Anitta entra com processo contra Leo Dias, e jornalista se manifesta nas redes sociais; saiba detalhes

Na última quinta-feira (21), Anitta entrou com um processo contra Leo Dias após a troca de farpas entre os dois por conta da saída da mãe dela, Miriam Macedo, de sua casa. O caso foi registrado na 13ª Vara Cível do Rio de Janeiro e corre em segredo de Justiça. O juiz Ledir Dias de Araújo será o responsável pela análise do processo, de acordo com informações da revista “IstoÉ”.

Nessa segunda-feira (25), em meio a mais desdobramentos do embate da dupla, os documentos da ação chegaram até o jornalista, que se pronunciou nas redes sociais afirmando que não estava com medo e, inclusive, publicando imagens de alguns trechos do processo.

Através dos documentos é possível ver que os advogados da cantora, Eduardo Ghiaroni Senna e Felipe Dias Curvelo de Oliveira, tomaram como base, os textos de Dias sobre a artista e sua mãe publicados nos dias 19 e 20 de maio, alegando que a “falsa matéria” teria “o único intuito de obter lucro e autopromoção”.

Continua depois da Publicidade

Na papelada publicada pelo jornalista, após expor o caso, a defesa de Anitta entrou também com um pedido de “tutela antecipada”, para que o colunista do ‘UOL’ seja proibido de falar ou utilizar o nome da cantora para qualquer tipo de manifestação, mesmo antes da sentença do caso.

Leo Dias e Anitta estiveram no olho do furação nos últimos dias. (Fotos: Reprodução/Instagram)

“A Autora, em artes ‘Anitta’, é cantora, compositora, produtora e empresária, reconhecida nacional e internacionalmente, acumulando uma quantidade invejável de premiações, tendo inclusive sido apontada pela renomada Revista Rolling Stone como a artista latina mais ouvida do mundo, conforme matéria do dia 29/03/2019, ora anexada”, descreve a ação, inicialmente.

“O Primeiro Réu, conhecido pela alcunha de ‘Leo Dias’, é blogueiro e jornalista, é conhecido também no meio artístico pela coleção inigualável de inimizades construídas, atualmente mantém uma coluna jornalística no portal do ‘Segundo Réu'”, completa o documento. Anitta também está processando o ‘UOL’, que publicou a matéria de Leo Dias, e o ‘Facebook’, pela repercussão do caso nas redes sociais controladas pela empresa.

Continua depois da Publicidade

Os advogados seguem, citando a publicação do texto que afirmava que dona Miriam teria saído da casa de Anitta “por não concordar com a vida louca da filha”. “Como se verá mais adiante, trata-se de uma publicação covarde, desleal, mentirosa, desmedida e descabida, travestida de ‘matéria jornalística’, mas que não contém nenhuma informação de interesse público, ao contrário, invade brutalmente a vida privada da Autora e sua família, com o único intuito de obter lucro e autopromoção”, aponta a ação.

Na época, Anitta postou prints no intuito de desmentir a versão dada por Leo Dias em sua coluna… (Foto: Reprodução/Instagram)

O documento explica o desenrolar do caso, quando Anitta recorreu aos Stories do Instagram para rebater a publicação. De acordo com os advogados, a cantora teria sido ameaçada pelo jornalista por WhatsApp. Ainda é descrito o momento em que a artista voltou a se manifestar nas redes sociais para esclarecer sobre a vida de sua mãe e a consequente publicação da matéria com o título “Anitta volta atrás e assume que mãe saiu de casa e foi para subúrbio”, por Leo.

“No mesmo dia, o Primeiro Réu ainda postou nos stories do seu perfil da aplicação Instagram, administrada pela Terceira Ré (Facebook), um vídeo completamente transtornado, registrando publicamente que teria ameaçado a Autora de divulgar outras ‘verdades’ sobre a mesma e que por tal motivo ela teria confirmado a saída da mãe de sua casa”, ressaltou a ação.

Continua depois da Publicidade

“E o Primeiro Réu continuou se valendo da distância covarde da internet para destilar seu ódio, rancor e inveja alheia ao postar mensagem no perfil da rede social Instagram da não menos polêmica brasileira, naturalizada norte-americana, Day McCarthy, afirmando que a Autora estaria com HIV”, completou.

Em suas redes, Leo Dias ironizou o trecho em que Day McCarthy era citada na açã0. (Foto: Reprodução/SBT)

Os advogados afirmam que o processo representa um conflito de direitos fundamentais: “os direitos à inviolabilidade da honra, imagem, reputação, e principalmente da vida privada e intimidade de Autora“, de um lado, e “os direitos à liberdade de expressão e de imprensa dos Primeiro e Segundo Réus“, de outro. Eles afirmam que, neste caso, os da cantora devem prevalecer.

Por fim, nos trechos divulgados, eles pedem a aprovação inicial da tutela antecipada, “para que cessem imediatamente as ofensas gratuitas à imagem, honra e reputação da vida privada e intimidade da Autora”.

Continua depois da Publicidade

Ao saber sobre o processo, o jornalista logo usou as redes sociais para se manifestar. “Eu não ia mais falar da Anitta. Sinceramente não sei quem está gerindo essa crise. Agora ela decidiu me processar. Oi? EU NÃO TENHO MEDO DE PROCESSO”, destacou.

Em seguida, ele afirmou que a ação teria uma consequência direta e que ele continuaria a expor conversas que teve com a artista no WhatsApp, como fez durante toda a tarde de segunda (25). “Anitta, quando você parar de me atacar, eu paro também. Analise bem os danos à sua carreira. Fui muito leal a você e jamais questionei o seu talento. Por conta da ação, o assunto de amanhã é Luan Santana e Ludmilla”, declarou.

Continua depois da Publicidade

Na manhã desta terça-feira (26), o jornalista já começou a cumprir o que prometeu. “Nunca fui a um aniversário dela. Anitta sempre me disse que jamais processaria a imprensa. Essa ação está clara pra mim: ela está desesperada com tudo o que eu tenho. Eu lamento ter que expor tudo isso. Mas enquanto existir processo, muitos áudios virão à tona”, afirmou.

“Sobre Luan, no processo que corria na Justiça a empresa K2L disse que pagou as passagens aéreas para Anitta se encontrar sexualmente com Luan como um ‘investimento na carreira'”, completou ele, sobre a relação da carioca com o sertanejo.