Ela está de volta! Kesha é pastora agredida pelo marido no clipe surpreendente da ótima ‘Raising Hell’; vem assistir

Conforme prometido, Kesha fez seu aguardado comeback na manhã desta quinta-feira (24) com o lançamento do clipe de “Raising Hell”. A faixa animada, em parceria com o músico Big Freedia, é a primeira provinha de seu próximo álbum de estúdio, o “High Road”. No clipe dirigido por Luke Gilford, a musa dá vida a uma pastora evangélica que é abusada pelo próprio marido.

Em meio a cenas dela na igreja, pregando para os fiéis e praticando o exorcismo, derrubando-os no chão após segurar-lhes as cabeças, somos apresentados à triste realidade vivida por ela em casa. Kesha tenta reconquistar o marido, mas as agressões chegam ao seu ápice com uma tentativa de enforcamento. O desfecho dessa história se mostra trágico, a priori, mas libertador para a protagonista.

Assista:

Voltou com tudo, né?! “Raising Hell” é o pontapé inicial de “High Road”, o quarto disco da carreira de Kesha. A missão do novo trabalho não é nada fácil. Ele chega para suceder o exitoso “Rainbow”, de 2017, que garantiu as duas primeiras indicações da artista ao Grammy. No início da semana, Kesha chegou a divulgar um trailer empolgante do novo projeto, que segundo ela será bem distinto do antecessor.

Quando escrevi ‘Rainbow’, eu estava em um espaço mental muito diferente. Eu tive que resolver algumas coisas muito sérias“, relembrou a diva na prévia, se referindo, claramente, à batalha judicial contra o seu ex-produtor Dr. Luke, acusado por ela de abuso sexual.  “Mas agora, no meu novo disco, revisito minhas raízes de pura e absoluta alegria debochada. Kesha pegou seus culhões de volta e eles são maiores do que nunca“, avisou. Não nos resta dúvidas! Assista:

“High Road” ainda não tem data de lançamento divulgada, mas a expectativa é que chegue ao mercado ainda este ano. O álbum conta com composições de nomes como Dan Reynolds, do Imagine Dragons; Nate Ruess; Wrabel; Tayla Parx e até de Pebe, mãe de Kesha.