Fotojet (7)

William Ribeiro, jogador do São Paulo-RG chuta cabeça de árbitro, que fica desacordado em campo; Atleta é preso por tentativa de homicídio – Assista

Na noite dessa segunda-feira (4), uma partida entre Sport Clube São Paulo-RG e Guarani-VA, pela Série A2 do Campeonato Gaúcho, precisou ser interrompida após o jogador William Ribeiro agredir o árbitro Rodrigo Crivellaro com um chute na cabeça. A paralisação ocorreu aos 16 minutos do segundo tempo, quando o Guarani vencia por 1 a 0.

Registros do momento mostram Rodrigo caindo no chão e, em seguida, levando um chute de William. Rapidamente, os demais atletas em campo perceberam que o juíz estava inconsciente e pediram, aos gritos, a entrada da equipe médica no gramado para prestação de socorro. Crivellaro foi então atendido pela ambulância e levado para o Hospital São Sebastião Mártir, em Venâncio Aires. Assista:

Jogador é detido ainda em campo

William, por sua vez, foi detido pelas autoridades ainda em campo, e será autuado em flagrante por tentativa de homicídio qualificado. Em caso de condenação, a pena é de até 20 anos de prisão. A informação foi confirmada ao UOL Esporte pelo delegado Vinicius Lourenço de Assunção, da Polícia Civil de Venâncio Aires (RS).

“Decidi pela autuação em flagrante deste rapaz, pela tentativa de homicídio, uma vez que, na minha percepção, ele assume o risco de um resultado letal, assume o risco de matar alguém, chuta a cabeça de alguém que estava praticamente desfalecida. Por essa razão, ele vai ser autuado pelo artigo 121 – por um motivo fútil. Ficará detido no presídio local. Não cabe fiança. Vai ser conduzido e ficará à disposição da Justiça”, declarou Vinicius.

Continua depois da Publicidade

O delegado ainda deu detalhes da conversa que teve com a médica responsável pelo atendimento de Crivellaro, que segue hospitalizado: “Primeiro, ele teria recebido um soco no rosto, depois um chute na cabeça, que atingiu a nuca dele e o deixou inconsciente por vários minutos em campo. Ele foi removido pela ambulância e encaminhado para o hospital. Foi feita uma tomografia de crânio e um raio-X, exames protocolares, já que chegou imobilizado. A situação dele é que se aguarda o resultado dos exames. Segundo a médica, ele apresenta um discurso muito confuso e o risco que correu foi seríssimo, de lesões que poderiam ter sido fatais”.

Outro episódio de agressão

O caso acima, entretanto, não foi o primeiro de agressão cometido por William. Na web, internautas resgataram imagens de um episódio ocorrido em 2015, durante a copinha gaúcha. Na ocasião, o então representante do Farroupilha se envolveu em uma confusão e foi expulso da partida. Quando saía do campo, o jogador acertou um soco num zagueiro do time adversário, e acabou sendo retirado pela brigada militar. Relembre:

Sport Club, Federação Gaúcha e Guarani se manifestam

Nas redes, o Sport lamentou o episódio visto em campo, definindo-o como “um dos mais tristes da história” do clube. “Lamentável. Lamentável e, acima de tudo, revoltante. No exato dia em que toda a família rubro-verde reuniu-se para comemorar mais um aniversário – 113 anos de Sport Club São Paulo -, nosso Clube se deparou com um dos episódios mais tristes de sua história, uma fatídica cena que chocou todas as pessoas que amam não só o futebol gaúcho, mas todas aquelas que simplesmente amam o esporte de modo geral”, começou o texto.

Na sequência, veio um pedido de desculpas e um aviso de que William teve seu contrato rescindido: “Podem ter certeza, lamentamos e nos envergonhamos profundamente de todo o ocorrido, todos nós em absoluto, toda a nossa nação rubro-verde: Direção, torcida, demais jogadores, etc. Pedimos todas as desculpas do mundo ao profissional agredido e sua família, assim como pedimos ao público, de modo geral, pela cena lamentável vista hoje. O contrato com o atleta agressor está sumariamente rescindido. Ademais, todas as medidas possíveis e legais em relação ao fato serão tomadas”.

A Federação Gaúcha de Futebol (FGF) também lamentou o ocorrido durante a partida e e desejou uma pronta recuperação para o árbitro agredido. “A Federação Gaúcha de Futebol lamenta a agressão contra o árbitro Rodrigo Crivellaro, feita pelo jogador William Ribeiro, no jogo entre Guarani e Sport, no Estádio Edmundo Feix, pela 12ª rodada do Gauchão Série A2. A FGF deseja pronta recuperação a Rodrigo Crivellaro. O Tribunal de Justiça Desportiva – TJD-RS irá averiguar os fatos e tratar das respectivas sanções. A partida foi suspensa, e mais informações sobre a sua continuidade serão divulgadas em breve”, escreveu a entidade.

O Guarani, por sua vez, também se manifestou. “O Guarani de Venâncio Aires lamenta profundamente o fato ocorrido no jogo contra o São Paulo, válido pela Divisão de Acesso, quando o jogador William Ribeiro agrediu o árbitro Rodrigo Crivelaro. Após o acontecido, o Guarani está prestando todo o apoio para o árbitro, com atendimento imediato de ambulância e médico”, informou, o time, em comunicado publicado no Instagram.

“O Guarani de Venâncio Aires despreza quaisquer atos de violência, seja dentro ou fora dos gramados. Agora, todos torcemos para que a recuperação de Crivellaro seja a mais rápida possível. O clube prestará todo o apoio possível para o árbitro e a família”, continuou o post que, por fim, anunciou que o jogo do Guarani contra o Sport será retomado hoje (5), conforme decisão da Federação Gaúcha de Futebol.