Fotojet (66)

A Fazenda 13: Duda Reis reage a comportamento de Nego do Borel em festa: “Ele é isso, explosivo e instável”

Duda Reis voltou a comentar sobre a participação polêmica de seu ex-noivo Nego do Borel em “A Fazenda 13“. Ontem (17), a atriz gravou um vídeo reagindo a uma conversa de Dayane Mello chamando o cantor de “pobre coitado” por ter sido acusado de agressões físicas por três ex-namoradas, incluindo a própria Duda. Já neste sábado (18), a jovem comentou o comportamento do peão dentro da baia e as acusações de assédio que têm sido feitas na web contra ele, após o participante tentar beijar Dayane, mesmo depois dela ter dito que não queria.

No Twitter, a atriz criticou mais uma vez a Record TV por ter incluído Nego do Borel no reality show, e principalmente pelo fato de grande parte das cenas do peão descontrolado dentro da baia não terem sido exibidas ao vivo no Playplus TV. “Que pena cortar as câmeras e não mostrar de fato até onde o participante consegue ir nos picos de agressividade e o que o mesmo consegue fazer. Só comprova o fato de que o trabalho principal da emissora é limpar a imagem de um agressor, coisa que a mesma tem feito há anos. Sem contar com o episódio de assédio que aconteceu essa noite. Não é não! Já vivi muito isso com ele, já fui muito forçada (com força bruta mesmo) a fazer coisas que eu insistentemente falava que ‘não'”, lembrou.

“Ver uma mulher num estado aonde ela não está respondendo mais por si só e ver um homem a forçando a fazer coisas mesmo depois de ouvir diversos ‘não’, é muito doloroso. Ver também a emissora passando pano para isso, é pior ainda”, lamentou. Em seguida, Reis avaliou a atitude de Nego do Borel em falar de forma pejorativa sobre Dayane Mello. “Depois que ele é negado, ele fala do físico da mulher… essa tática é muito comum, pois depois a mulher sente necessidade de um elogio do agressor. Vira um ciclo vicioso”, explicou.

Continua depois da Publicidade

Duda Reis lamentou novamente a “oportunidade perdida” das pessoas finalmente verem como Nego se comporta durante um acesso de fúria, algo que ela alega ter vivido no passado. “O que mais me chateia, foi a Record ter cortado o surto de agressividade. Quando era comigo, ele dizia que estava quebrando a casa para não me quebrar. Vocês tiveram um leve spoiler (cortado) de um MINI surto do agressor. Imaginem os grandes surtos? Já os grandes eram em mim mesmo, no meu corpo. Assim como fez com outras 2 ex-namoradas diferentes. Todas morriam de medo do mesmo, ele é isso mesmo, explosivo e instável”, desabafou.

“Record, você vai se pronunciar sobre o assédio pelo menos? E também sobre o comportamento de quebrar as coisas ao ser negado? Porque pelo que eu já vi, as agressões para com as mulheres não fazem importância para vocês”, alfinetou a atriz. Lembrando que, como todo o ocorrido foi na madrugada, ainda há chances da emissora exibir tudo que aconteceu na edição de hoje do programa, que deve ir ao ar por volta das 22h45. “Imaginem se esse balde batesse com aquela força na cabeça de algum participante? A tragédia que seria… Também imaginem o que não rolou depois dos cortes, lamentável. Agressão, medo e coação não são entretenimento!”, afirmou Duda, referindo-se ao pequeno trecho de Nego do Borel que veio à tona.

Duda Reis reage aos posicionamentos da equipe de Nego do Borel

No vídeo publicado em suas redes sociais ontem, Duda Reis atualizou o público sobre o andamento das denúncias que fez contra o ex-noivo, e revelou que Nego do Borel havia sido indiciado. A equipe jurídica do cantor publicou uma nota rebatendo a artista de certa forma. “Diante dos recentes fatos que estão sendo postados sobre o indiciamento do cantor, que ele foi indiciado por lesão corporal devido a perturbações psíquicas, segundo a autoridade policial, e não por agressão física, como a primeira vista parece”, explicaram em um trecho.

Continua depois da Publicidade

A atriz respondeu: “O Sr. Leno Maycon, foi SIM indiciado por agressão, lesão corporal e por causar na vítima danos psíquicos gravíssimos. O processo e as outras denúncias seguem rolando, tais como: estupro de vulnerável (o que de fato aconteceu inúmeras vezes), ameaças (ouvi ameaças de morte durante o relacionamento inteiro)”.

No comunicado, os advogados do cantor ressaltaram que ele não foi indiciado por outras várias acusações. “A delegada não encontrou provas que justificassem o indiciamento do Leno por nenhum outro crime (devemos lembrar que sua ex-companheira acusou o Leno de estupro, de ameaças, de agressões físicas, de ter um fuzil em casa, de guardar alta quantia em dinheiro, de ter lhe passado HPV, dentre outras coisas, e tudo isso careceu de qualquer indício probatório)”, recordaram.

Mais uma vez, Duda Reis respondeu diretamente ao que foi dito pelos profissionais. “Eu não o denunciei por ter um fuzil em casa, eu narrei o que eu VI! Inclusive, curioso a polícia ter ido procurar o fuzil depois de mais de uma semana, né? A gente consegue remover tantas coisas em uma semana… E para finalizar, a transmissão de HPV que, de fato, aconteceu. Na época, o agressor não mostrou os exames corretos, ele postou um exame de sangue! O exame para diagnosticar uma IST como o HPV, é feito diretamente no pênis do homem, o qual ele se recusou a fazer”, afirmou.

Continua depois da Publicidade

“Sobre a IST, estou curada! Infelizmente vazaram o meu B.O. na delegacia, o que só serviu para me ridicularizar e para me revitimizar. E uma informação de utilidade pública: é MUITO mais difícil detectar HPV no homem, do que na mulher. A mulher, geralmente, desenvolve câncer no colo do útero. E como se já não bastasse o homem trair sua companheira, ele não tem a responsabilidade de encapar o seu órgão sexual. Prova disso, é que é sabido que o agressor não usa e nunca usou preservativo (existem áudios que se tornaram públicos comprovando tal fato)”, argumentou.

Neste sábado, a equipe de Nego do Borel também se manifestou a respeitos das cenas vistas em “A Fazenda”, alegando que o participante estava sendo atacado sem provas, destacando ainda que estamos no mês que tenta conscientizar sobre a saúde mental. Na publicação, eles também optaram por incluir um vídeo do peão chorando escondido dentro da casa.

“A equipe do cantor, foi extremamente infeliz no seu comunicado. Além de não contarem com a verdade. Encorajo a equipe do próprio a postar os vídeos de extrema agressividade do ‘artista’ que eles representam. Seria de bom tom mostrar o comportamento agressivo ao chutar portas e jogar um balde usando de extrema força na direção de uma mulher (mais uma, né?). Também acho que seria interessante a equipe postar o vídeo, no qual o cliente coloca a mão no seio da mulher (que estava completamente fora de si devido a bebida) e que ela retira a mão do mesmo”, compartilhou Duda Reis no Twitter.

Continua depois da Publicidade

A atriz ainda se solidarizou com outras mulheres, que de alguma forma estão sendo obrigadas a reviver feridas de agressões com o comportamento de Nego do Borel no reality show. “Lamento muito por comportamentos machistas como esses, lamento por pessoas seguirem ainda agressores, lamento por agressores terem ‘fãs’ e lamento, por termos que nos provar a cada segundo. Essa luta tem sido muito dolorosa, mas fico um pouco mais aliviada de ver que o ‘bom moço’ está mostrando um pedacinho do que realmente é. Porque confiem em mim, é muito pior! Se fez isso com câmeras 24 horas, imaginem o que não fez em casa com suas respectivas namoradas… Caso tenham dúvidas, perguntem para mim e para as outras mulheres que denunciaram”, desafiou.

“Meu intuito não é ‘lacrar’, meu intuito é contar o que eu VIVI, o que me gerou traumas, medos, receios e o que marcou minha ALMA. Meu maior objetivo é encorajar as mulheres e dizer que elas não estão sozinhas. Vocês não estão! Por fim, é importante deixar claro, que apesar da equipe dele tentar desqualificar a violência psicológica como ‘menos grave’ do que qualquer outra violência, a violência psicológica causa danos irreversíveis a vítima. E é um tema SEMPRE a ser pautado e escutado!”, disse Duda Reis. A atriz encerrou o desabafo compartilhando um trecho da decisão das autoridades indiciando Nego do Borel por lesão corporal.