Miranda, jogador do Vasco, é chamado de ‘macaco’ por argentinos em campo, faz gol e vai até a câmera para dar recado PODEROSO! Assista

É muito triste ter que noticiar casos como esse. Na noite de ontem (11), o jogador Miranda, do Vasco, fez uma denúncia de injúria racial ao vivo, durante uma partida da Copa RS Sub-20, disputada no Rio Grande Sul. O jogo contou com uma grande virada do time brasileiro sobre o Independiente, da Argentina.

Aos 46 do segundo tempo, antes de cobrar o pênalti que conquistaria a vaga do Vasco na semi-final do campeonato, o zagueiro relatou ao árbitro ter sido chamado de “macaco” por algum dos adversários. Entretanto, o jogo prosseguiu e o rapaz converteu a penalidade, mas não comemorou. Acompanhado dos colegas, foi à câmera e desabafou, em tom sério: “Macaco, não! Eu tenho orgulho da minha pele! Respeito!”.

Miranda recebeu abraços dos companheiros de equipe, que também se manifestaram diante do caso: “Respeito. Aqui é Brasil. Isso é Vasco. Essa é a nossa história”, disse outro jogador vascaíno. Assista ao momento abaixo:

Após o apito final, os atletas do Independiente se revoltaram contra a arbitragem. O conflito se instalou e foi necessária proteção policial. Os jogadores argentinos, então, passaram a discutir com torcedores e alguns atletas chegaram a arremessar objetos em direção às arquibancadas do estádio Homero Soldatelli, em Flores da Cunha, RS.

Momentos após o ocorrido, a conta oficial do Vasco no Twitter se manifestou, em apoio ao jogador. “A luta contra o racismo tem que ser implacável. É inacreditável, inaceitável e incabível esse tipo de coisa no esporte e na sociedade. Miranda, estamos contigo!”, lia-se. Muitos internautas também se mostraram indignados. Veja:

Lamentamos muito e declaramos aqui todo nosso apoio por Miranda. Estamos com você!