‘Teste do sofá’: Disney deleta cena com piada de assédio em “Toy Story 2”, após relançar filme e ter repercussão online negativa

Nem os brinquedos estão seguros! De acordo com a People, a Disney deletou uma cena de “erros de gravação” de “Toy Story 2”. A polêmica sequência era mostrada nos créditos finais do filme de 1999, e tinha uma piada sobre assédio sexual. Eita! Erros de gravação de mentirinha são uma tradição da franquia — os quatro filmes têm cenas do tipo durante os créditos da produção.

Na sequência em questão, o personagem Stinky Pete (Kelsey Grammer) assedia duas bonecas Barbie, sugerindo que pode conseguir para elas papéis em “Toy Story 3”, bem estilo “teste do sofá”.“Então, vocês duas são absolutamente idênticas?”, ele pergunta para as duas loiras, com malícia. Após dar uma risada, ele segura a mão de uma delas e diz: “Sabe, tenho certeza que poderia conseguir para você um papel em ‘Toy Story 3′”. Então, o personagem percebe uma câmera o filmando e indaga nervosamente: “Desculpa, nós voltamos?”. Com medo de ser flagrado, ele espanta as Barbies de sua caixa, enquanto encara seus corpos.

Com razão, a Disney decidiu que a cena era inapropriada. Hollywood passou por diversos escândalos de abuso e assédio sexual nos últimos tempos, incluindo com o co-fundador da Pixar e chefe de animação da Disney, John Lasseter, que deixou o estúdio no ano passado, após acusações de má conduta feitas por parte das funcionárias da gigante de animação. Lasseter admitiu que tinha cometido alguns “erros” que fizeram as colegas se sentirem desconfortáveis.

A maior mudança na indústria cinematográfica ocorreu com o movimento #MeToo, que começou em 2017. O pontapé inicial foi quando o antigo todo-poderoso do ramo, Harvey Weinstein, foi acusado de assédio, abuso sexual e estupro, em um comportamento misógino e predador que durou por décadas. A queda de Weinstein levou a diversas mulheres e homens do cinema e da TV a denunciarem os abusos que sofreram, mudando para sempre o cenário do setor, e expandindo-se para outra áreas.

A cena deletada, que afetará as versões do filme em Blu-ray e download, foi descoberta por fóruns online no último mês. Recentemente, aproveitando o embalo da estreia de “Toy Story 4”, a Disney relançou a série inteira dos filme em 4K, Blu-ray, DVD e Digital HD. Procurado pelos sites People e Deadline, o estúdio preferiu não se pronunciar sobre o assunto. Veja abaixo os pós-créditos ( a partir dos 19 segundos) e tire suas próprias conclusões:

Saiba mais sobre Toy Story 4

Com Tom Hanks, Keanu Reeves, Joan Cusack e Patricia Arquette no elenco, “Toy Story 4” está em cartaz nas telonas brasileiras. O longa começa imediatamente após os eventos do último filme, com os brinquedos de Andy sendo doados para outra criança. Woody (Tom Hanks), Buzz (Tim Allen) e o resto da gangue então vão para o norte numa viagem de carro com a nova proprietária Bonnie. Na nova residência, eles se encontram com outros brinquedos e tudo parece tranquilo até que Forky (Tony Hale), o recente xodó da garotinha, decide fugir de lá. Construído a partir de um garfo, ele atravessa uma crise existencial, sem saber se é um brinquedo ou um talher. Woody não pensa duas vezes e sai em busca de Forky, numa aventura que o levará a novos e divertidos rostos, como Ducky (Keegan-Michael Key) e Bunny (Jordan Peele) e a outro já conhecido.

A bonequinha Betty (Annie Potts), que foi dada como desaparecida após ‘Toy Story 2’, retorna, abrindo os olhos do caubói para as liberdades e os perigos que vêm quando se é um brinquedo sem ninguém para brincar. A personagem, inclusive, defenderá o antigo namoradinho das garras da grande vilã da história, Gabby Gabby (Christina Hendricks), uma boneca de corda dos anos 50 de dar arrepios em qualquer um. Assista ao trailer:

A animação tem direção de Josh Cooley, responsável por “O Primeiro Encontro de Riley” e produção de Jonas Rivera, de “Divertidamente” e “Up”.