Ryan Reynolds consola fãs da Marvel após fim de parceria entre Disney e Sony, e ‘exclusão’ de ‘Homem-Aranha’; Estúdio se pronuncia: ‘Decepção’

Pera, tem um olho nas minhas lágrimas… Fomos pegos de surpresa ontem (20) com a notícia da separação entre os estúdios Disney e Sony Pictrues, que acarretou no fim da produção dos filmes do “Homem-Aranha” dentro do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU).

O impasse aconteceu porque a Disney queria que as arrecadações do filme do herói fossem divididas igualmente entre os estúdios [no acordo, até então, ela ficava apenas com 5% da arrecadação das produções]. A Sony recusou a ideia, pois não queria dividir os lucros de sua maior franquia, e fez uma contraproposta, oferecendo um pouco mais do que o acordo pré-estabelecido, mas que não chegava perto dos 50% que a Disney queria. Logo, o estúdio do Mickey Mouse rejeitou o novo acordo.

O comunicado dado pelo Deadline chocou o público e comoveu os fãs, que logo se manifestaram, em protesto, nas redes sociais. “Podemos ter um filme do Homem-Aranha com o Deadpool agora?”, questionou um seguidor, marcando Tom Holland e Ryan Reynolds, na sequência. O interprete de Wade, por sua vez, respondeu que sim, diante de uma condição inusitada. “Vocês podem. Mas só podem vê-lo no meu coração”, indicou Ryan.

Após o tuíte, vários apaixonados pelo MCU recorreram ao ator, pedindo sua ajuda para que os filmes do aranha ficassem em baixo das asas de seu criador Stan Lee. Reynolds não foi o único a se pronunciar sobre o caso. Jeremy Renner, que interpretou o Gavião Arqueiro na franquia “Os Vingadores”, e agora na sua série do Disney+, “Hawkeye”, postou um comunicado em seu Instagram, mostrando estar no mesmo time que os fãs. “Oi Sony Pictures, nós queremos o “Homem-Aranha” de volta para o Stan Lee e Marvel, por favor, obrigado”, clamou o artista.

Um representante dos estúdios Sony entrou em contato com o site The Hollywood Report e alegou “decepção” em um comunicado oficial. “Muitas das notícias de hoje sobre o Homem-Aranha descaracterizaram as recentes conversas sobre o envolvimento de Kevin Feige [presidente da Marvel] na franquia. Estamos desapontados, mas respeitamos a decisão da Disney dele descontinuar seu trabalho como produtor executivo do nosso próximo longa do aranha”, explicou a fonte.

Em seguida, o estúdio fez menção à compra da 21st Century Fox, concretizada recentemente pela Disney, abrindo horizontes para que novas histórias de heróis sejam criadas sob o domínio Marvel. “Esperamos que isso possa mudar no futuro, mas entendemos que as novas muitas responsabilidades que a Disney lhe deu – incluindo todas as novas aquisições da Marvel – não permitem que ele tenha tempo para trabalhar em protocolos que não são de sua posse. Kevin é ótimo e somos gratos por sua ajuda e orientação, e apreciamos o caminho que ele nos ajudou a trilhar, o qual continuaremos fazendo”, concluiu o informante, em nota.

O Homem-Aranha de Tom Holland foi introduzido no universo da Marvel no filme “Capitão América: Guerra Civil”, em 2016. Quando o herói ganhou seu primeiro filme, “Homem-Aranha: De Volta Ao Lar”, o longa arrecadou 880 milhões de dólares ao redor do mundo. Sua sequência, “Homem-Aranha: Longe de Casa”, por sua vez, se tornou o filme mais bem-sucedido em bilheterias da Sony de todos os tempos!

Apesar da parceria de sucesso, a Sony avaliou que ficará bem sem a Marvel e Kevin Feige. Como parte do universo do Homem-Aranha, a sequência de “Venom”está sendo produzida. Também há o filme “Morbius”, com Jared Leto, “Kraven The Hunter”, e outro spin-off com os personagens Silver Sable e Black Cat. Além disso, a Sony ganhou o Oscar de Melhor Animação por “Homem-Aranha no Aranhaverso” — filme feito por conta própria.

Fãs do MCU, o que acharam dessa notícia bombástica?