Após dez dias desaparecida, Marina Joyce é encontrada ‘segura e bem’, confirma polícia britânica; Namorado se pronuncia

Que susto! O Twitter bem que queria ter um novo mistério para resolver, mas o caso 2.0 de Marina Joyce não durou muito tempo. Um dia após a entidade ‘Missing People’ divulgar que ela estava desaparecida, a polícia britânica confirmou que a youtuber foi encontrada na manhã deste sábado (10).

Através do Twitter, o departamento de polícia de Haringey, em Londres, noticiou a novidade. “Nós pedimos ajuda para localizar Marina Joyce, 22, reportada como desaparecida em Haringey – ela foi localizada e está segura e bem. Obrigado pelos seus RTs”, afirmou a conta da autoridade.

A associação ‘Missing People’, que divulgou seu desaparecimento, também confirmou a solução do caso, apesar de não ter dado mais detalhes. “Nós estamos felizes em confirmar que Marina foi encontrada. Nossa linha de ajuda continua 24 horas por dia, para qualquer um afetado por um desaparecimento”, eles tuitaram.

Na noite de sexta, o namorado da youtuber, Brandon Mehmed, já havia pedido calma para todas as pessoas preocupadas, falando que ela estava bem através de um post no Instagram. “Este é um post temporário para mandar uma mensagem para todos preocupados com a Marina. Tudo está sendo lidado de uma maneira profissional. Por favor não se preocupem porque ela está segura e bem (vocês têm minha palavra). Também, para todo mundo acha que eu estou agindo de forma ‘suspeita’, vocês estão desinformados e não me conhecem”, alertou o menino.

Anteriormente, ele havia levantado essas “suspeitas” após responder “cale a boca” para uma pessoa que tuitou “Vocês podem checar novamente se ela está desaparecida? Marina é uma youtuber popular com uma história de pessoas achando que ela está em perigo e eu acho que isso pode ser um engano”. Assim como a youtuber, Brandon também estava longe das redes sociais desde junho.

Marina Joyce ainda não anunciou pessoalmente seu retorno, mas a hashtag “#SaveMarinaJoyce2” continua nos trending topics do Twitter e levantou várias reações da internet. “Poxa, essa segunda temporada do #SaveMarinaJoyce2 foi muito rápida bixo, mal deu para renovar os memes, poxa Marina não dava para ficar desaparecida por mais alguns dias”, brincou um internauta.

“Eu agora // eu em 2022 voltando a ser trouxa quando tiver a 3°temporada #SaveMarinaJoyce2”, tuitou uma fã, ao lado de imagens hilárias – veja abaixo. “Marina já foi achada galera até 2022 para a 3ª temporada #SaveMarinaJoyce2”, completou outro seguidor.

“Já vieram falar que ela foi encontrada? Sim! Eu acredito? NÃO! Seria muita “coincidência” ela estar desaparecida por 9 dias e com horas de movimentação no twitter ela tenha aparecido. Isso me cheira a mentira. Tão acobertando os sequestradores. #SaveMarinaJoyce2″, suspeitou uma usuária do Twitter. “Eu: Só acredito que a Marina tá bem quando sair nota oficial que ela foi achada! *Saí a nota* Eu: Não acredito”, concordou outra.

Entenda o caso

Nessa sexta-feira (9), uma organização britânica voltada para dar suporte aos familiares de desaparecidos divulgou que ninguém tinha notícias de Marina Joyce desde o dia 31 de julho. Nas redes sociais, como tudo ligado ao nome da influenciadora, o caso ganhou grande repercussão e dividiu a opinião do público sobre a verdade por trás do sumiço.

A entidade Missing People publicou em sua conta no Twitter um post que dava o alerta sobre o sumiço, e pedia mais informações de pessoas que poderiam saber do seu paradeiro. No link, que direciona para o site oficial do grupo, a organização revela que Marina desapareceu no distrito de Haringey, em Londres. “Marina, estamos aqui para você quando quiser. Podemos ouvir, falar com você sobre a ajuda que você precisa, passar uma mensagem para você e ajudá-la a estar segura. Ligue. Envie mensagem. A qualquer momento“, escreveram no arquivo, para o caso da youtuber visualizar o alerta.

https://twitter.com/missingpeople/status/1159902264267628544

O nome de Marina Joyce ficou popular no Brasil no ano de 2016, quando foi criada diversas teorias de que ela teria sido sequestrada. A youtuber postou um vídeo divulgando um vestido e o público percebeu que o comportamento não parecia estar de acordo com o de uma pessoa normal. O caso despertou tanto interesse dos internautas, que eles pesquisaram cada detalhe da gravação, chegando a identificar um possível momento em que a jovem sussurrava “Help me” (que em português significa “Me ajude”). A repercussão foi tamanha que as autoridades chegaram a ir na casa da influenciadora e concluíram que não havia nada de errado e ela estava bem. E, de fato, estava.