Jason Statham, Dwayne Johnson e Vin Diesel exigem nunca perder uma briga e contam até socos trocados em “Velozes e Furiosos”, revela “The Wall Street Journal”

Alerta de testosterona! Parece que Jason Statham, Dwayne Johnson e Vin Diesel complicam a vida dos editores, coreógrafos e produtores de “Velozes e Furiosos”. Tudo porque eles nunca querem perder uma briga nas telas e, como sabemos bem, a franquia é cheeeia delas.

O “The Wall Street Journal” conversou com várias pessoas da equipe que explicaram como funciona a dinâmica entre os atores no set de gravação. “Durante toda a série, as lutas são coreografadas para garantir que nenhum dos protagonistas saia como perdedor”, revelou Michael Fottrell, produtor de cinco dos filmes.

“A vaidade é uma das responsáveis por essa decisão?”, questiona a publicação. “Sem comentários”, responde o produtor antes de adicionar: “É claro que sim!”. Quer provas?

De acordo com os produtores e membros da equipe entrevistados, Jason negociou um acordo com o estúdio que limita o quanto ele pode levar porrada nas telas. Já Diesel faz a irmã mais nova, uma produtora dos longas, policiar o número de socos que ele leva! Por fim, o ‘The Rock’ recruta produtores, editores e coordenadores de luta para ajudar a garantir que ele sempre apareça do melhor jeito que puder. GENTE!

Jason Statham, Dwayne Johnson e Vin Diesel são competitivos no set de “Velozes e Furiosos” (Foto: Getty)

As lutas garantem que “todo personagem tenha seu momento e que todos sejam vistos como oponentes formidáveis. Cada personagem de ‘Velozes’ é um herói para alguém assistindo e nós nunca nos esquecemos disso”, disse um porta-voz da Universal à publicação. Os atores declinaram comentar.

O renomado jornal ainda analisa que as “estrelas de ação atuais são mais sensíveis sobre manter sua persona de macho alfa”, diferente do passado, no qual um ator como John Wayne estava até disposto a morrer em alguns filmes.

Para deixar ainda mais claro como os atores levam isso a sério, o “The Wall Street” trouxe exemplos de cenas anteriores da franquia que tiveram que ser extremamente calculadas. No quinto filme, de 2011, Dominic Toretto (Vin Diesel) empurra Luke Hobbs (Dwayne Johnson) contra uma parede. Exatamente oito segundos depois, Hobbs derruba Toretto numa parede diferente.

Tem mais! Uma cena do longa de 2017 exigia que Johnson ficasse deitado com o pé de Diesel em cima dele. De acordo com um membro da pós-produção, The Rock insistiu que ele pelo menos ficasse sentado. Em outro momento, Samantha Vincent, a irmã de Vin, analisou um ensaio do ator. “Ele está caído aqui. Ele vai levantar pra revidar?”, questionou ela, segundo uma pessoa da equipe.

Outro membro ainda revelou que Jason gosta de passar pela sala de edição para analisar as cenas de luta. “É aquele velho esquema de quando um ator vem e quer mais foco nele. Eles querem mais músculos”, comentou o editor.

Um fato interessante, e que pode ser observado nos filmes, é que, para as lutas terminarem equilibradas, os personagens sempre são interrompidos por situações bizarras e inesperadas. Em “Velozes 7”, por exemplo, um helicóptero lança um míssil que quebra o concreto entre Toretto e Deckard Shaw (Jason Statham). Já no oitavo, Luke e Deckard estão prontos para se detonar quando um tumulto na prisão começa e os distrai da briga.

O novo filme da franquia, “Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw”, lançado nessa quinta (01), facilitou a vida da equipe, já que Vin Diesel não participa, e Dwayne e Jason estão do mesmo lado. Entretanto, na estreia de “Velozes e Furiosos 9”, em 2020, as coisas já voltam ao normal. Que situação bizarra!