Bruna Marquezine desabafa após comentário sobre seu corpo e relembra depressão: ‘Sofri e muito’

Cansada de alguns comentários maldosos que recebe nas redes sociais, a atriz Bruna Marquezine fez um desabafo poderoso nos Stories do Instagram. Acostumada a publicar fotos diariamente, a estrela tem recebido críticas ao seu corpo, algumas delas falando sobre como estaria magra e que pareceria doente. Bruna aproveitou a situação para esclarecer a história e fazer um apelo aos seguidores.

Eu quero falar de um assunto que acho importante. Quero dividir com vocês alguns comentários de algumas pessoas na minha ultima foto. Eu resolvi falar aqui porque eu respondo de uma vez só. Eu acho importante falar disso: eu estou muito saudável, graças a Deus. Inclusive, antes de vir para essa viagem, eu fiz todos os meus exames, fiquei feliz com os meus resultados. Eu estou muito bem. Isso deveria ser a única coisa importante“.

View this post on Instagram

*arrasta pro lado pra ver tudo* Eu quero dividir com vcs o Story que vi hj, no ig da @brumarquezine. Salvei somente algumas partes, mas ela disse muita coisa importante. VALE A PENA ir lá olhar. O que falamos não é só sobre gordofobia, é sobre empatia. Se colocar no lugar daquele que vai ouvir. E também PARAR de associar biotipo a saúde. Se ela tá bem ou não cabe a ela, somente ela cuidar. Ter empatia, sororidade e ser do movimento Body Positive é entender que cada um vive a sua escolha, cada ser humano tem seu biotipo e tá tudo bem. E pra você que sofre a pressão de estar "magra demais ou gorda demais" eu digo:Se olhe, se cuide e não permita se olhar com os olhos dos outros.

A post shared by NINI NA REAL (@nininareal) on

Depois disso, eu também acho muito importante que a gente se sinta bem com o nosso corpo. E eu estou. Eu amo meu corpo e eu estou muito feliz com ele, do jeito que ele é. Eu não quero emagrecer, não estou fazendo nenhuma dieta. Eu emagreci por causa de um trabalho

Bruna – que já enfrentou um problema de tireoide – fez questão de deixar claro que a questão está regularizada. “Tem gente que fala que é por isso que estou magra. Eu não tenho problema, já está resolvido. Não tenho o intuito de emagrecer mais, não estou preocupada com isso. Estou feliz com o meu corpo, não estou fazendo dieta, estou comendo o que quero, estou até comendo muita besteira“.

https://www.instagram.com/p/BnWUkm1FtJK/

Aproveitando o momento desabafo, ela explicou que, quando o comentário de alguém machuca a outra pessoa, esse deixa de ser necessário. “Mas por que eu estou falando tudo isso? Motivo numero um: ser sincero é diferente de ser sem noção e sem educação. Se uma pessoa te pergunta a sua opinião, você deve dizer a verdade. Agora, se a pessoa não pergunta, você deve ficar calado. E aí os chatos de plantão vão dizer: ‘Ah, mas você é uma pessoa pública, então você postou e as pessoas podem dar opinião’. Não, não podem! Eu não estou falando que não podem fazer críticas nas minhas fotos, mas nas fotos de qualquer pessoa. Se a sua critica for ofender, machucar, fazer com que essa pessoa se sinta mal com o corpo dela, se você for machucar essa pessoa, por mais que sem intenção, fica quieto“.

https://www.instagram.com/p/BnWU6cSlZZ6/

O fato de grande parte dessas criticas vir de fãs mulheres, também fez Bruna refletir sobre a competitividade feminina num momento em que tanto se fala em sororidade. “Chega, gente, as pessoas precisam parar com isso. Eu vejo mulheres diminuindo as outras. ‘Ah está muito magra, homem gosta de carne’. Manda ele ir à churrascaria. Só mudem esse raciocínio. Já passou da hora de mudar essa forma de pensar. Nosso corpo não foi feito para agradar os homens, para agradar ninguém. A gente tem que estar saudável e feliz. É horrível ver mulheres com esse raciocínio machista”.

Marquezine ainda revelou que de tanto ouvir sobre o próprio corpo já chegou a entrar em depressão. “Eu sei que surgiram outros chatos de plantão para falar que eu não tenho nem o direito de falar sobre isso (distúrbios alimentares) porque não sofri com transtorno alimentar. Mas eu já sofri, e muito, com distúrbio de imagem. Porque na época, as pessoas comentavam que eu estava um pouco gordinha, bochechuda, quadril largo. E eu acreditei. Eu acreditei na opinião alheia e comecei a detestar meu corpo. Eu tomava laxante todos os dias, por mais de três meses. Junto com tudo isso eu tive depressão, não só por isso, mas principalmente por esses motivos, questões de autoestima, por não me aceitar. Tomava laxante todos os dias e me alimentava mal. Ou não comia ou comia besteira. Eu não sentia prazer em ter uma boa alimentação e cuidar de mim. Eu não estava me amando“.

https://www.instagram.com/p/BnWV7Pwl44i/

Por fim, ela encerrou o recado pedindo mais responsabilidade: “E para todas as pessoas que fazem esse tipo de comentário nas fotos de outras pessoas, comecem a refletir sobre a responsabilidade de vocês e as consequências que as palavras de vocês podem ter. As nossas palavras podem abençoar ou amaldiçoar a vida de outra pessoa. Sejam responsáveis. Não é só um comentário“.

https://www.instagram.com/p/BnWXEXPlM7G/

Após a publicação dos Stories, Bruna voltou a falar sobre o assunto com a revista Harper’s Bazaar, na tarde desta quarta (5), em Verona, explicando o porquê do desabafo.   “Eu resolvi falar dessa questão porque eu já tive depressão, eu sei como é não se aceitar, não se sentir bem com o próprio corpo. Não falei pensando só em mim, mas na minha geração, no meu público. Foi muito doido, porque a repercussão que isso deu para mim. Tantas amigas minhas que eu não fazia ideia que estão sofrendo do mesmo distúrbio que eu sofri. Foi muito doido ver essa repercussão e acho que confirmou o que eu tina em mente. Acho que a gente tem que repensar o que a gente fala. O poder da palavra é muito grande e a gente tem sim a possibilidade de abençoar uma pessoa e edificar a vida de uma pessoa com uma palavra“, finalizou ela.

*Leia também:
Privado: Bruna Marquezine relembra primeiro encontro com Neymar: “Bem nervosa”
Privado: “Eu me odiava muito”, diz Kesha, após se recuperar de transtorno alimentar