Anitta rebate críticas de apropriação cultural em novo clipe e mostra fotos comprovando que seus cabelos são cacheados: “Vocês nunca estão satisfeitos!”

Já diria o hino pop de Taylor Swift, “haters gonna hate, hate, hate…” Porém, nossa diva Anitta está zero disposta a levar desaforo para casa. Nesta quarta-feira (10), a artista perdeu a paciência ao ler diversos comentários maldosos de internautas que julgavam sua aparência física e o seu trabalho. Mais que depressa, ela escreveu um textão e rebateu com classe todas as críticas. E tá errada?! Num tá!

Tudo começou com a divulgação exclusiva do teaser do clipe de “Muito Calor”, parceria da cantora gravada com o astro porto-riquenho Ozuna, nas redes sociais aqui do hugogloss.com. No vídeo, além de Anitta aparecer na laje de uma casa na favela com os cabelos cacheados, a produção mostra rapidamente algumas outras locações que foram usadas no trabalho.

Logo em seguida, diversos seguidores se manifestaram criticando o visual de Anitta, que há algum tempo é acusada de apropriação cultural ao usar as madeixas com mais cachos em trabalhos que fazem referência às suas origens na favela. “Negra legítima, Wakanda está em festa“, debochou um dos perfis.

Foto: Reprodução/Instagram.

Já outra internauta acusou a cantora de “transformar” suas características para ficarem semelhantes aos das pessoas afrodescendentes. “Ih ó, ficou negra de novo. Anira nem esconde que todo clipe em favela ela tem que se apropriar. Sinceramente, é ridículo. Todos os clipes são iguais, esse looping começou em ‘Vai malandra’ e até hoje parecem todos a mesma coisa“, escreveu.

Foto: Reprodução/Instagram

Outros seguidores acharam ruim que o videoclipe havia sido gravado na favela. De acordo com a linha de pensamento de alguns deles, Anitta estaria explorando esses locais em todos seus trabalhos e, que, ao mostrar essas áreas consequentemente a imagem do país se resumiria apenas a isso. “Por que todo clipe com Anitta tem que ser em favela?! É só essa a visão que os gringos tem do Brasil?“, escreveu uma jovem. “Vai malandra parte 3? Amo o trabalho dela, mas os clipes são uma extensão dos outros…“, sugeriu uma internauta.

Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram.

A repercussão agressiva incomodou a estrela e ela resolveu explicar alguns pontos que foram levantados pelos haters no post, inclusive o fato dela estar cantando com outro artista internacional. “Meu Deus. Que loucura! 1. “Onda diferente” é um hit. O clipe foi gravado em Los Angeles. Cantado em português. Tem feat brasileiro e feat gringo importantíssimo. Estão começando a ouvir fora do Brasil mesmo sendo em português“, argumentou.

2. O único videoclipe MEU gravado em uma favela se chama “Vai Malandra”. Os demais são clipes onde eu fui CONVIDADA como feat assim como esse. 3. O clipe mostra diversos pontos do Rio de Janeiro que o diretor gostou. Dentre eles: escadas da Lapa, pão de açúcar, Cristo, praias etc… 4. Quando eu era criança meu cabelo era mais enrolado que esse do vídeo. Eu que meti produto na adolescência e ele mudou pra sempre. 5. Vocês nunca estão satisfeitos“, finalizou.

Foto: Reprodução/Instagram.

Anitta ficou tão chateada com a avalanche de acusações relacionadas ao seu cabelo, que ela resgatou diversos registros pessoais antigos e postou nos seus stories. Nas fotos, é possível ver a pequena Anitta, quando era somente Larissa de Macedo Machado, com os cabelos naturais beeem cacheados.

Foto: Reprodução/Instagram @anitta via stories
Foto: Reprodução/Instagram @anitta via stories
Foto: Reprodução/Instagram @anitta via stories

O fato é que já estamos mais que ansiosos para essa parceria de Ozuna com Anitta. O hit é certo, mores!!!