados assim que o boletim médico fosse emitido.

Horas depois, o jornalista Amaury Jr. revelou que o estado de saúde de Augusto Liberato era considerado grave. Segundo ele, o apresentador do “Canta Comigo” teria caído de uma altura de quatro metros, batendo a cabeça na quina de um móvel, ao final.