Yasmine Jackson, sobrinha de Michael Jackson, mostra ferimentos após ser esfaqueada nove vezes por vizinha e aponta insultos racistas: ‘Olhou no fundo dos meus olhos’

Yasmine Jackson, sobrinha do astro pop Michael Jackson, usou o Instagram nesse domingo (31) para fazer uma denúncia chocante e gravíssima. A jovem enfermeira disse ter sido esfaqueada nove vezes, em frente a sua casa, por uma vizinha que teria lhe feito ofensas racistas.

Em uma publicação, Yasmine mostrou os diversos ferimentos no rosto, orelha e pescoço, causados pelo ataque. “Fui esfaqueada bem em frente à minha casa, porque ‘eu sou preta’. Uma mulher me perseguiu e começou a me esfaquear. Ela disse que faria aquilo por eu ser negra, e isso foi tudo que eu pude ouvir enquanto era atacada. Não consigo mover meu pescoço”, declarou.

Ainda em seu texto, Jackson afirmou sentir medo de ficar sozinha em casa e lembrou que demorou a receber ajuda durante o episódio criminoso. “Eu pedia para as pessoas me ampararem, porque ela estava me esfaqueando, mas ninguém ajudava. Até que alguém ajudou, na verdade, algumas pessoas ajudaram e sou grata a vocês”, ressaltou.

Entristecida, a enfermeira finalizou o post com uma suplica emocionante: “Eu peço a Deus que se você tiver qualquer tipo de ódio em seu coração por pessoas negras, que você possa se curar. Eu não merecia isso, ninguém merece. Ah, e por sinal, ainda tenho muito orgulho em ser negra”.

View this post on Instagram

I was stabbed 7 times right by my house because “I’m a nigger”. This woman chased me down and started stabbing me. She said it’s because I was a nigger and that’s all I could hear while I was being stabbed. I can’t move my neck at all. I’m scared to be alone. I asked people to help me because she was stabbing me and nobody helped. Until someone did, actually a few people did & I am thankful for you. I pray to God that if you have any kind of hatred in your heart towards black people that you heal it. I didn’t deserve this, nobody does. Oh & btw I’m still fucking proud to be black. @shaunking , please help me. They only are charging her with a felony battery with a deadly weapon. I feel like she deserves attempted murder and also this is a HATE CRIME. SHE CALLED ME A NIGGER & THERE ARE WITNESSES 🙏🏼 SHARE SHARE SHARE SHARE PLEASE!!!!!!! Edit: THEY BOOKED HER FOR ATTEMPTED MURDER, NOW TO WORK ON THE HATE CRIME CHARGE.

A post shared by Yasmine Jackson ⚤ (@yasminejackson_) on

Em seus Stories, a filha de Joh’Vonnie Jackson (fruto de um relacionamento extraconjugal de Joe Jackson, pai de Michael, na década de 1970), seguiu mostrando os demais locais onde foi atingida. “Esse ferimento aqui… Ela enfiou a faca na minha perna e girou. Ela olhou nos meus olhos e disse: ‘sua negra de m*rda’. Eu ainda estou em choque. Esse machucado bem aqui está mexendo comigo, porque eu me conectei com ela. Ela olhou no fundo dos meus olhos, com ódio, e disse: ‘sua negra de m*rda’. Eu não consigo acreditar nisso”, desabafou.

No momento em que a publicação foi feita, a criminosa havia sido indiciada apenas por crime a mão armada. “Eu sinto que ela merece ser julgada por tentativa de assassinato e também por crime de ódio. Ela me chamou pejorativamente de negra e há testemunhas”, salientou Yasmine.

Mais tarde, a enfermeira compartilhou mais alguns relatos, deixando clara sua indignação. “Quando eles detiveram a mulher que fez isso comigo, ela começou a gritar ‘Não, não, não’, como se ela estivesse brava por não conseguir acabar comigo. Eu estou revoltada”, disparou.

“Isso pode acontecer com qualquer um de nós. Eles querem matar nossos reis e rainhas negros, mas eu não vou deixar isso se tornar mais um erro judiciário, eu prometo que não vou. Eu vou lutar com unhas e dentes pela justiça que eu mereço! Ela tentou me matar por conta da minha raça? Vamos indiciá-la por crime de ódio!”, avisou. Durante essa manhã, Jackson avisou aos seguidores sobre uma atualização no caso. Agora, a criminosa é indiciada por tentativa de assassinato.

Joh’Vonnie também se mostrou indignada com os ataques sofridos pela filha. Em seu perfil no Instagram, a meia-irmã de Michael deu mais detalhes do ocorrido. “Minha filha nem conhecia essa mulher, e ela era uma vizinha. Minha filha implorou para que ela não a esfaqueasse, mas ela o fez repetidamente, até que um homem negro veio e tirou a mulher de cima Yasmine, e a mulher branca também o chamou [pejorativamente] de negro”, relatou.

View this post on Instagram

My daughter @yasminejackson_ got stabbed 7 times by a white woman who is her neighbor and called a nigger several times please share this woman chased my daughter down my daughter has exercised induced asthma and could not run any longer. My daughter didn’t even know this woman and she is a neighbor .My daughter begged her to not to stab her and she started stabbing her over and over. Until a black man came and pulled the woman off of Yasmine and the white woman called him a nigger too. The woman was asked “why did you do this to her?” And she responded “ because she is a nigger!” Share this #yasminejackson #johvonniejackson #ironrose #warriorqueen #bastardchild.@shaunking

A post shared by JohVonnie N J Jackson (@johvonniejackson74) on

“Veja o que essa mulher fez com minha filha Yasmine! Ela tentou matar minha filha por ser negra. Minha filha tem um bom coração e dedica seu tempo como enfermeira para ajudar os outros. Ela não merecia isso! F*da-se qualquer um que tenha ódio suficiente no coração para querer fazer isso com alguém!”, disparou.

O caso ocorreu enquanto os Estados Unidos enfrentam uma onda de protestos anti-racistas, após George Floyd, um homem negro, ser assassinado por um policial branco.