Acusado de agressão, Johnny Depp é processado por integrante da equipe de “City of Lies”

O ator Johnny Depp está, mais uma vez, indo aos tribunais. Dessa vez, o motivo não envolve nenhuma ex, mas sim um membro da equipe do filme “City of Lies”, segundo o The Hollywood Reporter. De acordo com a publicação, o assistente de locação Gregg “Rocky” Brooks  acusa Depp de dar dois socos em suas costelas durante a gravação do filme que ocorreu em abril de 2017.

Brooks diz que em abril de 2017, eles estavam rodando uma cena no centro de Los Angeles e o assistente informou ao diretor Brad Furman que aquela deveria ser a última cena gravada por conta de licenças legais. Segundo o processo, o diretor forçou Brooks a dar a notícia a Depp. Como o assistente estava com receio de informar ao ator sobre o fim das filmagens, ele foi atrás de um policial para ajudá-lo, mas Depp o encontrou primeiro.

O assistente alega que enquanto o socava, o ator gritava obscenidades e estava com cheiro de álcool muito forte. Além disso, Brooks diz que Johnny Depp parecia estar sob efeito de alguma substância. Até que Depp ofereceu dinheiro para o assistente o socar de volta.”Eu vou dar cem mil dólares para você me dar um soco na cara agora!”, teria dito o ator.

Brooks diz que o intérprete de Jack Sparrow só parou quando o guarda costas dele o afastou do local.O assistente ainda diz que voltou ao trabalho na segunda-feira seguinte e foi convidado por um produtor para escrever e assinar uma declaração dizendo que não iria processar o incidente, e que foi demitido quando disse que não assinaria tal declaração.

O diretor do filme e o produtor também estão sendo processados.”City of Lies” conta a história da investigação dos assassinatos dos rappers Tupac Shakur e Notorious B. I. G. O filme tem estreia prevista para 7 de setembro nos Estados Unidos.