Radialista Fábio Benedetti faz comentário racista sobre Marinho, jogador do Santos: “Burro, está na senzala”; Atleta chora ao fazer desabafo e manda recado importante — confira

[Atualização feita no dia 4, às 18h, no final do post] Lamentável! Nessa quinta-feira (30), o comentarista Fábio Benedetti, fez uma declaração racista contra o jogador Marinho, durante a transmissão de uma partida entre Santos e Ponte Preta, pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

O atleta marcou um gol durante o jogo, mas mais tarde acabou sendo expulso após um lance. No intervalo, Fábio, mais conhecido como Chef Benedetti, foi questionado sobre o que diria ao atacante do Santos em um grupo de Whatsapp que os dois fazem parte. “Eu vou falar assim: ‘Você é burro, você está na senzala, você vai sair do grupo uma semana para pensar sobre o que você fez'”, declarou o radialista. Assista:

Pedido de desculpas de Fábio

Não demorou para que a fala do profissional fosse repudiada por muitos internautas. Nessa sexta-feira (31), Fábio então usou suas redes sociais para se desculpar pelo episódio. “Olá pessoal. Venho pedir minhas sinceras desculpas pelo comentário infeliz que fiz ontem em relação ao jogador Marinho, na transmissão do jogo do Santos contra a Ponte”, começou.

“Quero reforçar que sou e sempre fui totalmente contrário a qualquer tipo de discriminação e lamento muito pelo ocorrido. Em momento algum tive a intenção de ofender alguém. Por isso, quero aproveitar essa infeliz situação que provoquei como oportunidade de aprendizado”, prosseguiu.

Por fim, Benedetti disse estar “completamente arrependido” e explicou que nas próximas semanas, usaria sua plataforma para promover discussões sobre o racismo, “assunto tão necessário e urgente na sociedade e no esporte”. “Já entrei em contato com o Marinho para me desculpar e gostaria de tornar público o meu arrependimento. Mais uma vez, quero pedir desculpas pra ele e a todos que se sentiram ofendidos pelo meu comentário infeliz”, concluiu.

View this post on Instagram

Olá pessoal, Venho através deste vídeo pedir minhas sinceras desculpas pelo comentário infeliz que fiz ontem referente ao jogador Marinho, na transmissão do jogo do Santos contra a Ponte. Quero reforçar que sou e sempre fui totalmente contrário à qualquer tipo de discriminação e lamento muito pelo ocorrido , em momento algum tive a intenção de ofender ninguém. Por isso, quero aproveitar essa infeliz situação que provoquei como oportunidade de aprendizado. Peço minhas sinceras desculpas pelo comentário proferido e estou completamente arrependido por ele. Nas próximas semanas estarei cedendo meu lugar de fala em minhas redes sociais para promover a discussão sobre assunto tão  necessário e urgente na sociedade e no esporte. Já entrei em contato com o Marinho para me desculpar e gostaria de tornar público o meu arrependimento. Mais uma vez quero pedir desculpas ao Marinho e a todos que se sentiram ofendidos pelo meu comentário infeliz! Obrigado

A post shared by Fabio Benedetti (@chefbenedetti) on

Em resposta aos seguidores, Fábio avisou que pediu desculpas ainda enquanto estava ao vivo na rádio, e reconheceu, mais uma vez, o erro. “Isso foi num contexto da transmissão, que é irreverente, mas concordo que quem vê só o vídeo, fica indignado. Na mesma hora percebi que falei uma grande m*rda, pedi desculpas, mas sei que foi ridículo. Realmente fui muito mal… Errei feio, usei uma palavra que nunca deveria, mesmo que sem intenção”, admitiu.

Pronunciamento da Energia 97

A atitude de Benedetti fez com que a Energia 97 FM tomasse atitudes em relação à contratação do comentarista. Em nota publicada no Instagram, a rádio afirmou ter afastado o profissional, e disse que pondera sobre o futuro de Fábio na empresa. Confira abaixo a nota na íntegra:

“Na noite de quinta-feira, dia 30/07/2020, durante a transmissão do jogo entre Santos e Ponte Preta no programa Energia em Campo, o integrante Fábio Benedetti fez um comentário racista em relação ao jogador Marinho do Santos.

A Energia 97FM repudia severamente as palavras proferidas e vem por meio deste deixar explícito que não compactua com nenhum tipo de injúria racial. Decidimos afastar o comentarista e já estamos em contato com ele para decidirmos como serão conduzidos os próximos passos.

Nos desculpamos e nos solidarizamos com todos, principalmente, com o jogador Marinho e sua família.

Nós como rádio estamos atentos às manifestações de nossos ouvintes e não nos ateremos apenas à palavras ou desculpas.

Atenciosamente,

Rádio Energia97FM”.

View this post on Instagram

NOTA DE REPÚDIO

A post shared by Energia 97 FM (@energia97fm) on

Pronunciamento de Marinho

Marinho, aceitou o pedido de desculpas de Fábio, mas, mais tarde, publicou uma série de vídeos às lágrimas e muito entristecido com toda essa situação. “Quando acontece com a gente, a gente sente mais. E eu brigo toda hora. Por isso brigo pela causa [antirracista], porque quando sentimos na pele, é horrível. E não podemos deixar isso passar. Eu sei quem eu sou, sei o valor que tenho”, desabafou.

O jogador ainda aproveitou para fazer uma crítica à sociedade, que, infelizmente, ainda é muito racista. “Fico pensando, porque antigamente eu não tinha voz ativa, aí passavam despercebidas todas essas coisas. E quando acontece isso, muita gente que não tem voz, abaixa a cabeça. A justiça não pune esses caras preconceituosos, vermes”, lamentou, aos prantos.

Mais tarde, o atleta fez mais um desabafo. Através de uma foto com a filha, Marinho mostrou sua indignação com o comentário de Fábio. “O momento não é dos melhores! Essa foto mostra minha filha Alicia, negra como EU. Cabelo black ou trança, nada esconde quem somos, seres humanos iguais a qualquer outro, e ontem um rapaz aí, após minha expulsão, acabou falando pra eu voltar pra senzala!”, entristeceu-se.

Sem citar o nome de Benedetti, o jogador disse que o perdoava, mas deixou claro que ficou extremamente mal com o episódio. “Eu te perdoo e perdoei por mensagem no Instagram, porém o tom de deboche ao falar que eu tinha que ir pra senzala não pegou bem. Tenho orgulho da minha cor, orgulho de onde vim. Você é pai, ensine teus filhos a ser diferente de você em pensamento! Quero que você se retrate e que isso não se repita nunca mais, nem comigo nem com ninguém! Eu luto pela causa! Contra preconceito e qualquer outro tipo de descriminação, seja ela racial ou não!”, enfatizou.

Marinho lamentou pelo lance cometido em jogo, que lhe rendeu uma expulsão, mas disse que isso não justificava o comentário racista. “Quer me julgar por atitude em campo? Ok! Errei e estou aqui pra assumir, esse é apenas um desabafo de alguém que passou a noite toda chorando por um erro! Mas não significa que até minha cor venha a ser colocada em assunto! Sou preto e orgulhoso de quem sou! Ensinando minha filha como se deve andar e mostrar que é orgulho, e não vergonha ser PRETO”, finalizou.

View this post on Instagram

O momento não é dos melhores! Essa foto mostra e minha filha alicia negra como EU, cabelo black ou trança, nada esconde quem somos, ser humano igual a qualquer outro, e ontem um rapaz aí após minha expulsão, acabou falando pra eu voltar pra senzala! Mandar amigos me chamar não prova pra mim que você é diferente, eu te perdoo e perdoei por mensagem no insta , porém o tom de deboche ao falar que eu tinha que ir pra senzala não pegou bem, tenho orgulho daminha cor, orgulho de onde vim, você é pai e ensine teus filhos a ser diferente de você em pensamento! Quero que você se retrate e que isso não se repita nunca mais, nem comigo nem com ninguém! Eu luto pela causa! Contra preconceito e qualquer outro tipo de descriminação seja ela racial ou não! Quer me julgar por atitude em campo?ok! Errei e estou aqui pra assumir, esse é apenas um desabafo de alguém que passou a noite toda chorando por um erro! Mais não significa que até minha Cor venha ser colocada em assunto! Sou preto e orgulhoso de quem sou! Ensinando minha filha como se deve andar e mostrar que é orgulho e não vergonha ser PRETO

A post shared by ✞ 𝕸𝖆𝖗𝖎𝖓𝖍𝖔 ☬ (@marinhoofficial) on

Santos FC se manifesta

Sem mencionar o caso diretamente, o Santos Futebol Clube publicou uma nota em seu perfil oficial no Twitter, parafraseando a filósofa norte-americana Angela Davis, ao dizer que “não basta não ser racista, é fundamental ser antirracista”.

“Infelizmente o racismo estrutural ainda é algo sempre presente em nossas relações, assim precisamos e seguiremos repetindo a mesma mensagem de repúdio a qualquer tipo de preconceito quantas vezes for necessário”, rescreveu o time, pedindo em seguida que pessoas racistas, preconceituosas e xenófobas deixassem de ser torcedoras do Santos.

Fica aqui registrada nossa indignação e repúdio a qualquer atitude racista ou de discriminação.

[ATUALIZAÇÃO – 04/08, 18h] Na segunda-feira (3), a rádio Energia 97 FM comunicou a demissão de Benedetti. “Hoje, oficialmente, comunicamos que o Chef Benedetti não faz mais parte do time da Energia 97FM. Com essa medida, a gente reitera o compromisso com a retidão e lisura que sempre foram e sempre serão características aqui da empresa. Assim, encerra-se o assunto na Energia 97, e a gente prossegue o jogo. Ponto final”, disseram durante transmissão do programa Estádio 97, de acordo com o Uol.