Após críticas por clipe quente com Luísa Sonza, Vitão aponta machismo e rebate: “Inventam que ela traiu o marido comigo”

Nos últimos dias, Vitão e Luísa Sonza têm sido alvo de uma série de críticas após o clipe de “Flores”, sua nova parceria. Para alguns, as cenas quentes da dupla no vídeo não caíram bem, por conta do divórcio da cantora com Whindersson Nunes. Sobre isso, Vitão abriu o jogo em entrevista ao UOL, divulgada hoje (18).

“Não é o primeiro clipe com teor sexual no Brasil. Mas por ser uma mulher recém-divorciada, acham que ela deve respeito ao ex-marido”, opinou Vitão sobre a rejeição ao clipe. Toda essa questão ainda fez com que muitos acreditassem que Luísa teria sido infiel a Whindersson: “Inventam que ela traiu o marido dela comigo”.

Em “Flores”, Luísa Sonza e Vitão apareceram num clima quente – mas foram cercados de críticas por isso. (Foto: Reprodução/YouTube)

Vitão também declarou sua admiração pelo humorista, ao avaliar a polêmica. “Está relacionado ao fato de ela ter sido uma mulher casada com outro artista brasileiro, um cara que eu admiro muito, se separado e feito um clipe sensual com outro artista”, justificou ele sobre o ódio recebido por internautas, que fizeram o vídeo ter mais de 4 milhões de deslikes em apenas sete dias.

O artista paulistano percebe uma questão machista em torno das críticas disparadas a Sonza. “Quem conhece a Luísa sabe que ela sofreu muitos ataques desde sempre. É sobre a questão da liberdade feminina de fazer o que quiser. As pessoas daqui têm uma mente bizarramente atrasada. A quantidade de xingamentos destinados a Luísa é muito triste”, pontuou Vitão, que ainda analisou: “O motivo do nosso clipe ser o com mais deslikes da história do Brasil é algo que deixa claro como é o Brasil e o que as pessoas daqui pensam”.

Extremo oposto com Anitta

Vitão observou a situação contrária com o clipe de “Complicado” com Anitta, quando era ele quem tinha terminado uma relação. “O que aconteceu comigo e com a Anitta no clipe foi a mesma coisa que aconteceu comigo e com a Luísa. Eu tinha acabado de sair de um relacionamento e fiz o clipe sensual com a Anitta. Todo mundo me aplaudiu. Sou homem e ninguém ligou. Eu vivi na pele esse outro extremo da questão”, recordou.

Sobre esse julgamento do público, o artista afirmou que “é a parte mais triste”. “Ver isso acontecer com duas músicas minhas, projetos meus que fiz em parceria com mulheres poderosíssimas que admiro. Como homens têm liberdade para tudo e mulheres são xingadas pelo mesmo”, refletiu. “O Brasil ficou comovido demais pela Luísa ter terminado o relacionamento. E o clipe com a Anitta foi até mais quente do que esse!”, completou o cantor.

Quanto à Luísa, Vitão explicou que a parceira na música está muito bem, obrigado. Agora, eles apenas comemoram pela repercussão do seu trabalho. “A Luísa está ótima, é uma mulher evoluída que, assim como eu, sabe como nosso país funciona e sabe que isso vem de gente muito ignorante. Não podemos nos abalar. Só acabam dando mais views para o clipe”, comentou ele, que acredita ser possível mudar a cabeça de quem “pensa dessa forma terrível e nojenta”.

Para ele, tudo isso representa o contexto atual do Brasil. “A gente está vivendo um momento terrível no nosso país, que está sendo muito mal dirigido. A desigualdade é gigantesca, as questões raciais, do machismo, ainda são pautas muito importantes. Essa reação ao clipe de ‘Flores’ mostra o porquê do nosso país estar assim. Explica por que a pessoa que governa o país está lá no poder”, palpitou Vitão.

Em 2019, Vitão e Luísa Sonza já haviam feito o clipe de “Bomba Relógio”, também atuando num clima íntimo. (Foto: Reprodução/YouTube)

Mesmo assim, ele disse preferir não se manifestar tanto politicamente pelas redes sociais. “Quando você se manifesta demais na internet, por qualquer posição que seja, você afasta muita gente e reforça essa polarização”, analisou. Para conferir a entrevista de Vitão na íntegra, clique aqui.