Anitta abre o coração sobre depressão após cirurgias plásticas e relembra momento que “mereceu ser cancelada”: “Falei um tanto de m*rda, mas aprendi muito”

Além de ter muita música boa e programações diferenciadas, as lives têm dado uma oportunidade única para os artistas mostrarem um lado que vai muito além da fama e dos holofotes. Nesta segunda-feira (20), a cantora Anitta participou de uma transmissão ao vivo no perfil do apresentador Fábio Porchat e teve uma conversa bem franca a respeito de alguns momentos da sua vida que sofreu com a depressão.

No bate-papo, o ator e apresentador comentou sobre a “cultura do cancelamento” na web e como isso influenciaria a artista. “A gente viver um momento que você não pode errar um momento que vai ser cancelado”, brincou Porchat. “A internet tá babado! 10 anos de carreira e eu já fui cancelada umas 700 vezes e em 600 eu não tinha feito p*rra nenhuma pra ser cancelada. Mas paciência também, tá tudo certo, já tô acostumada. Sou expert”, falou a poderosa.

Anitta então lembrou a primeira vez que foi “cancelada” e contou que, nesta época, entrou em depressão. “Foi um cancelamento que eu mereci. Foi o caso da latinha, que eu falei um tanto de m*rda e aprendi muito, graças a Deus. Eu lembro que fiquei muito mal, mas que foi importante para o meu crescimento”, revelou, referindo-se ao vídeo viralizado em 2013. Na filmagem, a artista criticou um rapaz que jogou uma lata na direção dela durante apresentação, chamando a postura de “coisa de pobre”.

A carioca seguiu seu relato e contou que a segunda vez que teve uma ‘recaída’ com a depressão, aconteceu logo depois que ela apareceu no “Domingão do Faustão” para receber um prêmio com os curativos das cirurgias plásticas que tinha feito recentemente. “As pessoas não estavam acostumadas a ver a galera se ‘plastificar’ e falar ‘É isso aí, mudei minha cara inteira’! Eu fiz isso e quando ligava a TV, todos os programas desses da tarde eram falando mal de mim. Falando coisas horríveis. Eu fiquei muito depressiva nesta época. Eu fiquei muito mal”, relembrou.

A estrela também se abriu sobre os momentos em que decide falar sobre assuntos delicados na internet. “Em alguns momentos eu chamo minha equipe e falo ‘Olha, eu gostaria muito de me meter nessa confusão aqui pra tentar fazer que as pessoas pensem da maneira x ou y’. Aí eles me guiam, falam ‘Você vai sofrer aqui, aqui e aqui’ e eu falo ‘Ok, eu tô disposta’. Eu acho importante também você causar nesse sentido”, refletiu.

“Gosto de mostrar para o público que o ser humano tem… Eu não gosto de ser refém das pessoas sempre me amarem, porque daí eu sinto muito medo de errar algum dia na minha vida. Eu gosto de ser humana pras pessoas”, refletiu. A empresária também explicou sobre o cuidado de sempre conversar com as pessoas que trabalham com ela antes de se posicionar sobre algo.

A relação próxima com os profissionais do seu ‘time’ ajuda justamente na prevenção de ‘cancelamentos’ que possam afetar sua carreira. “São coisas que passam. A gente brinca falando ‘É só reiniciar! Cancelou, reinicia que carrega de novo’. Vai ser sempre um momento de crisezinha aparentemente, que não reverbera na vida real. Reverbera muito na internet. Você vive esse momento… Mas eu falo com minha equipe inteira [antes de publicar algo nas redes sociais]”, disse.

Anitta se abriu sobre depressão com Fábio Porchat em live. Foto: Reprodução/Instagram

A cobrança do público para a cantora se posicionar, inclusive, não é mais uma questão na sua vida. “Cara, hoje em dia, eu me posiciono sobre o que eu estiver afim. Eu só procuro a maneira certa de fazer”, garantiu. Anitta ainda disse o que a incentiva para falar sobre certas pautas delicadas. “Quando eu trago essas polêmicas, acaba saindo em vários sites e popularizando uma informação que às vezes não está tão popularizada assim”, argumentou.

E por falar em polêmicas, a mais recente que a estrela se envolveu foi relacionada ao “BBB 20”, quando pediu votos para Mari Gonzalez e Babu Santana permanecerem no programa em troca de uma live para os fãs. “Eu acho que cada um tem direito de sua opinião, desde que respeite a do outro. Inclusive, não tenho nada contra a Manu. Torci pela Mari porque tenho alguns amigos que me pediram”, esclareceu. “A questão da live foi uma brincadeira, eu já tinha até mostrado ontem os equipamentos que eu comprei [pra fazer a transmissão sem ajuda de uma equipe]”, encerrou o assunto.