Polêmica! Integrantes deixam grupo de dança FitDance, alegando salários baixos, exploração e contratos abusivos; Dançarinos relatam crises de ansiedade e multas estratosféricas

O grupo de dança FitDance, um dos mais famosos da Bahia, está passando por momentos turbulentos. Nos últimos dias, a empresa de Fábio Duarte, conhecido como Big Boss, sofreu desfalques de dançarinos como Diogo Pretto, Isis Oliveira, Gabi Menezes e Junior Gomes, que anunciaram a saída da equipe nas redes. Algumas das declarações denunciavam situações desagradáveis vividas nos bastidores e expunham baixos salários pagos, causando uma grande polêmica na web.

Isis, que fazia parte do grupo desde fevereiro de 2018, foi a primeira a comunicar aos seguidores sobre o desligamento, nessa terça-feira (21). “Hoje, me despeço da FitDance. Finalizou meu ciclo e queria agradecer a todo aprendizado, amigos, experiências e visibilidade que conquistei ao lado deles. Tenho que agradecer a essa comunidade incrível! Instrutores, mestres e a galera do backstage que faz tudo acontecer. Vocês me fizeram criar um amor, respeito e carinho pela essência do que realmente move a marca”, escreveu.

View this post on Instagram

Oi amores da minha vidinha! ❤️ Hoje, me despeço da FitDance. 🥺 Finalizou meu ciclo e queria agradecer a todo aprendizado, amigos, experiencias e visibilidade que conquistei ao lado deles. – Nos ajustamos da melhor forma e juntos ficamos orgulhosos e gratos pela minha jornada. Acrescentamos muita coisa um na vida do outro..🙏🏾 . Tenho que agradecer a essa comunidade incrível ! instrutores, mestres e a galera do backstage que faz TUDO ACONTECER. Digo, vocês me fizeram criar um amor, respeito e carinho pela essência do que realmente move a marca. – vem novidade ai! E agora com oportunidades pra vocês que querem também realizar sonhos de fazer parte do time da FitDance. . Agora vou seguir meus caminhos que estão cheinhos de planos! Conto com vocês nessa nova jornada. Tem muita coisa legal vindo e espero que vocês gostem! 😍 Em breve vou contando mais novas e bouassss 😂💛 💕

A post shared by Isis 🌪 (@isisolliveira_) on

Depois, foi vez do coreógrafo Junior Gomes também anunciar o fim da parceria. “Fala galera, quero avisar que não faço mais parte da Equipe Show FitDance. Quero agradecer a todas as pessoas que trabalham na empresa e todos os instrutores pelo aprendizado e visibilidade que construímos JUNTOS até aqui, mas agora é hora de seguir outros caminhos, e fiquem ligados que vem coisas boas por aí. É como eu sempre digo, cole comigo que vocês passam de ano”, declarou.

A publicação mais impactante foi a de Diogo Pretto, que encerrará seu contrato com o FitDance no dia 1º de agosto. O coreógrafo, que integrava o grupo desde sua formação e era amigo pessoal de Fábio, publicou um vídeo de mais de 40 minutos, dando detalhes sobre a decisão. “Cansei de ver as coisas acontecendo e ficar calado. Não estou com raiva, não estou com ódio, só vim aqui desabafar”, começou.

“Eu só quero sair e ficar livre, que me deixem em paz, mas o que estão fazendo não é certo. Eu vejo que a gente é descartável e a gente não pode ser descartável. Porque a gente fez de tudo para que isso crescesse, juntos. E agora ficam com conversa fiada de que o ‘ciclo fechou’, como se fossem eles [FitDance] que quisessem isso. Está se fechando porque a gente [contratado] quer sair”, afirmou ele.

Continua depois da Publicidade

Sem muitos detalhes, Diogo revelou que a rescisão do contrato implicaria de certa forma em sua carreira. “No contrato diz que eu teria que ficar mais ‘dois anos sem dançar’. Errados fomos nós, que assinamos o contrato sem ler. Inocentes. No meu caso, Diogo Pretto, eu fui na confiança de um ex-amigo, eu jamais imaginaria que assinando um contrato com pessoas que eu estaria conversando, eu iria me f*der”, disparou.

O ex-BBB ainda criticou o pouco reconhecimento dado aos instrutores de dança. “Eu estava ficando doente, não estava fazendo mais as coisas com amor. Não aguentava mais. Eu não queria sair, tenho muito gás ainda pra dar. Queria mostrar isso… Vocês não sabem o que eu passei. Muita gente acha que sou rico. Eu recebo muito pouco, e me viro. Só eu sei o que eu passei. Mas a verdade sempre vem”, disse, com lágrimas no olhos.

Mais tarde, a página oficial do FitDance fez uma publicação avisando sobre o desligamento de Diogo, assim como fez posteriormente para Junior e Isis. “Como muitos já sabem, o período de contrato com alguns integrantes de nossa equipe está chegando ao fim. Neste momento, gostaríamos de reforçar o reconhecimento da colaboração que Diogo Pretto sempre teve em sua jornada com a FitDance”, informou o comunicado.

“Agradecemos muito todo seu empenho e garra até aqui. Apesar de qualquer discordância neste caminho, Diogo sempre foi uma pessoa talentosa, não só na dança, mas também em diversas habilidades artísticas. Um espetacular apresentador e um verdadeiro showman nos nossos eventos. Diogo, saiba que todos os diretores, colaboradores e a comunidade FitDance torcem por você e serão eternamente gratos”, finalizou o post.

Diogo, por sua vez, debochou da publicação na sessão de comentários. “Hoooooo, que mensagem linda, singela, verdadeira, né? Chorei #mepoupe”, ironizou o dançarino.

View this post on Instagram

Como muitos já sabem, o período de contrato com alguns integrantes de nossa equipe está chegando ao fim. Neste momento, gostaríamos de reforçar o reconhecimento da colaboração que @diogopretto_ sempre teve em sua jornada com a FitDance. Agradecemos muito todo seu empenho e garra até aqui. Apesar de qualquer discordância neste caminho, Diogo sempre foi uma pessoa talentosa, não só na dança, mas também em diversas habilidades artísticas. Um espetacular apresentador e um verdadeiro showman nos nossos eventos. Através de todo o empenho e investimento que a FitDance fez nos últimos anos, através de suas centenas de colaboradores, as oportunidades para o mundo da dança são cada vez maiores. Desta forma, temos certeza que todos os dançarinos e instrutores terão ainda mais oportunidades em seus caminhos. Diogo, saiba que todos os diretores, colaboradores e a comunidade FitDance torcem por você e serão eternamente gratos. Desejamos, mais uma vez, que fiquem todos bem!

A post shared by FitDance (@fitdance) on

Áudios da mãe de Isis Oliveira sobre contrato abusivo

Apesar do post de Isis retratar bons momentos trabalhando para o FitDance, alguns áudios vazados da mãe da dançarina indicam o contrário. Divulgados pela coluna de Leo Dias, as mensagens de Cristina Oliveira relatam a antiga rotina da bailarina, que supostamente acordava 4h30 para treinar e ir às gravações.

Temerosa com a pandemia do coronavírus, Cristina ainda desabafou sobre o grupo não ter parado de trabalhar durante o período de isolamento social. “Ficaram chamando, mas Isis estava com medo de sair, porque a gente não sabe até onde vai essa doença. Eles começaram a dizer que Isis não queria trabalhar. Ela está indo forçadamente. Minha filha perdeu o brilho nos olhos. Ela está infeliz. Nunca vi ela dançar sem alegria. Só quem é mãe sabe o que estou sentindo”, lamentou.

Ainda segundo o relato, os profissionais de mesmo cargo que Isis ganhariam apenas R$100 por turno, chegando a gravar até seis músicas por este valor. “Ficam colocando ela na geladeira só por ela se destacar. Isis foi convidada para fazer uma apresentação em uma rede grande de televisão daqui, mas não deixaram ela ir. Esses meninos ganham mixaria! Eles ganham R$100 por turno!”, explicou, informando em seguida que o contrato da filha garantia exclusividade por quatro anos, e a multa por rescisão seria de R$200 mil. “É uma escravidão”, desabafou.

Ainda nos áudios, Oliveira disse que Isis foi enganada com uma promessa de empresariamento que nunca aconteceu. Mesmo sem citar nomes, tudo leva a crer que o rapaz mencionado é Fábio. Duarte. “Ela entrou lá com ele a enganando, [dizendo] que ia ser empresário dela, que ele ia crescer e trabalhar com muita coisa dentro e fora da empresa. Fica todo mundo com medo de sair, porque tem esse contrato leonino, que só beneficia ele e só faz aquela empresa crescer”, reclamou.

Por fim, a dançarina comentou que a filha chegou a receber uma multa de R$100 mil da empresa, por ter gravado Stories divulgando a academia de dança de Juliana Paiva, colega da família e também ex-funcionária do FitDance. “Minha filha está tomando ansiolíticos. Eles estão acabando com a saúde de minha filha”, lamentou.

Desabafo Lua Andrade

Lua Andrade foi outra que se manifestou nas redes, confirmando as alegações feitas pela mãe de Isis Oliveira. A maquiadora disse ser verdade que a bailarina deixou de lado diversas propostas por conta de seu contrato com a FitDance. “Quando alguém entra no FitDance, tem que ficar exclusivo ao FitDance. Que nem a Isis! Quando ela entrou no Fit, ficou exclusiva! Ela não podia ter assessor… Ela perdia tantos contratos”, comentou.

“É legal entrar no FitDance, porque você tem uma visibilidade. Ah, e sabem quanto um dançarino do FitDance ganha pra fazer um vídeo? R$50, R$100… É assim! Um vídeo que tem milhões de visualizações! E o show, só ganha R$100, R$200, por aí. E antes que digam que o processo vem, tenho provas de tudo, tá? Sobre valor e tal, tenho documentos”, assegurou.

Juliana Paiva revela processo movido pelo FitDance

Juliana Paiva, dançarina que integrou o grupo baiano, também se manifestou. A coreógrafa fez um desabafo nos Stories, revelando que ela e o marido Dam Fernandes foram processados pela empresa, após se desligarem do FitDance antes do combinado. O motivo, segundo ela, seria a “quantidade de cláusulas abusivas” no contrato firmado.

“Nunca tive problema em nenhum lugar que trabalhei, mas nem sempre as coisas acontecem como a gente quer, e nem sempre as pessoas agem como o esperado. Eu e Dan fomos processados, e isso tirou um pouco nosso sossego, nossa paz, deu uma infernizada em nossas vidas. Deu até uma subidinha de pressão na mamãe aqui, no final da gravidez, porque chegou uma intimação para meu marido comparecer no julgamento, no dia que meu filho poderia estar nascendo”, lembrou.

Paiva contou ainda que o FitDance foi atrás de seus contratantes, tentado proibir que os mesmos fechassem parceria com o casal enquanto eles faziam parte da equipe. Ela, inclusive, disse ter perdido a oportunidade de trabalhar com Ivete Sangalo. “Prejudicaram tanto nossa vida, foram atrás de nossos contratantes, pedindo para não nos contratarem… A gente deixou de fazer tantos trabalhos quando estávamos lá dentro, inclusive o DVD de Ivete, que fui chamada para coreografar, mas fui proibida de fazer”, afirmou por fim.

De acordo com o site Bahia.ba, a Fitdance Entretenimento Ltda-ME entrou com uma Ação de Cobrança contra Damásio João Fernandes Neto em 2019, pelo rompimento do contrato antes do tempo, pedindo o pagamento das verbas contratuais e multa rescisória por participar de projetos externos durante seu período atuante.

A empresa entrou com pedido de tutela de urgência e teve a solicitação negada em primeira instância. A Justiça entendeu que “o contrato firmado pelas partes não pode proibir o réu de exercer a atividade artística da qual depende para sobreviver. Uma cláusula assim feriria, inclusive, direitos constitucionais”. A FitDance chegou a recorrer e no dia 9 de julho, mas teve o pedido novamente negado pela desembargadora Lisbete Maria Teixeira Almeida Cézar Santos, da 4ª Vara Cível e Comercial.

Continua depois da Publicidade

Lua Vilas acusa empresa de não creditar seu trabalho

Lua Vilas, bailarina de Ivete Sangalo e Léo Santana, compartilhou o desabafo de Juliana Paiva em seu Instagram, e também relatou problemas com a empresa. Segundo a publicação, a dançarina não recebia créditos pelas coreografias criadas. Avisada pelos próprios seguidores sobre a situação, Lua resolveu tomar uma atitude tempos atrás.

“Outra coisa, meus créditos de coreografias, só colocavam quando brigava! Tinha que ir lá, ligar, falar pra colocar crédito. E ainda tem um monte de coreografia que está lá sem crédito! E era assim, se não brigasse, não exigisse, você não recebia, não!”, enfatizou. “Gente, coreografar não é brincadeira, não. As pessoas tem que levar a sério e parar de achar que isso é querer biscoito. Que p*rra de biscoito, é exigir o valor do meu trabalho!”, disparou em seguida.

Ainda em seu desabafo, a bailarina compartilhou um print de uma conversa particular com Juliana, na qual a esposa de Dam dizia ter levado uma multa no valor de R$ 1o mil, por ter gravado um vídeo para o canal de Lua.

Print de conversa entre Lua e Juliana. (Foto: Reprodução/Instagram)

Mirela Janis lembra de proposta indecente feita por companhia de dança

Em meio à polêmica do FitDance, Mirela Janis, ex-De Férias Com o Ex Brasil, resolveu relatar um caso de 2016, envolvendo uma companhia de dança cujo nome não foi mencionado. “Tô vendo umas postagens das pessoas que eu sigo e não poderia deixar de falar que a verdade sempre aparece. A justiça sempre é feita”, disparou.

Segundo a ruiva, aos dezoito anos, ela participou de um concurso de dança, e recebeu uma proposta indecente. “Voltei pra casa aos prantos porque ouvi que se eu quisesse ser alguém na dança, ser reconhecida, eu teria que ir para a cama com uma certa pessoa. No meu caso, essa foi a condição. Saí de lá me achando um lixo, achando que meu talento não era suficiente”, declarou. Sem aceitar a proposta, ela não passou no concurso.

Em seguida, Mirela disse ter descoberto outros casos parecidos com o dela, e até meninas que teriam aceitado a proposta, sem receber o prometido em troca. Ainda vinculada a tal empresa na época, Janis teria sido proibida de publicar conteúdos em seu próprio Instagram, para não chamar mais atenção que a empresa. Confira:

View this post on Instagram

A @mirelajanis compartilhou nos seus stories a história que teve com uma empresa de danças que está sendo alvo de críticas. Mirela conta que em 2016, quando tinha 18 anos, participou de um concurso de dança, onde recebeu uma proposta que para ser aprovada e ter sucesso teria que ir para a cama com uma pessoa dessa empresa. A influencer foi procurar saber e se deparou com várias meninas que receberam a mesma proposta e aceitaram, mas não tiveram sucesso mesmo assim. Ela conta que mesmo não passando no concurso, continuou gravando seus vídeos no Instagram e conquistou suas próprias alunas como professora de dança. Nisso, ainda por ser vinculada a empresa, Mirela teve que ouvir críticas dizendo que ela era uma "mera professora". Por fim, ela desabafa falando que era proibido gravar vídeos dançando e postar porque chamaria mais atenção que a empresa, além de não poder gravar sem a roupa da empresa. Eita! O que vocês acharam?

A post shared by GOSSIP DO DIA (@gossipdodia) on

No últimos dias ainda, supostas conversas particulares de Fábio Duarte com influenciadoras, bailarinas e outras mulheres foram expostas nas redes. Procurado pelo hugogloss.com, o empresário não se manifestou sobre os muitos casos, até o fechamento dessa matéria.

FitDance se pronuncia

A FitDance divulgou nesta quinta-feira (23) uma nota comentando a saída de participantes do grupo e acusações de que paga cachês baixos e não valoriza os integrantes. Segundo a equipe, os ataques são injustos e não trazem o contexto completo. Confira o comunicado na íntegra:

“A FitDance é uma das maiores empresas de aulas de dança do mundo e tem como objetivo a formação e valorização dos instrutores. A empresa revolucionou o mercado através de inovação e investimentos contínuos para alavancar a dança e gerar oportunidade para todos através de diversos diretores e dedicação da equipe. 

A empresa é responsável pela formação e capacitação de mais de 10 mil instrutores ao redor do mundo.

Utilizamos as redes sociais como uma ferramenta complementar do ensino de coreografias e de divulgação. Entretanto, nos canais oficiais temos um time de dançarinos que sempre ganhou muito destaque no nosso universo.

Tivemos ciência de críticas e ataques de ex-membros desta equipe de dançarinos. Lamentamos, profundamente, a postura de alguns deles que, com o final dos seus respectivos contratos, optaram por externar publicamente insatisfações, que são injustas e sem o contexto completo do histórico da relação. 

Continua depois da Publicidade

Existe um grande esforço e custo para manter toda a plataforma de serviços, educação continuada, benefícios e eventos para manter ativa a geração dos milhares de empregos diretos e indiretos, e todo o papel social que temos junto a comunidade.

No caso desses integrantes que fazem parte do time de maior visibilidade nas redes sociais, o investimento com eles já ultrapassou alguns milhões de reais em cachês, sendo que estes valores poderiam ser ainda maiores, caso todos optassem por aproveitar todas as possibilidade de receita existentes na empresa. Muitos outros profissionais da FitDance acabaram aproveitando essas oportunidades e se destacando como coaches e muito mais. Essas receitas têm, sim, valores acima da média do mercado, diferente do que está sendo propagado nas redes sociais, e os cachês podem vir de aulas, ensino nos cursos online e presenciais, workshops, pautas de geração de conteúdo educacional, shows e vídeos. Muitos conseguem aproveitar diversas das oportunidades e pautas de trabalho e outros, por opção, tem foco maior apenas nos vídeos, shows e em projetos pessoais.

Apesar de dezenas de descumprimentos de acordos por parte de alguns deles, a empresa procurou ao máximo, sempre que possível, resolver grande parte disso de maneira amigável e procurando sempre capacitá-los para se desenvolverem nas plataformas que eram o foco principal. O fato de, no decorrer do tempo, alguns dançarinos da equipe não terem conseguido ou terem optado por não focar nas principais oportunidades  da empresa fez com que eles quisessem seguir com outros planos.

Continua depois da Publicidade

Muito embora existam insatisfações, vale ressaltar que é notório que o trabalho realizado pela FitDance foi benéfico para que todos alcançassem representatividade em suas carreiras como profissionais da dança. Essa representatividade vai ser aproveitada por todos em suas carreiras. Inclusive, alguns que conseguiram se destacar com as oportunidades dadas, desenvolveram trabalhos, negócios próprios e entenderam que poderiam desenvolver seus planos individuais.

Entendemos, perfeitamente, o desejo de cada um deles em alçar novos vôos, mas entendemos que precisamos seguir o trabalho focado na valorização de um todo. A empresa continua investindo em tecnologia, equipamento, contratação de novos colaboradores, mesmo nesse momento de crise mundial e evitou ao máximo que esse impacto chegasse para todos nossos profissionais.

Ainda assim, evoluímos com os aprendizados e relações e desejamos a todos o mais pleno sucesso nos próximos desafios. Nossa comunidade continua crescendo. Continuamos com dançarinos e professores dedicados e cheios de planos com seus trabalhos.

Equipe FitDance”.