Angelina Jolie descobre segredo de juiz de seu divórcio com Brad Pitt e pede troca de magistrado; saiba motivo

Angelina Jolie está preocupada com a possibilidade de que “algo desagradável” esteja acontecendo nos bastidores de seu divórcio com Brad Pitt. Segundo o Page Six, a advogada da atriz descobriu que o responsável pelo caso, o juiz John W. Ouderkirk, tem uma relação profissional e financeira contínua com os advogados de Pitt. Por isso, Jolie entrou com documentos no tribunal para que Oudekirk seja desqualificado do processo, alegando que esse vínculo geraria dúvidas sobre a capacidade do juiz de permanecer imparcial.

O ex-casal tem um “divórcio bifurcado”, o que significa que estão legalmente divorciados desde 2019, mas ainda precisam decidir a custódia dos filhos e todas as questões financeiras. Para isso, eles contrataram um juiz particular para que pudessem manter em segredo de Justiça dados pessoais e financeiros.

Assim, os documentos, protocolados no Tribunal Superior de Los Angeles, afirmam que há “questões que o juiz Ouderkirk não revelou até que a advogada [de Jolie] conduziu sua própria investigação sobre divulgações ausentes”, o que “deixou [Jolie] sem um … [entendimento] da relação profissional entre o juiz e os advogados [de Pitt]”.

Angelina Jolie e Brad Pitt botaram um ponto final no seu casamento em setembro de 2016. (Foto: Getty)

A equipe jurídica da estrela afirmou que “estava oculto o fato de que o relacionamento do juiz Ouderkirk com os advogados do Reclamado havia continuado e se expandido em 2020”. Acredita-se que o juiz tenha trabalhado em vários casos para os advogados do ator, que não foram revelados previamente.

No entanto, “ninguém pensou em avisar [Jolie]. Em vez disso, era um pequeno segredo entre o juiz Ouderkirk e os advogados [de Pitt]”. E, “como geralmente é verdade, o acobertamento (ou acobertamento percebido) deixa claro a preocupação de que algo desagradável está acontecendo”, afirmam os documentos do tribunal.

Desse modo, é argumentado que a falha do juiz particular em divulgar relações financeiras e profissionais em curso com os advogados do réu,“cria, pelo menos, uma dúvida sobre a imparcialidade”. A equipe de Jolie exige a desqualificação do juiz, alegando que este “seja o remédio necessário”. Ouderkirk tem 10 dias para responder ao pedido, que foi enviado em 7 de agosto.

Angelina Jolie e filhos durante première. (Foto: Monica Schipper/Getty Images for Netflix)

Uma fonte da publicação disse que a atriz não está tentando atrasar o processo: Na verdade, os documentos do tribunal afirmam que ela deseja que este problema com o juiz seja resolvido para que não haja mais atrasos [na decisão de custódia e questões financeiras, como pensão alimentícia]”.

Brad Pitt e Angelina Jolie ficaram juntos por 12 anos, até a separação, em 2016. Os dois são pais de Maddox, de 19 anos, Pax, de 16, Zahara, de 15, Shiloh, de 14, e dos gêmeos Vivienne e Knox, de 12.