Em entrevista, Kanye West fala sobre crise emocional, rixa com Taylor Swift e relação com Jay-Z

Kanye West decidiu abrir o coração sobre o “colapso” psicológico e emocional que o fez cancelar a turnê “The Life of Pablo” e passar oito dias hospitalizado, em novembro de 2016. Numa longa entrevista divulgada nesta terça (1º) em seu canal do YouTube, Kanye abordou diversos assuntos, como seu apoio a Donald Trump, a rixa com Taylor Swift, a polêmica com Beyoncé e Jay Z, entre outros.

Como você está mentalmente?“, perguntou Charlamagne tha God, do iHeartRadio. “Eu acho que estou no lugar mais forte que já estive. Depois do colapso, como eu gosto de dizer, o avanço“, afirmou o rapper. Questionado sobre as causas que o fizeram chegar a esse ponto, Kanye disse: “Medo, estresse, controle, ser controlado, manipulação, como ser um peão ou uma peça de xadrez na vida, me estressar com coisas que eu não precisava me preocupar tanto, sabe, apenas o conceito de competição e estar competindo com tantos elementos ao mesmo tempo“.

E ele continuou: “O momento em que você está em uma cama de hospital e está ao lado do seu amigo e diz a eles: ‘Não deixe essa pessoa sair do meu lado’, e eles colocam você dentro de um elevador e levam todos os seus amigos embora de você? Esse foi o momento mais assustador da minha vida. Achei que ia morrer. Minha esposa não estava na cidade, então eu disse [a amigos]: ‘Não saiam do meu lado até que minha esposa chegue aqui’. E eles têm esse momento em que são forçados a sair do seu lado, e isso tem que mudar… Eu não consigo expressar para você o quão traumatizante é esse momento, e então você acorda drogado“.

Por falar em drogas, Kanye revelou que fez uso de opioides após ter feito lipoaspiração, o que também contribuiu para sua crise. Em entrevista ao TMZ, o astro afirmou que ficou viciado em opiáceos que seus médicos o prescreveram após o procedimento. O marido de Kim Kardashian confessou que não queria parecer “gordo” – uma preocupação que ele remonta ao modo como a mídia tratou seu cunhado, Rob Kardashian. Kanye disse que começou a tomar mais comprimidos durante sua última turnê, fato que prejudicou seu estado emocional e o fez cancelar a agenda restante de shows.

West revelou que ele está atualmente sob medicação, embora ele não tenha especificado quais remédios tem tomado, dizendo apenas: “[Medicação é] uma solução imperfeita para apenas me acalmar, mas há muitas maneiras de se acalmar“.

Ainda na entrevista com Charlamagne tha God, que durou 1h45, o cantor afirmou que sua rixa com Taylor Swift, sobretudo após o lançamento de “Famous” (música em que ele fala “fiz essa vadia famosa, deveríamos transar”) prejudicou o desempenho de seu álbum nas rádios norte-americanas. “Desde o ‘momento Taylor Swift’, a conexão com as rádios nunca mais foi a mesma. Mesmo com o poder [do álbum], foi muito mais difícil depois disso“.

Kanye também falou sobre política, expressando que tem um pouco de rancor pelo o ex-presidente Barack Obama, que o chamou de “idiota” depois que ele interrompeu o discurso de Taylor Swift no MTV Video Music Awards de 2009. Yeezy alega que foi especialmente doloroso porque ele e sua mãe, Donda, ativamente fizeram campanha por Obama e se apresentaram em eventos em sua homenagem. “Ele nunca me ligou para pedir desculpas [pelo comentário]. A mesma pessoa que se sentou comigo e com minha mãe, eu acho que deveria ter se comunicado comigo diretamente“.

Kanye West explains why he connects with Trump. “He’s an infiltrator.” Full interview in bio

Uma publicação compartilhada por The Breakfast Club (@breakfastclubam) em

Quanto ao seu apoio a Donald Trump, o rapper esclareceu que não necessariamente apoia as políticas do presidente norte-americano, mas gosta de seu estilo de comunicação. “Eu não tenho todas as respostas que uma celebridade deveria ter, mas posso dizer que quando ele estava concorrendo, senti algo. O fato de que ele ganhou, isso prova alguma coisa. Isso prova que tudo é possível na América. Que Donald Trump possa ser presidente da América. Eu não estou falando sobre o que ele fez desde que ele assumiu o cargo, mas o fato de que ele foi capaz de fazer isso“.

Kanye também falou sobre seu relacionamento com Jay-Z e Beyoncé após seu discurso no show da “Saint Pablo Tour” e como se sentiu com ausência deles de seu casamento com a esposa Kim Kardashian. “Eu tenho que confessar que fiquei magoado por eles não terem ido ao casamento. Se é família, você não vai perder o casamento. Não estou usando essa entrevista para começar algo negativo, mas tenho que ser sincero“.

Kaney sempre babadeiro, né? Assista à entrevista na íntegra: