Fotojet (18)

Vovó rebate neta que diz preferir ivermectina a vacina e viraliza na web: “Tá estudando pra quê?!”; assista

Quanto mais idade, mais sabedoria! Uma senhorinha tem chamado atenção nas redes sociais, após rebater uma fake news dita pela neta, Ana Carolina Bonfim. Com intuito de ver qual seria a reação da avó, a jovem declarou que ela e a mãe iriam tomar ivermectina — remédio sem eficácia comprovada para o Covid-19 — e, portanto, não precisariam se vacinar contra a doença.

Sem imaginar que se tratava de uma “pegadinha” e que estava sendo filmada, a idosa reagiu de maneira sincera e extremamente indignada às falas da neta. “Vai tomar essa injeção (vacina) pelo amor de Deus, Ana. Isso aqui (ivermectina) é para lúpus. Não é de hoje que existe esse remédio, mas é para lúpus, não é para isso (Covid) não, não tem nada a ver”, disparou a vovozinha, que se estendeu no sermão.

Continua depois da Publicidade

“Agora, eu estou com vocês, duas venenosas, aqui do meu lado. Todo mundo tá vacinado, só vocês duas que não. Então vocês querem me levar primeiro… Essa vacina é coisa que (os cientistas) estudaram agora, se viraram, e você vê que melhorou a carnificina, está morrendo menos gente. Será que você não entende?!”, disparou a senhora, sem papas na língua. “Isso não vale nada! Para com essa ignorância! Tá estudando pra quê? Pra ser orelhuda?! Tá estudando pra ser advogada e não sabe p*rra nenhuma?!”, continuou.

@oficialana2k

Falei pra minha vó que vou tomar invermectina ao invés da vacina 🤫😂 #vacina #vovó #vovóbolada #invermectina #engraçado #maravilhosa #vó #risada #rj

♬ som original – Ana Carolina Bonfim

A avó de Ana Carolina foi certeira na defesa da vacina e no reconhecimento do imenso trabalho dos cientistas para produzirem uma vacina em tempo recorde. Entretanto, ela provavelmente se confundiu sobre a ivermectina combater lúpus, doença autoimune cuja droga utilizada é a hidroxicloroquina — outro remédio sem comprovação científica de eficácia contra a Covid.

Porém, em entrevista ao UOL, a neta garantiu que, apesar do que foi dito no vídeo, a avó sabe a diferença entre os medicamentos. A jovem aproveitou ainda para afirmar que irá, sim, se vacinar. “Eu falei brincando, vou me vacinar. Não vacinei ainda porque eu estava gripada, na minha cidade a vacinação está bem avançada. […] Eu ainda vou me vacinar, até porque eu quero viajar e só dá para viajar se tiver com vacina”, declarou.