Capa Jamesgunn

James Gunn rebate Martin Scorsese após diretor tecer críticas a filmes da Marvel: “Não viu os meus”

Eita, que o parquinho de Hollywood tá pegando fogo! Durante sua participação no podcast “Happy Sad Confused”, nesta quarta-feira (4), James Gunn comentou sobre as críticas feitas por Martin Scorsese em relação aos filmes de herói da Marvel. O diretor do novo “Esquadrão Suicida” e de “Guardiões da Galáxia” disse que o colega nunca viu seus filmes para julgar.

“Eu acho infeliz que ele tenha atacado a Marvel e isso ter sido a única coisa que deu cobertura da imprensa para o filme dele [‘O Irlandês’]. Ele está criando o filme na sombra dos filmes da Marvel, então usa isso para conseguir atenção para algo que não estava rendendo como ele gostaria”, apontou em entrevista a Josh Horowitz.

Continua depois da Publicidade

James Gunn ainda disse ser um grande admirador do trabalho do ganhador do Oscar, afirmando que ele é um dos maiores cineastas que já existiu, e que concorda com vários pontos que ele levantou sobre os filmes de super-heróis: “Há muitos filmes de espetáculos sem emoção, sem alma, por aí. Isso não reflete o que deveria estar acontecendo na indústria”. 

“Eu não consigo nem contar quantas vezes falei com diretores antes de eles irem até um grande estúdio fazer um filme gigante, e disse: ‘Ei, estamos nessa juntos, vamos fazer algo diferente com esses filmes grandes. Vamos fazer com que eles sejam algo diferente daquilo que veio antes’. Mas depois disso eles iam trabalhar e tinham que ceder a todas as demandas dos estúdios, e então ficavam enojados, francamente, com tudo isso“, continuou.

No final, James esclareceu que não levou as críticas de Scorsese para o pessoal. “Muito do que ele disse foi bom. E além disso, ele não viu os meus filmes. Ele não sabe como são os meus filmes”, acrescentou o cineasta.

Depois de toda a repercussão do caso, o diretor usou sua conta no Twitter para dizer que o único ponto em que ele divergia do colega era a visão dele sobre filmes de heróis. “Quero deixar registrado, Martin Scorsese é provavelmente o maior cineasta norte-americano vivo do mundo. Eu amo e estudo seus filmes e continuarei a amá-los e estudá-los. Não concordo com ele apenas em um ponto: que filmes baseados em histórias em quadrinhos não são, por natureza, cinema, só isso”, escreveu.

Cover
Esquadrão Suicida 2 estreia hoje nos cinemas (Foto: Reprodução/Warner)

As declarações de Scorsese

Durante a divulgação do seu filme da Netflix, “O Irlandês”, em 2019, Martin Scorsese disse que os filmes da Marvel de heróis não eram cinema em uma entrevista. A fala do cineasta repercutiu tanto que ele fez um artigo para o The New York Times elaborando mais seu ponto de vista sobre o assunto.

Continua depois da Publicidade

Na matéria, o diretor de “O Lobo de Walt Street” afirmou que sua fala é baseada na maneira de consumir e produzir filmes de franquia, cada vez mais comuns na indústria cinematográfica. Isso acabava dando menos espaço para trabalhos originais, e fazendo com que novos diretores ficassem presos nesse ciclo e não se arriscassem mais a fazer novas produções. Scorsese encerrou seu pensamento dizendo que a Hollywood atual é um terreno inóspito para “quem sonha em fazer filmes ou está começando a carreira”.