Após brigas, Kanye West afirma que vai ajudar Taylor Swift em batalha por direitos de músicas antigas: “Vou ver isso pessoalmente” — entenda!

Nos últimos tempos, Kanye West tem dado o que falar com seus tuítes inesperados. Após ter postado um vídeo fazendo xixi em um troféu do “Grammy”, o rapper falou nesta sexta (18) que gostaria de ajudar Taylor Swift a conquistar os direitos por suas músicas, na briga com Scooter Braun. Além disso, o artista até mesmo brincou com outro antigo desafeto seu: Drake.

Apesar do histórico delicado de desentendimentos com Taylor Swift na última década, Kanye alegou hoje que pretendia ajudá-la a resolver sua situação com Scooter – que adquiriu todo o catálogo de antigas músicas da cantora. “Eu vou pessoalmente ver isso para que a Taylor Swift consiga seus direitos à música de volta. Scooter [Braun] é um amigo próximo da família”, escreveu ele. Olha só:

Kanye West prometeu resolver a situação de Taylor Swift com Scooter Braun. (Foto: Reprodução/Twitter)

Na sequência, Kanye continuou afirmando que pretende “levar toda a indústria da música ao século XXI”. Foi então que West citou o nome de Drake, com quem já se desentendeu publicamente algumas vezes, pelas redes sociais. “Nós vamos mudar com transparência cada acordo de álbum, de publicação, de merchandising, de turnês, exceto pelos acordos de Drake. É brincadeira… Eu amo o Drake também… Todos os artistas devem ser livres”, escreveu.

Kanye West ainda brincou ao citar o nome de Drake em outro tuíte. (Foto: Reprodução/Twitter)

Continua depois da Publicidade

Taylor Swift x Scooter Braun

Por conta da venda da Big Machine Records (antiga gravadora de Taylor Swift), agora é Scooter Braun quem detém os direitos das gravações originais da cantora e é ele a pessoa que pode aprovar ou não suas aparições em filmes ou séries, lucrando unicamente com isso. No entanto, Taylor pretende recuperar o controle de suas próprias músicas. Para tanto, a estrela já revelou que planeja regravar seus seis primeiros álbuns, mas, por contrato, só pode fazer isso a partir de novembro deste ano.

A tensão entre Scooter Braun e Taylor Swift já vem de anos (Foto: Getty)

Na época, Taylor Swift escreveu um longo texto em seu Tumblr oficial sobre como estava “triste e enojada” com o acordo. No desabafo, a artista falou sobre como teria sido vítima de bullying tanto por Scooter, quanto por Justin Bieber, Kanye West e Kim Kardashian, quando o rapper viveu a polêmica da música “Famous”, na qual declara: “Eu sinto que eu e a Taylor ainda vamos transar. Por quê? Eu fiz aquela v*dia famosa”.

Saiba mais detalhes dessa história, clicando aqui.

Publicações de Kanye West detonando indústria musical

Dias atrás, em uma série de publicações, Kanye West divulgou todas as páginas de seu contrato com a Universal Music, lamentou não ser o dono de suas próprias músicas e, então, divulgou um vídeo fazendo xixi em um de seus Grammys. No registro, o gramofone da premiação aparece dentro da privada com a tampa aberta. Então, é possível ver um líquido caindo sobre o troféu, o que sugere a atitude do rapper. “Confiem em mim… EU NÃO VOU PARAR”, declarou. Confira:

Desde mais cedo, o cantor já vinha se queixando na rede social por conta de suas músicas. “Eu sei que muitos músicos não podem dizer alguma coisa, mas eu não posso ser mutado ou cancelado, então eu vou dizer tudo como sempre”, iniciou o marido de Kim Kardashian. “A gente se acostumou a não ganhar o que merece. Eles permitem com que a gente tenha um pouco de dinheiro das turnês, nos dão umas correntes douradas, álcool, garotas e números falsos que alimentam nossos egos, mas nós não somos donos dos originais de nossas próprias músicas”, refletiu West sobre a relação com as gravadoras.

Continua depois da Publicidade

“Nós estamos apoiando os filhos de outras pessoas. Nós podemos passar nossa vida inteira na indústria musical, mas nossos filhos terão que trabalhar para outras empresas quando crescerem”, lamentou o rapper. “Meus filhos serão os donos das minhas próprias músicas. Não os seus filhos, os meus filhos”, acrescentou.

Junto com Kim Kardashian, Kanye é pai de North, Saint, Chicago e Psalm (Foto: Reprodução/Instagram)

 

Ele, então, pediu orações de seus seguidores e deu a entender que já está tentando negociar a compra das canções com a gravadora há algum tempo. “Eu sou uma das pessoas mais famosas do planeta e a Universal [Music] não me diz quanto valem meus originais porque eles sabem que eu posso pagar. Vidas negras importam”, afirmou Kanye.

Continua depois da Publicidade

West aproveitou para mandar um recado direto para as empresas com as quais trabalha. “Por favor, entendam que eu vou fazer tudo ao meu alcance legal e usar minha voz até que os contratos de todos os artistas sejam mudados, começando com dar as minhas músicas para os meus filhos. Eu não vou parar. Eu prometo para vocês. Eu sou mesquinho e levo as coisas para o pessoal”, declarou.

Kanye West fez uma série de publicações que deram o que falar. (Foto: Getty)

Ele, então, publicou página por página de todos seus contratos com a Universal Music. “Eu preciso que todo advogado no mundo olhe isso”, pediu. “Aqui está. Esta é a aparência do acordo do Kanye West hoje. Eu rezo em nome de Jesus para que não esteja assim amanhã”, declarou. O músico ainda disse que perdoava todos na indústria musical que estivessem “envolvidos com a escravidão dos dias atuais”.

Continua depois da Publicidade

“Esse momento vai mudar a indústria musical definitivamente. Eu me sinto tão humilde e abençoado por Deus me colocar numa posição forte o suficiente para fazer isso. Todos continuem rezando, está funcionando. Eu estou de joelhos”, declarou o rapper.

Foi neste momento que ele pediu a ajuda de outros artistas para endossar sua ideia, mencionando, inclusive, Taylor Swift. “Bono [Vox], você pode retuitar? Paul [McCartney], eu te amo, você pode retuitar? Amo você, Drake, Kendrick [Lamar], até a Taylor. Nós precisamos de vocês agora”, escreveu Kanye. Confira a sequência: