Amanda Bynes

Amanda Bynes se manifesta pela primeira vez após fim da tutela de 9 anos, e revela planos para o futuro

A atriz está sob tutela da mãe desde agosto de 2013, quando foi internada em uma clínica psiquiátrica

Amanda Bynes falou pela primeira vez, após ter sua tutela encerrada nesta terça-feira (22). Em comunicado enviado com exclusividade para a revista People, além de agradecer aos fãs e familiares, a atriz — estrela de filmes como “Ela é o Cara” e “SOS do Amor” — contou o que pretende fazer a partir de agora. A mãe dela, Lynn Bynes, estava encarregada de cuidar da sua vida pessoal, carreira e patrimônio há quase nove anos.

“Após a decisão de hoje do juiz para rescindir minha tutela, gostaria de agradecer aos meus fãs por seu amor durante esse período. Eu também gostaria de agradecer ao meu advogado e meus pais pelo apoio nos últimos nove anos”, disse.

Ela continuou, revelando quais são seus novos planos: “Nos últimos anos, tenho trabalhado duro para melhorar minha saúde para que eu possa viver e trabalhar independentemente, e continuarei a priorizar meu bem-estar neste próximo capítulo. Estou animada com meus próximos projetos — incluindo minha linha de fragrância — e estamos ansiosos para compartilhar com vocês o quanto antes”.

A suspensão da tutela foi decidida em uma audiência em Los Angeles, e teve o apoio dos pais de Amanda. “Os pais estão felizes, entusiasmados para receberem essa boa notícia… Os profissionais dizem que ela está pronta para fazer suas próprias escolhas e decisões para a vida dela, e estão muito orgulhosos dela”, disse um representante dos familiares à NBC.

Continua depois da Publicidade

O advogado David Esquibias forneceu documentos, testes psiquiátricos e antidrogas para provar que a atriz estava em “plena saúde e sanidade mental, portanto, seria capaz de supervisionar o próprio dinheiro e propriedades”. No fim, o magistrado Roger Lund decidiu que “a tutela não é mais necessária ou exigida” no caso de Bynes.

Relembre o caso

Há cerca de um mês, Amanda Bynes apresentou documentos judiciais solicitando o encerramento de sua tutela. De acordo com o Page Six, ela levou a petição ao Tribunal Superior do Condado de Ventura, na Califórnia, em 24 de fevereiro. Um dia antes, a atriz ainda teria enviado uma “declaração de capacidade”, já que o estado exige registros atualizados sobre o estado mental, assinados por um médico, psicólogo ou praticante de cura religiosa.

Continua depois da Publicidade

Em 2013, a mãe da atriz recebeu a função de tutora, após Amanda ser hospitalizada em uma clínica psiquiátrica por ser acusada de iniciar um pequeno incêndio na garagem de um vizinho da família. Mais tarde, Lynn Bynes recebeu a tutela completa, ou seja, o controle total sobre assuntos médicos, pessoais e financeiros da filha. No ano seguinte, Amanda revelou através da redes sociais que foi “diagnosticada bipolar e maníaco-depressiva”.

Amanda Bynes e Channing Tatus estrelaram "Ela é o Cara". (Foto: Getty)
Amanda Bynes e Channing Tatus estrelaram “Ela é o Cara”. (Foto: Getty)

Ainda segundo o portal, além dos pais, a evolução de Amanda Bynes já tinha sido observada por pessoas próximas a ela. “O relacionamento dela com os pais é maravilhoso neste momento. A pandemia a fez realmente apreciar ainda mais os seus entes queridos. Quando finalmente se encontraram, puderam passar esse tempo de qualidade juntos e isso reforçou muito a ligação. Os pais estão muito orgulhosos dos progressos que ela teve”, disse um insider na ocasião.