Anne Hathaway relembra comentários sobre seu corpo em Hollywood aos 16 anos: “Claro que significava perder peso”

A gente percebe como Hollywood ainda segue um padrão de estética perfeito quando diziam que Anne Hathaway precisava emagrecer para os filmes e séries. Pois é! A diva é a capa da revista “Allure” de setembro e desabafou sobre as coisas que ouvia sobre seu corpo quando ainda era adolescente.

“Aos 16 anos era tipo ‘Parabéns, você conseguiu o papel. Eu não estou dizendo que você precisa perder peso, estou apenas dizendo para não ganhar peso’. O que obviamente significa que você precisa perder peso”, relembrou Anne. Nessa época, ela tinha acabado de conseguir o papel de Meghan Green na série “Get Real” e, dois anos depois, ela se tornaria nossa Mia Thermopolis em “O Diário da Princesa”.

A atriz contou que atualmente, entretanto, já vê melhoras na indústria. “20 anos depois eu tive a Ane Crabtree (designer de figurinos para o filme ‘The Last Thing He Wanted’) me perguntando como fica meu corpo durante a minha lua – que eu percebi que significava minha menstruação – para que ela pudesse fazer ajustes para mim”, explicou. “Foi uma coisa linda.”

Anne Hathaway relembrou as conversas que tinha em Hollywood aos 16 anos (Foto: Getty)

Hathaway, no entanto, não quis aplaudir muito a indústria. “Eu tomo cuidado nos meus elogios de como Hollywood está mudando. Tem muito mais inclusão de corpos diferentes, o que é ótimo, mas a coisa magra definitivamente ainda está centralizada na expectativa ‘normal'”, reforçou.

Não só em relação ao corpo, Anne também vê um progresso na situação das mulheres. “Tem mais nuances e é mais interessante. Isso permitiu personagens e histórias mais interessantes. Agora a grande questão é se as audiências estão apreciando isso. Se não tiver apoio não vai continuar. Vai voltar a ser como era antes e as pessoas vão dizer: ‘Ok, não funcionou'”, alertou a atriz.

Na entrevista, a musa ainda falou sobre a vida dupla de atuar e cantar. “Minha família cantava constantemente. Eu não sabia que isso não era normal até a sétima série. Um dia uma amiga sentou comigo e disse ‘Eu preciso conversar com você sobre toda a cantoria'”, relatou Hathaway. “Acho que não tem jeito melhor de expressar alegria numa performance. As forças de cantar e dançar te abrem para uma vulnerabilidade. Acho que ninguém espera que eu ganhe um Grammy ou algo assim, então eu mantenho minhas expectativas realistas e faço meu melhor.”

E ela arrasa de todos os jeitos, né?