Entrevista: Bryan Cranston reflete sobre os conflitos éticos de seu personagem em “Your Honor”, e relembra bastidores da série durante a pandemia; assista!

Até onde você iria para proteger um filho?! Essa é a principal questão que guia a série “Your Honor”, estrelada por ninguém menos que Bryan Cranston. Durante um bate-papo com nosso boss Hugo Gloss, o astro falou tudo sobre o trabalho, desde o processo de composição do seu personagem, até os momentos complicados que viveu nos bastidores da produção, após contrair a Covid-19.

Após entrar para a história da televisão como Walter White em “Breaking Bad”, Bryan não tinha protagonizado nenhum outro programa, mesmo não faltando convites por aí… No entanto, quando ele ouviu o enredo do juiz Michael Desiato e se colocou no lugar do personagem, decidiu entrar de cabeça no projeto. “O que você faria se o seu filho ou sua filha estivessem se deparando com um perigo mortal. Você agiria imediata e definitivamente? E a minha resposta é: sim, eu faria qualquer coisa que eu pudesse para proteger meu filho”, revelou.

“Assim como quando eu falo para qualquer pai ou mãe essa [minha] premissa, eu pergunto a eles: ‘O que vocês fariam?’, eles respondem ‘eu faria a mesma coisa’. Então eu digo, ‘Você está dizendo que você se tornaria um criminoso para proteger a vida do seu filho?’ ‘100%. Absolutamente. Eu me tornaria um criminoso'”, completou o ator.

E não é apenas forma de falar — Bryan Cranston realmente fez uma pesquisa para confirmar sua teoria a respeito desses questionamentos. Pergunte a qualquer pai ou mãe, ou qualquer amigo seu, ou parente, que sejam pais. Você devia perguntá-los. Como se, ‘O que você faria se você se deparasse com proteger o seu filho ou não, o que você faria para proteger o seu filho?’ E um pai falaria ‘qualquer coisa. Tudo'”, garantiu.

Em “Your Honor”, Michael Desiato faz tudo que está ao seu alcance para proteger o herdeiro, e não pensa duas vezes antes de ultrapassar todos os limites. Questionado se faria as mesmas coisas, Cranston ponderou: “Todo mundo tem as suas próprias linhas éticas e morais, que são traçadas. E nós podemos ser bastante corretos nas nossas decisões, mas até você ser testado pela pressão, nós não sabemos realmente o quão sãs essas decisões corretas são”, refletiu. 

Então você pode dizer, ‘Eu sou uma pessoa honrável, eu não roubo, eu não faço isso e nem aquilo’ até um novo elemento aparecer dizendo ‘Ah, é? Eu estou prestes a matar o seu filho’. Então, é tipo, ‘está bem! Esqueça o que eu disse! O que eu preciso fazer para manter o meu filho vivo?’. Tudo muda!”, argumentou o artista sobre o sentimento de “amor incondicional”. 

Continua depois da Publicidade

Além de arrasar na atuação, Bryan Cranston acumula ainda as funções de diretor e produtor da série. “Às vezes é bem difícil. Mas… As coisas estão todas relacionadas. Todas são parte da colaboração para contar a história, a atuação, a direção, a escrita e a produção criativa realmente… É sobre contar a história. Contar a melhor história que você puder, ser o mais honesto e autêntico que você puder. E fazendo isso, você tem uma oportunidade de dar uma chance para o público realmente se prender à sua história, e acreditar nela, torcer pelos personagens e ter uma boa experiência”, afirmou.

Em março do ano passado, o ator viveu um grande susto ao contrair o coronavírus. Felizmente, Bryan não sofreu com muitos sintomas. Mas, assim como a maior parte das produções, “Your Honor” precisou se adaptar para retomar as gravações da série. “Eu estava completamente recuperado da doença, e não tinha sintomas nenhum. Mas os protocolos para trabalhar com os outros que não tiveram… A gente não tinha certeza se eu poderia pegar novamente, ou se eu poderia ser portador do vírus, ou qualquer coisa. Então nós nos protegemos muito, usamos máscaras e face shields, e todo membro da equipe possuía máscaras e shields, e nós mantivemos a distância [uns dos outros], e nós éramos testados três vezes por semana”, lembrou.

Continua depois da Publicidade

A série caiu nas graças do público e foi aclamada pela crítica especializada. Tanto que Bryan Cranston foi indicado ao Globo de Ouro na categoria “Melhor Ator em Minissérie ou Filme Para TV”. O troféu acabou ficando para Mark Ruffalo, mas os especialistas já garantem que o ator também deve concorrer ao Emmy Awards. No Brasil, a série está disponível na plataforma Paramount +, e pode ser acessada também no Prime Video.