Fotojet (17)

Após manifesto de Samantha Schmutz sobre “silêncio de beldades”, Marina Ruy Barbosa se pronuncia: “Não deveria ser pauta”

E a sequência de indiretas na web continua… Na sexta-feira (30), Samantha Schmutz fez um forte desabafo por conta do trágico incêndio ocorrido na Cinemateca Brasileira no dia anterior, em São Paulo. Embora não tenha citado nomes, a atriz deu uma certa “bronca” em artistas que não estavam se posicionando sobre o incidente e outras questões ligadas à arte, e exemplificou com o “silêncio das beldades” que estiveram no último Festival de Cannes.

Ainda que não tenha sido mencionada por Schmutz, a atriz Marina Ruy Barbosa se manifestou a respeito do caso na noite de ontem, alegando que o evento francês “não deveria ser pauta”, e fez uma comparação com a ginasta Simone Biles para falar sobre saúde mental.

A ruiva abriu seu texto lamentando o incêndio no acervo que guardava anos de história do audiovisual em nosso país. “O incêndio à Cinemateca é uma agressão à cultura do nosso país. Estamos vendo nossa história ser queimada há tempos, nossa cultura sendo completamente abandonada. Isso é INQUESTIONÁVEL. E é SOBRE ISSO que devemos falar. E cobrar do governo, que é quem realmente pode fazer alguma coisa”, começou Marina, também sem citar o nome de Samantha Schmutz em qualquer parte do seu posicionamento.

No dia 11 de julho, Marina prestigiou a première do filme “The Piani” em Cannes a convite de uma marca de joias, que tradicionalmente convida grandes celebridades para desfilarem no red carpet, servindo como “outdoor” de suas peças, que consequentemente vão aparecer na mídia do mundo todo. “A cobrança em relação à minha ida e participação no festival de Cannes, não deveria ser pauta e nem motivo de preocupação. Eu tenho muito orgulho de ser ATRIZ, de trabalhar com o que eu amo desde os nove anos de idade, buscando meu espaço. O fato de ter ido para o festival, contratada por uma marca para trabalhar, e estar ao lado de mulheres incríveis como Sharon Stone e Melanie Thierry, não deveria causar tamanha indignação de alguns”, alfinetou.

Continua depois da Publicidade

Em sua reflexão, Marina também lamentou as cobranças “urgentes” para posicionamentos que se limitam a posts nas redes sociais. “Devemos respeitar TODOS os profissionais e TODOS os trabalhos, independentemente da nossa opinião. Não podemos nos achar no direito de desqualificar nossos colegas. Somos todos muito rápidos para cobrar. Mas lembremos: na rapidez que cobramos seremos cobrados também. A cobrança por um posicionamento imediato, que se traduz em um ‘post’ sobre algo que aconteceu há algumas horas, não reflete o que alguém pensa ou com o que ela realmente se importa. Existe muita vida fora das redes sociais”, declarou.

"tre Piani (three Floors)" Red Carpet The 74th Annual Cannes Film Festival
Marina Ruy Barbosa desfilou pelo red carpet com joias de marca que a convidou para o Festival de Cannes. (Foto: Getty)

“As redes sociais são apenas um recorte de uma pequena parte da vida. Enquanto eu estiver viva e houver oportunidade, seguirei trabalhando com muita dedicação, como sempre fiz desde criança”, completou. Barbosa continuou seu desabafo associando esse tipo de cobrança a questões de saúde mental. Para isso, ela fez uma comparação com a ginasta norte-americana Simone Biles, que decidiu não disputar a final de alguns aparelhos nas Olimpíadas para cuidar do seu bem-estar emocional.

Continua depois da Publicidade

“Acabamos de enaltecer a sábia decisão tomada por Simone Biles, por exemplo, que abriu mão de competir nas olimpíadas para priorizar sua saúde mental. Ela declarou: ‘Eu não confio mais tanto em mim mesma’. Vamos começar a pensar no quanto estamos colaborando e sendo responsáveis por esse tipo de pressão nas pessoas? Vamos olhar para como estamos utilizando de forma equivocada as nossas cobranças?”, indagou.

Para finalizar, Marina Ruy Barbosa deixou um recado direcionado a outras mulheres. “Devemos ACREDITAR em nós mesmos – e isso vale especialmente para as mulheres -, levantar sempre a cabeça, fazer o que está ao nosso alcance e não deixar nunca ninguém nos desmerecer ou subjugar”, encerrou. Na sequência de stories do Instagram, a atriz achou válido relembrar que se posicionou na época em que o Museu Nacional pegou fogo, em 2018. “Símbolo de um Brasil que desaba. A história do nosso país sendo lambida pelo fogo. Não é a primeira vez. O MAM queimou, o acervo de Helio Oiticica queimou, Cinemateca Brasileira pegou fogo, o Museu da Língua Portuguesa também foi queimado! É muita falta de amor ao Brasil, cultura e história”, escreveu na época.

219314534 513553929911347 4034269711729809369 N
Marina Ruy Barbosa relembrou publicação feita por ela lamentando incêndio no Museu Nacional. (Foto: Reprodução)